Jogatina de FDS

O que estamos jogando: Hades, Twelve Minutes, art of rally, Devil May Cry 3 e mais!

Sem saber o que jogar no final de semana? Confira os jogos que a equipe do GameBlast jogará neste final de semana.



Olá, queridos leitores! Sejam bem-vindos a nossa Jogatina de FDS. Depois de toda a correria ao longo da semana, nada como dar uma pausa momentânea e relaxar ao aproveitar aquele título pendente em nossa lista. Não importa a plataforma ou gênero, a única regra é curtir esse hobby que tanto amamos da melhor maneira possível. Motivados por isso, pedimos ao nosso time de redatores para compartilhar com vocês os jogos para esse final de semana.

Matheus Senna de Oliveira



De zero a herói sem pestanejar (ou quase)

Para a surpresa de ninguém, neste final de semana irei continuar a jogar Hades. A jogabilidade é excelente e as mecânicas de jogo, como os vários poderes obtidos por via das bênçãos divinas, são viciantes, sempre me levando a querer mais. O caminho para ser um jogador realmente competente está longe de ser rápido devido a dificuldade acentuada do game, mas ele é tão divertido que o tempo passa de forma rápida e suave. Vamos ver até onde consigo chegar nessa aventura que faz jus ao título de “jogo do ano”.




Filipe Garcia



Tentando quebrar um loop temporal

Neste final de semana continuarei tentando quebrar o loop temporal em que me vi preso desde que comecei a jogar Twelve Minutes, o novo indie publicado pela Annapurna Interactive e lançado ontem (19) para PC e plataformas Xbox. 

À primeira vista o jogo parecia simples: o rapaz chega em casa depois do trabalho e é recebido pela esposa dizendo que tem algo muito especial para lhe contar. O que se segue é uma noite agradável com diálogos bem normais entre o casal. Porém, minutos depois, as coisas escalam para um desfecho bem inesperado e violento e o primeiro loop se encerra, te jogando de volta para o início da cena sem ter ideia do que aconteceu.




A partir daí seu objetivo é reviver os acontecimentos da noite vez após vez, tentando encontrar pistas de como manipular os acontecimentos para impedir o final trágico da noite e quebrar o ciclo temporal. Estou impressionado em ver como tudo que fazemos no jogo — cada diálogo escolhido, cada objeto que interagimos e até o momento em que interagimos com eles — tem consequências no andamento de cada loop e nos demais que virão a seguir. Além disso, cada pequeno progresso feito e cada nova pista encontrada traz uma satisfação muito grande.




Maurício Katayama



A arte do drift

Este fim de semana dedicarei-me à arte de derrapar o carro, não no mundo real, mas sim nas curvas sinuosas de art of rally (Multi) - o nome é assim mesmo, com letra minúscula. O indie tem gráficos minimalistas elegantes e possui física aprimorada, além de resgatar o estilo de jogo de corrida com visão top down, que já foi muito popular nos anos 1990, com bons títulos como Thrash Rally (Neo Geo), Micro Machines (SNES/Mega Drive) e Neo Drift Out (Neo Geo). Semana que vem tem análise aqui no GameBlast, confiram!




Alexandre Galvão



Quando o demônio começou a chorar

Olá pessoas! Vou admitir que fui levemente influenciado com a matéria sobre Devil May Cry (PS2) publicada por nosso colega, e xará, Alexandre Bitencourt no início desta semana. Por isso devo tirar meu PS3 da caixa (de novo) pra jogar o episódio que conta o início da história do nosso querido Dante em Devil May Cry 3: Dante's Awakening – Special Edition, na coletânea em HD da série!

Se for pra matar a vontade, e alguns demônios, que seja com melhor jogo da franquia, né? Apesar de que o 5 também é muito bom. Mas o 3 ganha pelo conjunto da obra. É um clássico!




Mateus Reginato



Objeção!

É chegada a hora de liberar meu espírito nintendista e me aventurar pela Era Meiji em The Great Ace Attorney Chronicles (Switch). Uma duologia lançada originalmente para 3DS que recebeu uma nova versão para o Switch em julho deste ano. É minha primeira experiência com a série de jogos do advogado mais icônico Japão, mas aqui, ao invés de Phoenix Wright, a história acompanha Ryunosuke Naruhodo, um ainda inexperiente estudante que acaba se envolvendo com a vida nos tribunais.




Já percebi que Ace Attorney tem potencial para se tornar uma das minhas franquias favoritas. A mistura de visual novel com detetive point-and-click é instigante, a história é engraçada e com vários momentos bizarros à la anime. Agora resta saber se meu treinamento como advogado vai dar certo.




