Os anúncios mais badalados da E3 2017

Motivos não faltam para aguardar ansiosamente cada título apresentado na feira, que trouxe confirmações esperadas e boas novidades.



A E3 2017 mexeu com os ânimos de quem acompanhou as conferências das grandes desenvolvedoras. Com a revelação de mais detalhes sobre títulos em produção, a oficialização do novo hardware da Microsoft e a expectativa criada sobre jogos que caminhavam na linha do esquecimento e que agora receberam o tão esperado retorno aos videogames, o evento mais aguardado do mundo pelos jogadores nos deu motivos de sobra em relação ao que esperar para os próximos meses.


Apesar de confirmar várias informações vazadas dias antes e deixar de mostrar alguns títulos há muito esperados, a E3 deste ano teve um balanço positivo, sobretudo ao agradar todos os públicos com ótimas surpresas que geraram grande repercussão dentro e fora do evento. Listamos abaixo os principais anúncios que abalaram a feira e colocaram lá em cima a vontade de pôr as mãos em cada título apresentado.

10 – Mario + Rabbids Kingdom Battle

A inusitada entrada dos Rabbids no Reino dos Cogumelos promete uma aventura bem divertida com mecânicas de RPG e estratégia. O anúncio, feito durante a conferência da Ubisoft, contou com ninguém menos que o próprio Shigeru Miyamoto no palco usando uma réplica de uma das armas presentes no novo título. Pelo vídeo apresentado, a proposta vai ao encontro do solicitado pelo criador de Mario: desenvolver um jogo que fosse diferente de tudo já feito pela Nintendo.


O resultado é uma jogabilidade baseada em turnos e exploração do terreno para traçar as melhores estratégias de batalha. Tanto Mario, Luigi, Peach, Yoshi quanto os coelhos malucos podem interagir entre si e com o cenário em movimentos hilários com o uso de canhões como armas. Serão quatro mundos únicos, além do sistema de customização de personagens e habilidades, com modo cooperativo local. A parceria também reafirma o trabalho conjunto entre Nintendo e Ubisoft para trazer conteúdos inovadores e exclusivos ao Switch. Mario + Rabbids Kingdom Battle será lançado em 29 de agosto.

9 – Beyond Good and Evil 2

Os fãs da série Beyond Good and Evil (Multi) que jogaram o primeiro título há 14 anos nem acreditaram quando viram, finalmente, o anúncio da continuação da aventura futurista. O projeto da Ubisoft tem como ambição levar o jogador a uma experiência que promete romper as barreiras da noção de mundo aberto que temos hoje. No trailer revelado durante a E3, vemos Knox, o macaco híbrido, em uma cena de fuga ao lado da humana Shani por um cenário repleto de edifícios e elementos destrutíveis. A ambientação abrangerá diversos planetas com o uso de naves espaciais gigantescas.



A sequência, na verdade, contará episódios anteriores ao enredo do primeiro título, cuja história abordou a repórter Jade em sua investigação sobre uma possível conspiração alienígena. A proposta, segundo informações do Kotaku, é oferecer um sistema de exploração no qual o jogador pode estar dentro de um bar no centro do planeta, pegar uma nave e viajar até sua órbita, dirigindo-se em seguida a outro planeta, tudo sem telas de carregamento. A própria passagem do tempo em Beyond Good and Evil 2 se dará pelo movimento dos astros em cada sistema solar, interferindo diretamente na incidência de luz de acordo com o posicionamento dos corpos celestes. O título ainda não tem data para ser lançado.

8 – RPG de Pokémon no Switch

O anúncio ocorreu de forma simples, mas não menos bombástica. Durante a apresentação do Nintendo Spotlight, o presidente da Pokémon Company, Tsunekazu Ishihara, apareceu por poucos minutos para revelar que a Game Freak trabalha atualmente em um novo jogo da série para o Switch. Não se trata de um spin-off, mas sim de um título focado na mecânica de RPG já consagrada nos portáteis. Apesar de atender ao sonho de muitos jogadores em jogar um título principal de Pokémon olhando para a TV, não houve mais detalhes ou imagens do novo projeto, que ainda está em uma fase inicial de desenvolvimento e levará um bom tempo para tomar forma.

