Perfil

Perfil: Scott Pilgrim

O jovem canadense Scott Pilgrim é apaixonado pela bela Ramona Flowers - e ela por ele. Até aí tudo bem, a maioria de nós já passou por ... (por Alberto Canen em 30/11/2012, via GameBlast)

O jovem canadense Scott Pilgrim é apaixonado pela bela Ramona Flowers - e ela por ele. Até aí tudo bem, a maioria de nós já passou por isso, certo? O que não deve ser comum na vida de ninguém é o que Scott precisa enfrentar para poder ficar com a garota amada: sete ex-namorados do mal com super poderes. Essa tarefa poderia desmotivar muita gente, mas este perfil não é sobre qualquer um, e sim de um verdadeiro herói apaixonado que não medirá esforços para ficar com a mocinha, nem que ele tenha que lutar "contra o Mundo".

Scott Pilgrim contra o Mundo

Scott Pilgrim não poderia ser mais canadense, até porque o seu criador, o cartunista Bryan Lee O'Malley, também é canadense e não faria um personagem americano, não é verdade? É melhor dessa forma, pois nem todo "mocinho" tem de vir da "Terra do Tio Sam". O próprio nome de Scott foi dado em homenagem a uma banda do Canadá que O'Malley gosta muito, chamada Plumtree, que toca uma de suas músicas favoritas, intitulada "Scott Pilgrim".

Scott teve a sua primeira aparição nas histórias em quadrinhos, fazendo um considerável sucesso, não apenas com o público canadense, e só depois recebeu uma versão cinematográfica (onde ele é interpretado pelo ator canadense Michael Cera) e outra para os videogames (PS3 e X360). Ambas possuem o mesmo título: Scott Pilgrim vs. the World (acréscimo de The Game, no caso do videogame).

O filme é excelente e Michael Cera fez um ótimo trabalho
Scott Pilgrim adora jogar videogames, além de ser baixista e líder de uma banda de Rock chamada Sex Bob-Omb, uma de muitas claras referências aos videogames feitas por O'Malley, que por sinal colocou um pouco de si no seu personagem, já que ele mesmo adora games e também é músico, apesar de não fazer sucesso nessa área. Um detalhe interessante é que o baixo usado por Scott no filme é um Rickenbacker 4003 Fireglo, que era o sonho de consumo de Bryan Lee, mas como é costume, ele não tinha grana para comprá-lo.

Rickenbacker 4003 Fireglo: agora O'Malley já tem grana para realizar seu sonho

Beijos e KOs

O apaixonado herói canadense desse perfil é todo baseado nos jogos dos anos 1990, principalmente quanto aos seus golpes e habilidades. As maiores referências são Street Fighter, quando ele usa o Tatsumaki e o Hadouken, e Streets of Rage, pelo estilo de luta muito parecido com o beat 'em up da Sega, com direito a corridas com trombada, segurar adversários para dar joelhadas e voadoras.

Tatsumaki Senpukiaku: você pronuncia como?
Scott deve usar todas essas habilidades para enfrentar os sete super ex-namorados malignos da sua amada Ramona Flowers. Toda vez que ele vence um deles, que são os chefes das fases, uma tela com o famigerado K.O. de Street Fighter aperece para brindar o jogador. Ele os enfrenta na seguinte ordem:

1. Matthew Patel;
2. Lucas Lee;
3. Todd Ingram;
4. Roxanne "Roxie" Richter;
5 e 6. Kyle & Ken Katayanagi;
7. Gideon Gordon Graves.
Como é que a Ramona Flowers escolhia namorado mesmo?
Mas não se enganem, o próprio Scott Pilgrim não é tão inocente quando o assunto é garotas. Ele próprio tem as suas ex-namoradas problemáticas, que aparecem no jogo em momentos diferentes: a primeira é a Kim Pine, que é uma personagem jogável; a segunda é a Knives Chau, que serve como assistente dos demais personagens - quando chamada por Scott, ela sopra a palavra LOVE, que atordoa os inimigos por um curto período de tempo; a terceira, e última, é Envy Adams, que aparece no terceiro mundo do jogo como uma sub-chefe que precisa ser derrotada por Scott (nem todo namoro acaba bem, não é mesmo?).

Esse Scott de bobo não tem nada
Scott Pilgrim é protagonista de histórias em quadrinhos que ganhou seu próprio filme e jogo de videogame. Em se tratando do game, dificilmente encontraremos um personagem que faça tantas boas referências aos jogos da era 8 e 16 bits, dos consoles dos anos 1990. Os jogadores veteranos podem comemorar, pois eles têm um verdadeiro herói para exaltar e fazê-los relembrar dos bons tempos de jogatina em locadora e controles debaixo da camisa. E você, caro leitor, já curtiu alguma das obras em que Scott aparece? Deixe o seu comentário.
Revisão: Bruno Nominato




Escreve para o GameBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.


  1. Scott Pilgrim é sensacional, praticamente todas nossas referências gamísticas dos anos 90 está lá. Sensacional!

    ResponderExcluir
  2. ja li o primeiro livro ten na biblioteca afonso taunay e è muito legal a e. existe o jogo para nintendo wii?

    ResponderExcluir
  3. @roger silva: não tem para Wii, infelizmente. Quem sabe não fazem uma versão para o Wii U.

    ResponderExcluir

Disqus
Facebook
Google