Jogatina de FDS

O que estamos jogando: Hollow Knight, Guilty Gear, Halo e mais!

Sem saber o que jogar no final de semana? Confira os jogos que a equipe do GameBlast jogará neste final de semana.



Olá, queridos leitores! Sejam bem-vindos a nossa Jogatina de FDS. Depois de toda a correria ao longo da semana, nada como dar uma pausa momentânea e relaxar ao aproveitar aquele título pendente em nossa lista. Não importa a plataforma ou gênero, a única regra é curtir esse hobby que tanto amamos da melhor maneira possível. Motivados por isso, pedimos ao nosso time de redatores para compartilhar com vocês os jogos para esse final de semana.

Mário Carvalho



Passando raiva nos chefes!

A missão de livrar Hallownest de sua maldição continua em Hollow Knight (Multi). Agora que adquiri diversos poderes de locomoção, estou aproveitando para revisitar alguns locais que antes eram inacessíveis. Muitos deles guardam itens e até amuletos interessantes.




Os combates nesse jogo vem me surpreendendo cada vez mais. Meu último grande confronto foi com o Receptáculo Quebrado que me fez passar mais de duas horas para derrotá-lo. Sem dúvida um dos chefes mais difíceis que já enfrentei em todos os jogos. Tudo foi transmitido em live pela Twitch, o que me permitiu ao menos compartilhar a raiva com a galera.




Maurício Katayama



Pegada retrô nos consoles modernos.

Eu fiquei meio decepcionado com a última Nintendo Direct afinal Zelda está fazendo aniversário de 30 anos e nada de Breath of the Wild 2… enfim, dos jogos que foram apresentados o que mais me empolgou foi o RPG Triangle Strategy, que tem um estilo 16-bit bem parecido com o Octopath Traveller. A Demo está disponível na eShop, então vou baixar e dedicar um tempinho a ele neste fim de semana.




E ainda nesta onda retrô, também pretendo começar uma campanha de Halo: Combat Evolved na Master Chief Collection (XBO/PC) usando meu controle Hyperkin Duke, aproveitando este clássico como ele deve ser jogado, com controle nostálgico. 



Ivanir Ignacchitti



Sigilo

Neste fim de semana, devo ficar focado em um jogo específico no Switch. Infelizmente não posso mencionar o nome por agora, mas devo comentar sobre ele depois que fizer a minha análise no Nintendo Blast.




Ele provavelmente cobrirá meu tempo inteiro do fim de semana, mas caso eu tenha uma horinha sobrando, devo brincar um pouco com o open beta de Guilty Gear Strive no PS4. Confesso que não curti muito meu primeiro contato com a série no PS2 (Accent Core), mas estou bem feliz com o gameplay do novo título, especialmente a novata brasileira Giovanna.



GameBlast recomenda

Passada toda a folia carnavalesca nos videogames (assim espero), é hora de cair dentro do nosso trabalho. Apesar do feriado atípico, é como os brasileiros costumam falar: agora o ano começou! A semana aqui do Blast foi recheada de análises de diferentes plataformas: consoles, PC, celulares e teve direito até a análise de um periférico muito bacana, confira a seguir!
Lançamentos para PC da semana 6

Começando com a experiência fora da curva proposta por Bird Alone (iOS/Android), título que a princípio estava disponível apenas para os aparelhos da Apple, agora chega aos usuários do sistema Android. Temos abordado aqui no Blast, quase que rotineiramente o potencial desses dispositivos móveis de entregar uma experiência única e de qualidade. Bird Alone aborda o convívio com uma bela ave silvestre na qual devemos estabelecer um vínculo onde o respeito sempre prevalece. 
Análise: Fallen Legion Revenants (PS4/Switch)
Apesar da interação ser tocante e agraciada com um cenário destacado por cores relaxantes, ela deixara claro os momentos em que precisa de um tempo para pensar suas ideias. Mesmo com uma duração abaixo do esperado, é algo que sem dúvida desperta a curiosidade justamente por se assemelhar a relações reais onde muitas das vezes não sabemos gerenciar bem o espaço e o tempo de cada pessoa que convivemos.
Análise: Gal*Gun Returns (PC/Switch)

A assinatura PlayStation Plus tem nos surpreendido cada vez mais ao entregar jogos de maneira gratuita, desde que se mantenha a assinatura. No mês de fevereiro os donos de PlayStation 5 foram presenteados com Destruction AllStars (PS5). Aqui entramos em arenas mortíferas com o objetivo de controlar veículos poderosos e colidir nos adversário a fim de tirá-los da competição. São diversos personagens, todos eles com características únicas e carisma. Levando em consideração a proposta simplória, ele serve bem o papel de divertir de maneira descompromissada enquanto demonstra potencial para eventos no futuro.
Top 10: Os melhores reboots da indústria

Nosso redator, Alan Murilo, teve a oportunidade de testar 30XX (PC) sequência do marcante 20XX (Multi). Os fãs de Mega Man X notarão diversas referências logo de cara, podendo considerá-lo até um sucessor espiritual por não ter relação nenhuma com o famoso Blue Bomber da Capcom. O diferencial aqui está na presença de elementos roguelike que acrescentam ainda mais desafios durante o trajeto dos cenários que são gerados de maneira procedural. Aqueles que curtiram as aventuras de X e Zero tem tudo para se divertir aqui também.
Análise: DreadStar: The Quest for Revenge (PC)

A continuação da macabra jornada de Six finalmente está entre nós em Little Nightmares II (Multi). Aqui a jogatina fica mais a cargo de Mono, um garoto que resgata Six de um terrível caçador e que carrega um mistério intrigante. Os cenários sombrios e o estilo dos inimigos continua com a pegada sombria e horripilante de sempre. Outra herança do primeiro título foi a narrativa subjetiva, que apenas joga os acontecimentos sem muita explicação, ficando a cargo do jogador interpretá-los. Isso sem dúvida dá margem para uma série de inúmeras teorias criadas pela comunidade.
Análise: Voyage (PC)

Como vocês viram no trecho em que o Maurico fala dos jogos para o final de semana, ele está com um controle muito bacana para jogar os clássicos. O Hyperkin Duke (XBO/PC) que se baseia no controle original do primeiro Xbox, adaptando alguns aspectos para as funcionalidades atuais. Tendo em mente seu valor mais elevado que um controle comum, ele sem dúvida será uma adição ideal na coleção de entusiastas e fãs da Microsoft. Ah! Ele ainda conta com um OLED gigante no meio que replica a animação do Xbox, não faz nada além disso, mas convenhamos...nós amamos LEDs!
Hitman III (Multi) – Guia de atalhos

Já citamos aqui inúmeras vezes como os videogames são uma porta rica e poderosoa de acesso a cultura, garantido um aprendizado enriquecedor em nossas vidas. Arrog (Multi) traz uma temática fúnebre e um visual minimalista ressaltado por tons monocromáticos. Aqui devemos ajudar um indivíduo enigmático a resolver quebra-cabeças enquanto o fazemos reconhecer e aceitar o fato de estar morto. Desenvolvido por estúdios peruanos, ele é uma bela oportunidade mais de aprender sobre os rituais de passagem da cultura dos povos antigos na região.
BlastCast #213

E encerramos mais uma edição do Jogatina de FDS. Agradecemos pela sua presença e nos vemos no próximo sábado. Tenham todos uma excelente e segura semana!

Escreve para o GameBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.


Disqus
Facebook
Google