Jogatina de FDS

O que estamos jogando: Code: Realize, Far Cry 4, Sherlock Holmes, Metagal e muito mais!

Sem saber o que jogar no final de semana? Confira os jogos que a equipe do GameBlast jogará neste final de semana.


Olá, queridos leitores! Sejam bem-vindos a nossa Jogatina de FDS. Depois de toda a correria ao longo da semana, nada como dar uma pausa momentânea e relaxar ao aproveitar aquele título pendente em nossa lista. Não importa a plataforma ou gênero, a única regra é curtir esse hobby que tanto amamos da melhor maneira possível. Motivados a isso, pedimos ao nosso time de redatores para compartilhar com vocês os jogos para esse final de semana.

Mário Carvalho

Trabalhar nunca foi tão divertido!

Se na vida real a atividade laboral está prejudicada em vista da atual epidemia, no mundo dos jogos a ela está liberada. Minha pedida da vez vai com o jogo Moving Out (Multi), um divertido e descontraído título que envolve a simples tarefa de realizar mudanças. E faço questão de usar o termo simples, pois a premissa aqui é justamente isso: está difícil passar pela porta? Jogue pela janela! A falta de cuidado com a mobília extrapola todos os limites para garantir muitas risadas e discussões principalmente no modo cooperativo.


Assim que finalizado o trabalho na companhia de mudança, volto para o trabalho de ex-SOLDIER, mercenário e salvador do mundo nas horas vagas. Minha jornada em Midgard foi brevemente interrompida, mas está longe de diminuir minha empolgação na campanha. Mantenho minha opinião sobre o quão incrível Final Fantasy VII Remake é, e certamente será um dos poucos jogos que farei questão de alcançar os 100%...quem sabe não teremos um guia aqui no GameBlast.



Ivanir Ignacchitti


De volta à Londres steampunk e um mar de opções

Neste fim de semana, meu foco principal deve ser Code: Realize ~Future Blessings~ no Switch. Essa visual novel é um fandisc, uma espécie de expansão da história original que fornece epílogos e histórias paralelas diversas. Gosto bastante da protagonista Cardia e sua relação com os seus potenciais namorados e é divertido rever o grupo em outras circunstâncias, trazendo novos conflitos à tona na Londres steampunk.



Fora ele, cujas histórias estão prestes a acabar, devo jogar mais alguma coisa, mas ainda não sei o que. Talvez volte para Yakuza 0 no PC ou Trails of Cold Steel no Vita ou até mesmo gaste um tempinho com jogos mais antigos como MegaMan Battle Network 3 ou Persona 2. Não sei ainda, é um mar de opções possíveis e ainda não defini nada, provavelmente vou pegar alguma coisa aleatória que me der vontade no momento.



Matheus Senna de Oliveira


Voltando para assuntos inacabados

Depois de enfrentar combates ferozes em Doom Eternal (Multi) e roubar muitos corações em Persona 5 Royal (PS4), é hora de terminar um game que há tempos estou tentando finalizar. Far Cry 4 (Multi) é um jogo de mundo aberto excelente, com uma bela ambientação tibetana e muitas missões para completar e segredos para explorar. Vamos ver se essa será a última vez que falarei dele nesta coluna e, assim, posso seguir para um novo título com o sentimento de dever cumprido.



Michele Pandini


 Nada como aproveitar os jogos grátis da Epic Games!

Eu gosto muito de jogar com meu namorado. A gente fica trocando os controles em jogos singleplayer. Por isso, jogos de dedução são os melhores para jogarmos juntos. Porque mesmo quando não estou com o controle na mão, posso participar ativamente nas deduções que fazemos. E rapaz, nós somos uma dupla melhor que Holmes e Watson. E é justamente esse jogo que estamos jogando! Sherlock Holmes: Crimes and Punishments (PC). E manos e manas, que jogo bom. Eu amo jogo de detetive (inclusive, foi um jogo de detetive que usei para fazer o teste da GameBlast :D). E Holmes não deixa você se sentindo burro (só o Watson, coitado). Gostamos tantos do jogo que já compramos o segundo da série Sherlock Holmes: The Devil’s Daughter (PC) e estou de olho na promoção do The Sinking City (PC, PS4, XBox e, futuramente, Switch), jogo da mesma produtora!



Hadan F.


Robôs femininas no Vita

Estava com saudades em  jogar no Vita e percebi que Metagal (Multi) ficou um tanto abandonado desde janeiro, logo, decidi me dedicar às meninas no portátil. A despeito de algumas falhas de game e level design, não é tão difícil quanto parece, embora seja irritante que um "Mega Man Clone" ainda insista em não ter tiros carregados (há um ataque "especial" que soa como ele, mas demanda outro botão de ação para ser utilizado) ou permitir a personalização de comandos (o dash no triângulo, por exemplo, se torna inútil, forçando com que se aperte rapidamente o direcional para o lado para tornar um salto mais longo realmente efetivo). Mas estou jogando no meu portátil favorito, logo, aproveitarei o momento. A pretensa platina em Mad Max (Multi) que aguarde.

E encerramos a nossa edição do Jogatina de FDS. Agora queremos saber de vocês, caros leitores: qual a sua pedida para o final de semana? Enquanto decidem, não deixem de conferir em nossa página as análises de holedown e Pirates Outlaws, ambos já deram as caras por aqui e agora vocês podem conferir o nosso veredito sobre eles. Ainda temos uma matéria especial discutindo o impacto causado pelos consoles mini e um Blast from the Past sobre Street Fighter IV, além do nosso novo episódio do BlastCast, abordando a onda dos remakes na geração atual.

Ficamos por aqui, agradecemos a sua presença e nos vemos no próximo sábado. Tenham todos uma excelente semana!

Escreve para o GameBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.


Disqus
Facebook
Google