Jogamos

Análise: Lawn Mowing Simulator (XSX/PC) — corte grama como um profissional

Um simulador realista e pouco ortodoxo.


O mundo da simulação nos games é muito amplo e inusitado. Além de tradicionais simuladores de carro e de avião, temos exemplos menos ortodoxos, como simuladores de cabras, abelhas, nuvens, montagem de computadores, lavadoras de alta pressão e agora, corte profissional de grama. Esta é a proposta de Lawn Mowing Simulator, um novo exclusivo para consoles Xbox Series e PC.

Uma carreira nos gramados

A primeira coisa a se dizer é que a proposta de Lawn Mowing Simulator é ser um simulador realista da atividade de cortar grama profissionalmente, não só operando o cortador como também gerenciando uma empresa neste ramo.

Existem três modos de jogo: Carreira, Desafio e Modo Livre. O Modo Livre é bom para praticar e jogar sem compromisso, mas é no Modo Carreira que o jogador passará a maior parte do tempo, pois é aqui que desbloqueamos novas máquinas e equipamentos. O Desafio possui cenários pré-definidos, com limitações como iniciar com o tanque de gasolina parcialmente abastecido ou cumprir a tarefa em um tempo determinado.
Vai, vai, vai, passando...
No modo Carreira criamos um avatar (não resisti e chamei o meu de “Katagrama”), escolhemos o nome e logotipo para nossa empresa e compramos nosso primeiro cortador. A empresa começa pequena, com apenas uma máquina e um funcionário, que é você mesmo. Mais tarde você poderá contratar mais funcionários e comprar mais máquinas.

O detalhamento dos cortadores é um show à parte. Os desenvolvedores da Skyhook Games fizeram acordos com fabricantes renomados, como STIGA, SCAG e Toro, obtendo dados reais de desempenho, design e especificações de cada uma das doze máquinas disponíveis no jogo, reproduzidas nos mínimos detalhes. No futuro haverá a possibilidade de acrescentar novos modelos através de DLCs.
O detalhamento dos cortadores é impressionante
Cada cortador tem diferenças de desempenho, acessórios e manobrabilidade. Alguns têm tração traseira, outros oferecem manobra Giro Zero e há também os modelos quatro por quatro. Uma pena que o jogo não seja compatível com controles do tipo volante, pois isso tornaria a experiência ainda mais autêntica. As capacidades dos tanques de gasolina, coletores de grama e largura da bandeja de corte também variam e refletem as especificações desses modelos na vida real.

Mãos à grama

Antes de iniciar o trabalho com a máquina, o jogador deve percorrer o gramado a pé para fazer um rápido reconhecimento de terreno e coletar objetos espalhados pelo chão. Esta atividade é uma espécie de minigame, pois o tempo para encontrar os objetos é limitado e eles estão escondidos na grama alta. É importante recolher todos, pois isso dá um bônus de pontuação, além de que esses objetos podem danificar a lâmina do cortador.
Essas crianças, deixam os brinquedos espalhados por aí...
Terminada a fase a pé, hora de cortar! Surpreendentemente, um cortador de grama não é uma máquina tão trivial de operar quanto imaginamos. Existe um procedimento para dar partida no motor, ajustar a rotação e a altura das lâminas, e então engatá-las. Durante todo o serviço é preciso ficar de olho na carga feita sobre o motor e aliviar o acelerador quando o motor se esforçar demais, para não danificá-lo. Modelos com coletor precisam ser esvaziados e modelos com descarte precisam levar em conta a posição da boca de descarte.

O traçado a ser feito para cumprir o objetivo cabe a você. Eu particularmente gosto de cortar as partes difíceis primeiro, circundando cuidadosamente o perímetro a ser trabalhado e depois o entorno de áreas delicadas, como canteiros de flores e obras de arte. Terminadas essas partes mais detalhadas, eu parto para o corte de velocidade, tentando cobrir a maior área no menor tempo possível.

