Jogamos

Análise: Mighty Switch Force! Collection (Multi) é uma coletânea cheia de diversão e desafios

Coleção reúne ótimos jogos que misturam plataforma e quebra-cabeças com maestria.

Coletâneas de jogos são ótimas opções para se desfrutar de vários títulos com características semelhantes. Mighty Switch Force! Collection (Multi) é um excelente exemplo, trazendo quatro jogos com personagens adoráveis e ótimas mecânicas. Excelente escolha para quem curte games que exijam atenção e habilidade, vamos explorar esse lançamento em mais uma análise.

Um pacote bastante completo

A série Mighty Switch Force!, produzida pela WayForward, começou em um título de Nintendo 3DS em 2011. Com o sucesso do game, uma versão melhorada foi lançada para Wii U no ano seguinte, assim como uma continuação em 2013 para ambos Wii U e 3DS. Já em 2015 veio o último título da franquia para PCs.
O game fez sucesso no portátil tridimensional da Nintendo
Logo, a coletânea é composta de quatro jogos: Mighty Switch Force! (3DS), Mighty Switch Force! 2 (3DS/Wii U), Mighty Switch Force! Hyper Drive Edition (PC/Wii U) e Mighty Switch Force! Academy (PC). Como todos eles até então eram restritos a algumas plataformas, a coleção se torna interessante para que um público maior possa conhecer a franquia, tendo versões para PS4, Xbox One, Switch e PC.

A história de Mighty Switch Force! é simples: as chamadas Hooligan Sisters escapam de custódia no planeta Land, liberando vários monstros no processo. A organização Galactic Penal Squad, então, faz contato com a oficial Patricia Wagon para que ela capture as criminosas. Para isso, a heroína conta com o capacete Siren e a arma Pellet Shooter, além da ajuda do U.T.D. e do General Gendarmor.
Da esquerda para direita: Patricia, o cãozinho U.T.D., as Hooligan Sisters e Gendarmor (no fundo)
É possível notar que o enredo é simples. E a proposta do jogo também é. A ideia é avançar pelo cenário coletando (ou prendendo) as cinco criminosas utilizando pulos, tiros e, principalmente, a habilidade de mover blocos para dentro e para fora da tela (semelhante aos blocos com exclamações de Super Mario World). Para isso, é necessário estratégia e movimentos precisos.

Já em Mighty Switch Force! 2 temos uma mudança na premissa. Patricia agora deve atuar como uma bombeira, utilizando uma espécie de extintor, e salvar as agora reformadas Hooligan Sisters. Além das ex-criminosas, a heroína também pode salvar bebês escondidos nas fases (literalmente chutando eles para a segurança). As mecânicas são bastante semelhantes ao anterior, com exceções como o uso de jatos de água e das labaredas pelos cenários.
Mighty Switch Force! Hose It Down (Mobile/PC) é puro quebra-cabeças e ficou de fora da coleção
Mighty Switch Force! Hyper Drive Edition é, basicamente, uma versão aprimorada do original, com gráficos em HD e mais fases. Já Mighty Switch Force! Academy utiliza as mesmas mecânicas do primeiro game, mas através de uma nova perspectiva. Ao contrário dos outros três títulos, onde vemos apenas segmentos da fase, aqui o cenário é exibido em sua totalidade na tela.
Academy traz uma nova perspectiva para a série
Esse fato me remeteu a alguns jogos antigos como Donkey Kong, Pac-Man e Galaga, em que a tela exibia todo o cenário e os inimigos ao mesmo tempo. Graças a esse novo “ângulo” de exibição, o game também permite que até quatro jogadores possam jogar juntos ou competirem em um dinâmico VS Mode.

Divertido e desafiador na medida certa

A principal mecânica dos games é comum a todos os títulos, por isso é importante conhecê-la bem. Patricia Wagon tem a sua disposição um capacete com a capacidade de mover blocos para dentro e para fora do plano de jogo. Assim, é possível liberar passagens ou criar plataformas para avançar pelas fases e capturar/resgatar as irmãs Hooligan.
A chave para o sucesso é sincronizar os pulos com a "ativação" dos blocos
Essa habilidade é utilizada pelos títulos de formas bem criativas (e divertidas). É possível destruir monstros com o movimento dos blocos, que por sua vez podem permitir que portas sejam abertas. Ela também é usada em blocos especiais que disparam os personagens como uma bala de canhão, aumentando ainda mais as possibilidades dos quebra-cabeças nos cenários.
Utilizar inimigos explosivos para eliminar blocos de pedra exige habilidade com o capacete
A protagonista também pode utilizar uma pistola, ou uma espécie de extintor com água em Mighty Switch Force! 2, para derrotar monstros e eliminar alguns obstáculos pelas fases. Além desses três comandos, o jogador conta com um botão para mover a câmera ao redor da personagem. Assim, é possível estudar o cenário mais facilmente.
Mighty Switch Force! 2 é uma refrescante mudança no gameplay da coletânea
A jogabilidade é sólida, o que é, de certa forma, uma obrigação em jogos onde a precisão de movimentos é chave. Logo, perder as três vidas, e assim ter que começar a fase novamente, nunca se deve a problemas do game. Basta prestar atenção nos elementos do cenário e executar os movimentos com habilidade e precisão.

