Jogatina de FDS

O que estamos jogando: Shenmue 3, Corpse Party, Monkey Barrels e muito mais!

Sem saber o que jogar no final de semana? Confira os jogos que a equipe do GameBlast jogará neste final de semana.



Chegamos a mais um final de semana e aqui estamos para mais uma edição da nossa Jogatina de FDS! O maior destaque da semana fica por conta de Star Wars Jedi: Fallen Order (Multi), o mais recente título da EA já está disponível para compra e promete renovar a excelente jogabilidade com o Jedi apresentada na série The Force Unleashed.

Final de mês, muitos ficam com a grana apertada. Para esses casos, temos excelentes opções gratuitas como: Borderlands 3 (Multi), Rayman Legends (Multi) e o curioso We Become What We Behold (PC), um título simples e curto, mas com um tema muito denso. Não deixem de conferir também as nossas análises de Need for Speed Heat (Multi) e o decepcionante WWE 2K20 (Multi). Sem mais delongas, vamos aos jogos que nossa equipe irá desfrutar neste final de semana.

Mário Carvalho


O nível dessa entrega é mais de 8000

Nesse final de semana vou aproveitar que bateu uma saudade de curtir um bom jogo de luta para esmagar os insetos com o príncipe dos sayajins, gritar escandalosamente com a intro do Cell e finalizar tudo com um soco do dragão com o Goku GT em Dragon Ball FighterZ (Multi). O título foi uma das melhores adaptações para o gênero que já tive a oportunidade de jogar, sem contar que a franquia Dragon Ball completou 35 anos na última quarta-feira (20 de novembro), o que dá ainda mais ânimo para os embates.

Enquanto meus guerreiros Z treinam na sala do templo, continuo minha jornada para desvendar os mistérios do mundo fragmentado de Death Stranding (PS4/PC). Não canso de me surpreender com o trabalho do Kojima. Recentemente tive uma luta contra um boss gigante que lembrou em muito os combates contra o Hind D de Metal Gear Solid (PS). A coisa começa a ficar mais interessante ao passo que novos equipamentos vão sendo liberados, aumentando as opções de abordagem. 



Ivanir Ignacchitti


De volta aos terrores da escola

Depois de ter terminado Final Fantasy II esta semana, pretendo me dedicar no fim de semana a jogar Corpse Party: Blood Drive (PC/PS Vita). Já tendo jogado ele no Vita, sinto um ranço pessoal em relação à direção que a história toma, mas devo admitir que a performance muito superior da versão de PC tem feito minha experiência ser bem melhor do que no portátil.

Basicamente, Blood Drive conclui a história iniciada em Corpse Party: Blood Covered - Repeated Fear, lançado no Ocidente apenas como Corpse Party (3DS/PC/PSP). Após um ritual, um grupo de crianças acaba indo parar em uma escola macabra em outra dimensão. Várias coisas aconteceram e em Blood Drive os sobreviventes retornam à escola que agora está mais violenta e sombria do que nunca. A versão de Vita era sofrível, com telas de loading longas e uma sensação constante de lentidão, mas a de PC corrige isso, tendo sido muito bem otimizada.



Farley Santos 


JRPG, macacos armados e Zelda 

O meu fim de semana será bem agitado e com muitos jogos. O meu maior foco será Romancing SaGa 3, o remaster do inusitado JRPG de SNES. Já avancei bastante pela aventura e ainda estou tentando entender os vários intrincados sistemas de jogo — é estranho e exige dedicação, mas é bem divertido.

Também tenho alguns títulos de ação na lista do fds para quebrar o ritmo mais lento do RPG. Monkey Barrels, um jogo de tiro twin-stick bem frenético e divertido estrelado por macacos armados que foi produzido por desenvolvedores dos títulos de lã de Kirby e Yoshi. Já Black Future '88 é um roguelike de tiro e plataforma em que temos somente 18 minutos (literalmente) para chegar no topo de uma torre futurista repleta de perigos.

Por fim, caso sobre algum tempinho, vou avançar aos poucos no remake de The Legend of Zelda: Link's Awakening que peguei emprestado com um amigo. Joguei o título inúmeras vezes quando era mais jovem, mas hoje percebo que não lembro de mais nada, logo vai ser uma experiência praticamente nova pra mim.


Pedro Albuquerque 


O lado souls da força

Finalizado Luigi's Mansion 3, chegou a hora de partir para a próxima jornada, agora no universo de Star Wars. Esse fim de semana eu pretendo finalmente pegar para valer no Star Wars Jedi: Fallen Order. Eu joguei já as primeiras horas do jogo, e tirando o fato de enfrentar algumas criaturas genéricas, a mistura da fórmula souls, principalmente como foi implementada em Sekiro: Shadows Die Twice, traz o peso e a estratégia para as lutas com o sabre de luz, que sempre quis experimentar.

Outro universo que devo adentrar é o de Shenmue 3. Não joguei os dois primeiros jogos, mas sempre tive curiosidade sobre como era a série, principalmente devido a sua forte influência no início dos anos 2000 e por ser um predecessor de uma das minhas série favoritas, Yakuza. Pelo pouco que joguei, a impressão que tenho é que o jogo ficou parado no tempo, porém quero jogar mais para entender melhor essa série.



Hadan F.



Histórias sem fim

Após Resistance: Burning Skies (Vita) — que é nada demais para um FPS para o portátil, invistam seu tempo em Killzone: Mercenary —, aproveitarei o Historic Anthology Event, iniciado no dia 21 em Magic: The Gathering Arena (PC), além de prosseguir em minha jornada em Days Gone (PS4) que, cada vez mais, apenas me faz ansiar por The Last of Us Part II.

É um ponto de vista muito particular, contudo, o trabalho desenvolvido pela SIE Bend Studio (responsável por Uncharted: Golden Abyss, do Vita — que, por sinal, foi um bom trabalho) me remete que o projeto deveria ser entregue à Naughty Dog, especialmente pelos ótimos sistema de combate e física que o estúdio utilizou em Uncharted 4 (PS4) e The Last of Us (PS3/PS4).


Chegamos ao fim da nossa lista e espero que tenham curtido as opções, quem sabe não conseguiu aqui uma bela sugestão para se aventurar durante o final de semana. Compartilhem suas opções aqui nos comentários e nos vemos no próximo final de semana!

Escreve para o GameBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google
Disqus
Facebook