Existem jogadores que fazem o inverso e, na verdade, não há um jeito certo ou errado de fazê-lo. Com atenção e cuidado, você conseguirá cumprir a tarefa sem maiores problemas. É possível usar seu Olhar de Profissional, recurso similar a jogos como os das séries Batman: Arkham ou Tomb Raider, que destaca pontos onde ainda há grama a cortar.
Nada escapa aos olhos de um profissional
Você pode terminar a atividade a qualquer momento, recebendo o valor proporcional pelo serviço executado. A maioria dos contratos prevê um corte de aproximadamente 99,5% da área para considerar o serviço como concluído. Bater em objetos, estragar flores ou danificar o solo são erros que geram penalizações, que são descontadas do valor a receber. Por isso, cuidado com as petúnias do cliente!

O jogo oferece trinta e uma localidades diferentes, que vão de casas de classe média nos subúrbios até mansões e castelos. Os terrenos nem sempre são planos: existem aclives, declives e ondulações que afetam a qualidade do corte e o esforço sobre o motor. Em todas as localidades há dificuldades como árvores, canteiros de flores, bancos e obras de arte para acrescentar desafios à atividade. Os gráficos são todos muito bonitos, o que talvez justifique este título ser exclusivo de consoles da nova geração.

Uma experiência Zen

É estranho dizer isso, mas o alto nível de realismo de Lawn Mowing Simulator é, ao mesmo tempo, seu ponto forte e seu ponto fraco. Como eu disse em minha análise de Microsoft Flight Simulator (XSX), simuladores realistas são produtos de nicho, voltados a um público específico, e no caso de Lawn Mowing Simulator, bota específico nisso.
Olhai os lírios do campo...
Cortar grama não é uma atividade lá muito empolgante. Os cortadores são máquinas lentas e as paisagens são todas bucólicas. As missões levam de 30 minutos a uma hora para serem concluídas e, a princípio, o gameplay me pareceu bastante lento e repetitivo. A culpa nem é do simulador; o problema é que cortar grama é uma atividade pouco empolgante em si, bem menos que pilotar aviões ou carros esportivos. Portanto, o jogo é um simulador realista de uma atividade naturalmente lenta.

Porém, ao continuar meu progresso no Modo Carreira, fui adquirindo gosto pela coisa. A serenidade e a contemplação mecanicamente satisfatória da atividade se tornaram bastante relaxantes. É um produto diferente da maioria, num mundo com metas, ação frenética e competição.

Trata-se de uma atividade para sentar e curtir momentos de paz, com a satisfação de apreciar um trabalho bem-feito ao final. É uma experiência que eu recomendo a quem esteja buscando um tempo para pensar, curtir música ou um podcast enquanto joga ou simplesmente esteja buscando repouso e tranquilidade, executando uma tarefa calmamente prazerosa.
A satisfação de um serviço bem feito

Blade Runner

Lawn Mowing Simulator é um produto bem-feito que cumpre sua proposta de simular de forma realista a operação de um cortador de grama profissional, incluindo o microgerenciamento de uma empresa do ramo. A atividade em si peca por ser repetitiva e pouco empolgante, mas por outro lado é um passatempo muito relaxante, ótimo para momentos de introspecção e serenidade.

Prós

  • Simula a atividade de cortar grama de forma extremamente realista;
  • O Modo Carreira inclui um microgerenciamento de empresa bastante detalhado;
  • Equipamentos de marcas licenciadas com especificações reais dos fabricantes;
  • Visualmente bonito;
  • Jogabilidade relaxante.

Contras

  • Missões demoradas;
  • Jogabilidade repetitiva.
Lawn Mowing Simulator - XSX/PC - Nota: 7.5
Versão utilizada para análise: XSX
Revisão: Davi Sousa
Análise produzida com cópia digital cedida pela Curve Digital

é engenheiro eletrônico e tem uma filha fofinha que tenta morder os controles do papai. Curte jogos de luta, corrida e ação.


Disqus
Facebook
Google