Embora isso soe como um chavão, o game é do tipo “fácil de aprender, difícil de dominar”. Afinal, depois de algumas partidas já temos o suficiente para avançar pelos títulos. Mighty Switch Force! Collection traz mais de 70 cenários e a cada fase completada, liberamos uma nova para ser jogada. Gostei muito delas serem organizadas de forma bem progressiva, ajudando o jogador a aprender as mecânicas no tempo certo.
Não basta vencer: temos que quebrar os recordes de tempo
Mas o grande barato do game não é somente terminar as fases. Todas elas têm um tempo “Par”, que consiste em uma espécie de recorde a ser batido. E é aqui que o “difícil de dominar” se aplica: embora os cenários exijam habilidade, com bastante tempo conseguimos passar pelos os obstáculos sem grandes problemas. Agora, se você deseja quebrar os recordes, vai ter que se dedicar bem mais.

Ports de qualidade, mas (infelizmente) nada além disso

Como escrito anteriormente, todos os quatro jogos da coletânea são divertidos e desafiadores, do mesmo modo que os originais. A questão é que a coletânea é somente isso: ports de jogos já lançados, sem modificações ou melhorias significativas.
O visual do game é muito bonito e bem construído
Os belos gráficos, com cenários e personagens simpáticos, e as músicas empolgantes (além da já citada jogabilidade) estão todos lá. Mas ficou faltando alguma inovação, pois o jogo é quase o mesmo que reunir separadamente os quatro títulos. Logo, várias adições interessantes, que tornariam a experiência da série Mighty Switch Force! ainda melhor, ficaram faltando.

Um exemplo de ausência significativa é um sistema de rankings online. Mesmo sendo versões (praticamente) iguais aos games originais, seria uma ótima adição poder comparar o seu desempenho com os amigos, ou então ver como está a classificação da comunidade. A falta de uma opção para atrelar o nome do jogador ao tempo obtido também prejudica uma competição local.

Outras opções interessantes seriam conteúdos como artes conceituais ou um modo com velocidade aumentada. Ressalto, entretanto, que essa questão não prejudica a qualidade da coletânea; fica apenas um sentimento que o título poderia ser ainda melhor. As sugestões que citei, por exemplo, não comprometem os games, mas certamente aumentariam o fator replay e os tornariam mais significativos (principalmente para quem já os jogou anteriormente).
A diferença de qualidade é notável entre o primeiro título e a versão Hyper Drive
Um ponto negativo menos relevante é que alguns níveis são repetidos entre os títulos. Isso acontece devido ao fato de Mighty Switch Force! Hyper Drive Edition ser uma remasterização do game original. Ele traz algumas fases inéditas e versões especiais das clássicas, mas eventualmente fiquei com o sentimento de repetição.

Justice served!

Quem curte jogos de quebra-cabeça e plataforma não pode perder Mighty Switch Force! Collection (Multi). Juntando quatro ótimos jogos estrelando a simpática oficial Patricia Wagon, que deve capturar malfeitoras em cenários cheios de inimigos e quebra-cabeças, o título exige atenção e habilidade nos movimentos. Mesmo sem trazer inovações, as ótimas experiências originais garantem a diversão e muitos desafios para o jogador.
Muitas aventuras com a oficial Patricia Waggon em Mighty Switch Force! Collection

Prós

  • Personagens, cenários e trilha sonora cativantes, com destaque para o Hyper Drive Edition;
  • Jogabilidade é intuitiva, do tipo “fácil de aprender, difícil de dominar”;
  • Mecânicas de jogo viciantes, tanto para jogadores casuais quanto para quem busca desafios;
  • Os quatro títulos da coleção oferecem uma boa quantidade e variedade de fases;

Contras

  • Coletânea traz versões praticamente idênticas as originais, deixando passar a oportunidade para adições interessantes como rankings online e artes conceituais;
  • Algumas fases são repetidas entre os títulos;
Mighty Switch Force! Collection Multi Nota: 8.0
Versão utilizada para avaliação: PS4
 E você, leitor? O que achou de Mighty Switch Force! Collection? Deixe a sua opinião.

Análise produzida com cópia cedida pela WayForward
Revisão: Raphael Barbosa

é redator do site GameBlast desde maio de 2018 e um grande fã da décima arte, embora não tenha muito tempo disponível para ela. Seus games favoritos (que formam uma longa lista) incluem: Kingdom Hearts, Guitar Hero, Zelda, Crash, FIFA, COD, Pokémon, MvC, Yu-Gi-Oh, Resident Evil, Bayonetta, Persona, Burnout e Ratchet & Clank.

Comentários

Google
Disqus
Facebook