Ivanir Ignacchitti



Um RPG secreto e, talvez, voltando a velhos jogos

Neste fim de semana, meu principal foco é um RPG estratégico cujo nome não posso mencionar. Estou empolgado para jogá-lo, mas logo, logo falo mais sobre quando puder. Sendo realista, é provável que meu foco seja só ele mesmo, mas, caso sobre algum tempo, devo aproveitar para voltar para Umineko When They Cry - Answer Arcs (PC).




Já mencionei ele antes, mas já faz um bom tempo que não consigo encostar na visual novel porque estou sempre atolado com coisas para fazer. Quem sabe esse fim de semana não será diferente e eu vou poder finalmente aproveitar a história de Willard? Mas realmente é mais provável ficar para outra oportunidade...




GameBlast recomenda

Nossa semana contou com notícias interessantes, principalmente para os jogadores que pensam em adquirir um console novo. Tanto a PlayStation Brasil , quanto a Microsoft  anunciaram cortes nos preços de seus produtos em decorrência da redução do IPI. A mudança não é das melhores, ainda mais se levando em consideração o dólar que continua elevado, a escassez dos consoles e os preços exorbitantes praticado por cambistas.
Lançamentos para PC da semana de 09/08 a 15/08
Fãs de jogos de luta podem comemorar, pois o EVO estará de volta na edição de 2022. Como se não bastasse, o evento será realizado de forma presencial na cidade de Las Vegas. A competição mais importante do gênero estava com a edição de 2021 já organizada, porém, foi imediatamente cancelado após as denúncias de assédio e pedofilia contra Joey Cuellar, ex-CEO da organização.
Análise: Recompile (Multi)
A arte de simular a vida dentro dos jogos não encontra limites. De títulos que emulam o cotidiano no automobilismo, aviação e até mesmo na mudança de móveis, encontramos experiências cada vez mais curiosas e inusitadas. A bola da vez fica com Lawn Mowing Simulator (XSX/PC) que nos coloca na aparente simples, porém, importante tarefa de cortar grama. A proposta vai um pouco além do ato de aparar jardins, pois aqui você também atuará como o dono de uma emrpesa do ramo que almeja ser a melhor de todas no ramo.
Análise: Frostpunk: Complete Collection (Multi)
Smarthphones continuam se mostrando uma plataforma cada vez mais promissora para os jogos. O refinamento tanto na performance dos títulos, quanto no conteúdo que eles trazem vem surpreendendo e atraindo cada vez mais adeptos. Tivemos a oportunidade de testar Metal Revolution (Mobile) publicado pela GTarcade, famosa por Saint Seiya: Awakening. Aqui a humanidade entra simbiose com uma nova tecnologia que os deixa com aspecto robótico, garantido sua sobrevivência contra a devastação causada pela radiação e garantido (por que não?) capacidades físicas mirabolantes para se degladiarem em batalhas ferozes.

Análise: Spelunker HD Deluxe (PS4/Switch)
Em GRIME (PC) temos a junção de vários estilos de jogos como metroidvania, soulslike e uma leve pitada de RPG. Esses gêneros, por si só, contam com elementos capazes de nos entregar belas obras de arte. Uma ambientação impecável, enredo misterioso e combates contra chefes bem elaborados fazem da aventura do misterioso protagonista com um buraco negro no lugar da cabeça, uma aventura interessante para quem busca uma experiência diferente.
Blast from the Past: Mega Man X8 (Multi)
Sempre ficamos felizes quando temos a oportunidade de analisar jogos desenvolvidos por estúdios brasileiros. Dessa vez conferimo Tetragon (Multi), desenvolvido pelo estúdio Cafundó Estúdio Criativo. A proposta nos coloca na pele de um lenhador que, auxiliado por uma entidade misteriosa, não medirá esforços para encontrar seu filho perdido. Sua jogabilidade traz uma ideia interessante que envolve a manipulação de elementos do cenário para a resolução de quebra-cabeças, contudo, o título sofre de alguns problemas técnicos que prejdicam a experiência.
Blast from the Past: Devil May Cry (Multi)
Se você curte duelos mais estratégicos no formato de jogos como os da franquia XCOM, Fort Triumph (Multi) pode ser uma excelente pedida para a sua jogatina. Ele une o desafio de combinar habilidades de suas unidades, com o uso bem pensado dos objetos presentes no cenário, tanto para a proteção contra os golpes inimigos, quanto para maximizar o estrago feito pelos nossos ataques. 
BlastCast #226 - Twitch barata, Rockstar RYCA, e PlayStation Plus... pior!
E encerramos aqui mais uma edição do Jogatina de FDS. Agradecemos pela sua presença e nos vemos no próximo sábado. Tenham todos uma excelente e segura semana!

Escreve para o GameBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.


Disqus
Facebook
Google