O que muitos esperavam está cada vez mais próximo. Vamos pegar todos no Switch!
A última vez que tivemos um RPG de Pokémon nos consoles de mesa foi durante os anos do GC, quando o aparelho recebeu Pokémon Colosseum (2003) e Pokémon XD: Gale of Darkness (2005). Ambos os jogos trabalhavam uma jogabilidade de exploração com perspectiva em terceira pessoa e um cenário mais aberto durante as batalhas, semelhante ao utilizado em Pokémon Stadium (N64), com combates em turnos. Como o Switch mistura características de consoles de mesa e portáteis, é provável que o novo jogo absorva o melhor de cada um para oferecer uma experiência única.

7 – God of War

O retorno de Kratos aos videogames era um evento mais que esperado pelos fãs e o trailer apresentado na conferência da Sony trouxe mais detalhes sobre a nova mecânica de God of War, desta vez retratada dentro da mitologia nórdica. Já revelada em anúncios anteriores, a maior novidade, além da perspectiva com câmera fixa atrás do personagem, é a inclusão de Atreus, filho do protagonista, como elemento que complementa a jogabilidade, até agora muito semelhante ao sistema utilizado entre Joel e Ellie em The Last of Us (PS3/PS4).


O trailer nos deu novos olhares sobre a exploração e momentos de ação que estarão no novo título do Santa Monica Studio, com Kratos viajando por cenários de cair o queixo e vivenciando batalhas frenéticas e cheias da violência já característica da série. Um diferencial em relação aos títulos anteriores, de acordo com o diretor Cory Barlog, em entrevista ao The Verge, é a eliminação dos quick time events (momentos em que ocorrem cenas nas quais é preciso apertar os botões na hora certa). Apesar de bem produzido, o vídeo, com gameplay gravado, não se aprofundou muito na nova estrutura. O lançamento de God of War foi confirmado para o primeiro trimestre de 2018.

6 – Metroid Prime 4

O anúncio de Metroid Prime 4 para Switch, além de incendiar os ânimos da E3, trouxe uma nova esperança aos fãs em reviver a jogabilidade FPS e o clima de solidão das explorações interplanetárias que marcaram a trilogia desenvolvida pela Retro Studios. Desde o lançamento de Metroid Prime 3: Corruption, em 2007, inúmeras especulações apontavam para o esquecimento da franquia pela Nintendo. Nem mesmo Metroid: Other M, de 2010, conseguiu resgatar a essência dos títulos anteriores, embora tenha dividido opiniões ao mesclar a jogabilidade clássica em 2D com o 3D.

Por onde a caçadora de recompensas nos levará em Metroid Prime 4? Mal podemos esperar
Sem imagens ou detalhes sobre a data de lançamento, a aparição de apenas um número 4 e o logotipo de Metroid Prime serviram para mostrar que a empresa está de olho no que os jogadores desejam. Contudo a única informação concreta até o momento é que a nova aventura de Samus no Switch não está sendo desenvolvida pela Retro Studios, e sim por uma nova equipe. Também não haverá a participação de Yoshio Sakamoto, cocriador da série, embora ele faça parte do time de Metroid: Samus Returns, anunciado para o 3DS.

5 – Dragon Ball FighterZ

Com grande repercussão após seu anúncio na conferência da Microsoft, Dragon Ball FighterZ (Multi) foi considerado uma das melhores surpresas da E3 2017. O visual incrível e a jogabilidade intensa desenvolvida pela Arc System Works — também responsável pela série Guilty Gear — promete entregar uma experiência digna dos combates retratados no anime.

