Meus jogos favoritos de 2021 — Matheus Senna de Oliveira

Os redatores do GameBlast falam sobre os títulos que mais curtiram entre os lançamentos deste ano.


Enquanto o ano passado foi marcado por mudanças profundas, complicadas e muitas vezes tristes, 2021 seguiu por um caminho inverso. Uma lenta, mas constante e positiva evolução trouxe uma esperança de tempos melhores, sobretudo para os próximos meses. Em meio a tudo isso, uma das poucas partes da minha vida que não mudou foi ter a oportunidade de curtir novos jogos eletrônicos. Embora não tão importante em termos gerais, certamente foi um ponto positivo nesse ano movimentado.


Mais uma vez, tal como em 2020 e antes em 2019, estou muito contente em poder compartilhar os maiores lançamentos que conheci durante o ano. Já deixo avisado que, principalmente por razões financeiras e de agenda, alguns dos grandes sucessos do ano, incluindo Ratchet & Clank: Em Uma Outra Dimensão (PS5), Halo Infinite (XSX), Forza Horizon 5 (Multi), Resident Evil Village (Multi) e It Takes Two (Multi) ficaram de fora da minha lista.
 
Seja como for, acredito que a minha relação de games ainda assim impõe respeito e está repleta de ótimas pedidas para qualquer jogador. Pra começar, vou destacar os meus melhores destaques de 2021; logo depois, será a vez de algumas menções honrosas. Por fim, trarei uma pequena lista de games lançados em anos anteriores, mas que joguei muito nos últimos 12 meses. Tudo pronto? Então, vamos começar!

Cyber Hook

Para começar bem a lista, vamos a uma excelente mistura de ação e plataforma chamada de Cyber Hook (PC/Switch). A proposta dele é a seguinte: chegar ao final de cada fase no menor tempo possível. Uma premissa simples, mas, graças às suas mecânicas únicas, extremamente divertida e repleta de adrenalina. Os cenários são cheios de obstáculos prontos para serem escalados e pulados, oferecendo movimentos dignos do cinema.
A jogabilidade é uma espécie de parkour super-heróico, com direito a habilidades como gancho com corda, distorções temporais e disparos para interagir com alguns elementos. Os visuais são repletos de cores e luzes vibrantes, sempre entregando uma experiência radical e com ótima sensação de velocidade. Com uma trilha sonora igualmente empolgante e mais de 70 fases diferentes, o game é uma ótima pedida para quem curte desafios radicais.

Persona 5 Strikers

Spin-off de um dos melhores games de 2021, Persona 5 Strikers (Multi) trouxe muita estratégia com ação de forma inovadora. Ao misturar elementos de RPG com de hack and slash, o game proporcionou uma aventura original com boa dose de desafio e diversão, sempre com o charme característico da sua franquia. Afinal, um bom título da série Persona não pode abrir mão de algumas qualidades básicas.
Elas incluem visuais de primeira, história e personagens interessantes, trilha sonora envolvente e muito, mas muito conteúdo. Reencontrar Joker, Morgana e companhia é uma experiência incrível, assim como colecionar todos os monstros Persona, participar de combates emocionantes e explorar cada cantinho do game. Mais uma vez meu coração foi roubado pelos Phantom Thieves e espero que eles voltem para roubá-lo mais uma vez em algum futuro lançamento.

Knockout City

Único membro esportivo da relação de games, Knockout City (Multi) utiliza como base a boa e velha queimada. Neste caso, temos um jogo que se passa em uma grande área repleta de bolas de vários tipos, incluindo explosivas e teleguiadas, sendo que o objetivo é acertar os adversários para ganhar pontos. Obviamente, os oponentes têm recursos próprios, como esquivar ou segurar o arremesso inimigo.
Aliás, as mecânicas do game são surpreendentemente variadas, contando com pulos, empurrões, passes e vários tipos de lançamentos. O trabalho em equipe é essencial para a vitória, que pode ser conquistada em partidas casuais ou ranqueadas. Apesar da profundidade na jogabilidade, essa queimada eletrônica é acessível para todos os públicos, que também encontrarão visuais divertidos e coloridos nessa grata surpresa de 2021.

Ninja Gaiden: Master Collection

A primeira coletânea da lista traz uma trilogia repleta de ação no estilo hack and slash. Ninja Gaiden: Master Collection (Multi) é estrelado por Ryu Hayabusa, poderoso ninja portador da lendária Dragon Sword, que vive três grandes aventuras que se passam em vários locais do mundo. Para vencer, o herói precisa enfrentar toda sorte de inimigos, como monstros e robôs, por meio de combates técnicos e precisos.
Para quem não sabe, os games exigem reflexos rápidos e muita habilidade, oferecendo lutas e desafios radicais. Os combates contra chefes, em particular, são os mais memoráveis. Para completar, cada um dos três títulos conta com vários colecionáveis, customizações e modos de jogo extras diferentes. Uma opção perfeita para quem curte muita ação e adrenalina no melhor estilo ninja.

