Jogatina de FDS

O que estamos jogando: Cyberpunk 2077, Grindstone, Dragon Quest e mais!

Sem saber o que jogar no final de semana? Confira os jogos que a equipe do GameBlast jogará neste final de semana.



Olá, queridos leitores! Sejam bem-vindos a nossa Jogatina de FDS. Depois de toda a correria ao longo da semana, nada como dar uma pausa momentânea e relaxar ao aproveitar aquele título pendente em nossa lista. Não importa a plataforma ou gênero, a única regra é curtir esse hobby que tanto amamos da melhor maneira possível. Motivados por isso, pedimos ao nosso time de redatores para compartilhar com vocês os jogos para esse final de semana.

Ivanir Ignacchitti



Três obras bastante distintas

Continuo jogando Cyberpunk 2077 (Multi). Enquanto exploro a cidade futurista, estou também jogando a demo de Bravely Default II (Switch) para me preparar para o RPG que sai no ano que vem. Minha relação pessoal com o primeiro jogo da série é um tanto bizarra, sendo um jogo que eu francamente não gosto muito. Em comparação, gosto das alterações de gameplay feitas por Bravely Second, então estou curioso para o próximo jogo.

Além deles, devo explorar um pouco Noel the Mortal Fate (PC), um título japonês de RPG Maker publicado pela PLAYISM. Os sprites dos personagens são um tanto feios, mas tenho curtido o estilo de aventura do jogo.




Farley Santos



Em puzzles estratégicos e concluindo uma aventura metroidvania

Boa parte do meu fim de semana será dedicado a Grindstone, um simpático e viciante puzzle lançado originalmente no iOS que chegou agora ao Switch. No controle de um guerreiro, precisamos traçar linhas para derrotar inimigos coloridos espalhados em um tabuleiro. Em uma primeira olhada, parece mais um daqueles simples jogos de combinar elementos da mesma cor, mas há um grande aspecto estratégico envolvido, muitas situações diferentes e até mesmo elementos de RPG. É mais um daqueles títulos com conceito simples, mas execução altamente viciante — prevejo que vai ser difícil largá-lo.




Fora isso, continuarei minha aventura em Ori and the Will of the Wisps. Já estou perto do fim da jornada, mas provavelmente continuarei explorando o mundo em busca de seus segredos. Também aproveitarei para testar o prólogo gratuito de Fights in Tights Spaces, um estiloso jogo de pancadaria estratégico controlado por cartas. As lutas táticas misturam combos e posicionamento, e gostei muito do que vi até agora.




Alexandre Galvão



Os exaltados serão humilhados

Olá pessoas! Estamos no último fim de semana antes do Natal. Que jogos vocês pediram pro Papai Noel? Eu tinha pedido o Cyberpunk 2077 (Multi) mas o que recebi foi um jogo em beta em que tive que pagar 250 reais para participar. Bom, foi essa a sensação que ficou do jogo que poderia sim ser um dos melhores do ano, mas se tornou, na minha opinião, o maior delírio coletivo que eu já vi em toda a minha vida.




Já que não dá pra "meter o loko" em Night City, vou prosseguir com minha campanha em Dragon Quest XI S: Echoes of an Elusive Age – Definitive Edition (Multi). Já acumulei umas 60 horas de jogo e parece que já estou alcançando os momentos decisivos da trama. O que já dá espaço praquele sentimento triste quando um jogo bom chega ao fim. Vocês já sentiram isso? Eu tenho isso direto! Enfim, aproveitem pra jogar também, amigos! Nos próximos fins de semana teremos festas de fim de ano e o bom mesmo é aproveitar!




Mário Carvalho



Uma nova chance!

Já que o assunto do momento é o lançamento infeliz de Cyberpunk 2077, pretendo retornar a um título que acabou tendo um resultado ainda mais infeliz. Marvel’s Avengers (Multi) até hoje não conseguiu recuperar os custos de produção e os desenvolvedores lutam para recuperar a comunidade que vem diminuindo cada vez mais pela falta de atrativos no modo online. Eu particularmente me diverti muito ao jogar com os heróis que marcaram minha adolescência e só o deixei de lado por conta da chegada do modo Lendas em Ghost of Tsushima. 




Atualmente foi lançada a Kate Bishop ou, para os mais chegados nas revistas em quadrinhos, Gaviã Arqueira. Junto com ela vem a continuação da campanha que vem arrancando elogios nos grupos em que participo. A pupila de Clinton Barton traz uma mistura de ataques à distância, golpes de espada e uma série de acrobacias, além de sua habilidade de teletransporte. Pretendo testá-la bastante e a expectativa é que a Crystal Dynamics possa se recuperar a partir desse lançamento e de novos conteúdos prometidos.