Hades

Considerado um dos melhores de todos os tempos, sobretudo do gênero roguelike, Hades (Multi) finalmente chegou aos consoles de mesa em 2021. Os destaques do game são muitos, incluindo jogabilidade excelente, visuais de primeira e mecânicas de jogo que beiram a perfeição. Acompanhar a saga de Zagreu na sua fuga do mundo dos mortos é um deleite, seja pelos belos cenários e canções, seja pelas lutas divertidas e viciantes.
Cada parte do título funciona adequadamente e propicia ao jogador inúmeras formas diferentes de se aventurar pelo submundo. Afinal, morrer nunca é o fim, mas apenas o começo: a história fantástica do game aproveita essa premissa com maestria, não somente para oferecer enredo e personagens cativantes, mas também um hack and slash incrível. Qualquer que seja a sua plataforma de jogo, esse é um daqueles clássicos obrigatórios e que não poderia ficar de fora dos melhores do ano.

World War Z: Aftermath

Mostrando que a temática apocalipse zumbi ainda tem muitos cérebros para comer, o próximo item da lista trouxe um ótimo jogo repleto de ação. World War Z: Aftermath (Multi) consiste em uma versão aprimorada de um título lançado em 2019, cuja proposta de sucesso focou em jogabilidade mais simples com foco na diversão e variedade. Aqui, temos a experiência original recheada com novidades como visão em primeira pessoa, diversas melhorias técnicas e muito conteúdo.
Ou seja, ainda mais missões para cumprir, armas diferentes para utilizar contra os mortos-vivos e opções de customização. O game se passa em diversas localidades ao redor do mundo, todas bem produzidas e repletas de desafios. O foco no modo multijogador também é interessante, em que até quatro jogadores podem enfrentar os  desafios do game para alcançar pontuações cada vez mais altas, liberar novos itens ou então simplesmente se divertir detonando hordas de zumbis.

Lemnis Gate

Embora um pouco confuso nas primeiras partidas, Lemnis Gate (Multi) logo mostra o porquê merece seu lugar entre os melhores do ano. A ideia básica dele é a seguinte: o jogador precisa realizar ações dentro de um loop temporal limitado. Ao final desse tempo, é a vez do adversário realizar a sua jogada. A grande sacada é que cada nova rodada traz novamente tudo o que aconteceu nas rodadas anteriores.
Logo, é como se, além de realizarmos uma nova jogada, pudéssemos alterar o que aconteceu no passado. Pode parecer confuso, mas tudo funciona muito bem e temos partidas repletas de diversão, estratégia e ação. São vários personagens diferentes para escolher durante as partidas, assim como customizações, mapas e variações nos modos de jogo. Surpreendente e viciante, esse FPS foi uma das maiores surpresas positivas de 2021.

Call of Duty: Vanguard

De todos os destaques da lista, este certamente é o mais modesto: Call of Duty: Vanguard (Multi), infelizmente, chegou com problemas como modo Zumbis limitado e dificuldades técnicas. Ainda assim, ele é um título repleto de desafios e muito agradável de jogar, sobretudo junto com os amigos. Graças às constantes atualizações, ele já melhorou bastante e tem tudo para se tornar cada vez melhor.
O mais novo título da série de tiro mais popular da atualidade é um FPS sólido e divertido. A campanha emocionante e o multijogador repleto de opções são algumas das qualidades, assim como os visuais bonitos e a boa jogabilidade, que está bastante fluída e agradável. A integração com Warzone se revelou outra qualidade, trazendo novidades interessantes para o divertido battle royale e complementando-o com competência.

Menções honrosas

Embora os títulos anteriores sejam os maiores destaques, vários outros jogos de 2021 merecem uma devida lembrança. Vamos a eles e alguns breves comentários:
Para terminar, 2021 também reservou ótimas experiências por meio de jogos mais antigos. Foram eles: Call of Duty: Warzone (Multi), um dos battle royale de maior sucesso no mercado; Assassin’s Creed Origins (Multi), que foi uma espécie de reboot da sua franquia; Dragon Ball FighterZ (Multi), com visuais e jogabilidade incríveis; God of War (Multi), um jogo praticamente perfeito sob todos os aspectos; Need for Speed Rivals (Multi), ótimo membro da famosa franquia de corrida; e o ainda interminável Pokémon GO (Mobile), afinal “temos que pegar todos”.
E então, leitor? Já jogou algum dos meus títulos favoritos de 2021? Alguma crítica ou sugestão? Deixe o seu comentário.
Revisão: Heloísa D'Assumpção Ballaminut

é produtor de conteúdo sobre games desde julho de 2016 e um grande fã da décima arte, embora não tenha muito tempo disponível para ela. Seus games favoritos (que formam uma longa lista) incluem: KH, Borderlands, Guitar Hero, Zelda, Crash, FIFA, CoD, Pokémon, MvC, Yu-Gi-Oh, Resident Evil, Bayonetta, Persona, Burnout e Ratchet & Clank. @MatheusSO02
Este texto não representa a opinião do GameBlast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.


Disqus
Facebook
Google