Gameblast recomenda

Estamos na reta final de 2020 e que ano difícil e peculiar, não? Na indústria dos jogos encerraram-se os grandes lançamentos, mas não se enganem, pois nesse período ainda encontramos bons títulos sendo lançados por estúdios independentes. Começamos com um grande clássico que faz parte da infância de muitos de vocês: Puyo Puyo Tetris 2 (Multi) é um exemplo de que não importa o quão enraizado um jogo esteja, ele sempre terá margens para inovações. O famoso Tetris se une com os fofinhos bichinhos de Puyo Puyo, muito populares no Japão para uma continuação repleta de conteúdo e bom humor.
Lançamentos para PC da semana 50

É sempre uma satisfação de pegar títulos que unem simplicidade, capricho e criatividade. Wildfire (Multi) une muito bem esses fatores em uma épica aventura que utiliza o charme da arte pixelada de forma vibrante e com elementos de plataforma muito refinados. Aqui você acompanha a história de um jovem que testemunha a destruição de sua terra natal e, misteriosamente, adquiri poderes elementais que deverão ser utilizados contra um terrível vilão. Banque o Avatar ao explorar as muitas possibilidades com uso dos elementos em cada obstáculo.
Twin Mirror (Multi)

Se você é uma pessoa prudente, certamente abriu mão do tão sonhado período de férias no final de ano, onde muitos tendem a viajar, a fim de prezar pela sua saúde e de seus familiares. Por sorte, contamos com o videogame para nos apresentar a diferentes mundos e histórias cada vez mais envolventes. A proposta de Alba: a Wildlife Adventure (PC/iOS) é justamente nos levar até uma bela ilha a fim de explorar a vida selvagem e registrar momentos importantes. Contudo, nem tudo são férias na vida da jovem Alba, pois embora a criança, ela carrega a consciência e empatia com o meio ambiente que carece em muitos adultos. Prepare-se para se envolver em dilemas envolvendo ativismo e a preservação do ecosistema através da visão simplista de uma criança.
Per Aspera (PC)

Já que estamos falando ilhas paradisíacas, Call of the Sea (Multi) nos leva até uma remota ilha no pacífico sul no comando de uma jovem mulher na busca pelo seu marido desaparecido. O lugar conta com um visual impressionante, com cores e e efeitos que saltam aos olhos. É o tipo de cenário que consegue aplicar o mesmo efeito que jogos como The Witcher 3, Ghost of Tsushima, entre outros, tem de fazer o jogador esquecer do objetivo para ficar apenas admirando as paisagens. Em meio a tantas belezas naturais, encontraremos vestígios de uma antiga civilização a serem investigados, repletos de quebra-cabeças com nível de desafio considerável.
Xbox Series X: o unboxing do console mais poderoso da Microsoft

Infelizmente nem tudo são acertos nessa indústria altamente competitiva. Morbid: The Seven Acolytes (Multi) traz uma ideia com potencial, uma conceito de personagem chamativo e um visual pixelada atraente. Contudo, peca miseravelmente em tentar se aproximar demais de títulos como consagrados como os da série Souls, adotando mecânicas que na prática não foram bem implementadas. Ainda assim, o jogo tem potencial para divertir, principalmente aqueles que gostem de combates com alto grau de dificuldade.
BlastCast #211

Pegando carona na onda de jogos difíceis, tive a oportunidade de analisar Unto the End (Multi) que traz uma das mecânicas de combate mais desafiadoras que já vi. Ela traz um esquema de ataque e bloqueio baseado no direcionamento da arma, algo semelhante ao que vemos em For Honor, mas com uma punição muito maior para falhas já que nosso guerreiro tem uma resistência mais próxima do real. É preciso aguçar os reflexos e estar sempre atento na movimentação do oponente para sair vitorioso e conduzir nosso determinado protagonista de volta para casa, após sofrer um acidente durante uma caçada e cair em ambiente hostil e desconhecido.
Seleção GameBlast 2020

Como é de praxe aqui no Blast, todo final de ano convidamos nossos redatores a compartilhar com vocês a lista dos melhores jogos de 2020. É um exercício divertido e que nos ajuda a analisar melhor a experiência que tivemos, além de poder render ótimas indicações que tenham passado despercebidas por vocês. Essa semana tivemos a participação dos nossos colegas: Nycolas Medeiros, Alexandre Galvão e Carlos França Jr. Não deixem de conferir, o resultado ficou muito bacana!

E encerramos mais uma edição do Jogatina de FDS. Agradecemos pela sua presença e nos vemos no próximo sábado. Tenham todos uma excelente e segura semana!

Escreve para o GameBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.


Disqus
Facebook
Google