 É possível formar batalhas de três contra três e os aliados ajudam durante os confrontos ou entram em cena quando um dos personagens é derrotado, sistema que ficou famoso em The King of Fighters, mesclando características também já vistas em Marvel Vs Capcom. O diferencial fica por conta das animações especiais de cada habilidade e o efeito de transição em perspectiva 2.5D, sem contar a arte inconfundível de Akira Toriyama nos traços de Goku e companhia. Caso o título, programado para o início de 2018, chegue ao Brasil com a dublagem do anime, aí sim teremos uma expectativa acima de 8 mil.

4 – Assassin’s Creed Origins

A pausa de dois anos para o lançamento de um novo Assassin’s Creed no mercado fez bem para a Ubisoft, que trouxe uma renovação repleta de novidades no título apresentado durante a E3. Em Assassin’s Creed Origins (Multi), o objetivo foi mostrar que é possível inovar e ao mesmo tempo manter a essência da série. Os aspectos de furtividade e exploração estão lá, juntamente com elementos que aprimoram a experiência.

O sistema de combate ficou mais fluido e dinâmico, com possibilidade de esquiva e o uso de escudos para repelir ataques, assim como a evolução do novo protagonista, Bayek, agora mais semelhante aos jogos de RPG, com acúmulo e distribuição de pontos de experiência. O mesmo pode ser dito em relação aos equipamentos encontrados, que possuem características únicas.

O visual do jogo ainda traz um Egito Antigo muito bem retratado e cheio de vida, com paisagens belíssimas e que prometem contextualizar fielmente o enredo, desta vez focado na origem da Ordem dos Assassinos. O lançamento ocorre em 27 de outubro.

3 – Spider-Man

Considerado por muitos a “cereja do bolo” na conferência da Sony, o longo gameplay apresentado do novo Spider-Man refletiu a naturalidade do aracnídeo dos quadrinhos no PS4 e mostrou mais da jogabilidade em mundo aberto. O realismo impressiona e denota o empenho da Insomniac Games em destacar a nova aventura dos demais títulos baseados em heróis.

 O vídeo apresentou um pouco da movimentação do personagem pelos prédios durante uma missão de perseguição. As teias se comportam de forma natural, somadas aos elementos de parkour para garantir os saltos e movimentos característicos do herói, assim como ocorre nas produções de cinema. Em certos momentos, quick time events são acionados para inserir cenas únicas que só o “cabeça de teia” poderia fazer. Apesar da semelhança com a jogabilidade da série Batman Arkham, o jogo promete ter um estilo próprio.

Em seu twitter oficial, a empresa respondeu a um fã que o jogo terá fatos alternativos e revelará lados antes nunca vistos nos videogames sobre a dualidade da vida de Peter Parker enquanto repórter fotográfico e salvador de Nova York. A proposta é exatamente colidir momentos de reflexão dos dois mundos do jovem herói, inclusive com avisos de falhas de acordo com as decisões tomadas pelo jogador como, por exemplo, seguir o vilão pela cidade ou parar para ajudar moradores em situações de perigo. Spider-Man está previsto para o primeiro semestre de 2018.

2 – Super Mario Odyssey

Responsável por gerar filas enormes na E3, Super Mario Odyssey (Switch) agradou a fãs e novatos do bigodudo e rapidamente se tornou um dos jogos mais falados da feira. A jogabilidade leva o personagem, mesmo após 30 anos de franquia, a conceitos inovadores, e o gameplay mostrado durante a conferência em vídeo da Nintendo e também na Tree House parece uma grande celebração da série ao unir elementos já conhecidos com novas mecânicas que confirmam Mario mais uma vez na vanguarda dos títulos de plataforma.

 A grande novidade está no item especial usado pelo encanador: seu próprio chapéu, que na verdade trata-se de um personagem (Cappy) que ajuda o encanador ao longo da aventura concedendo habilidades para atingir inimigos e tomar o controle deles. Mario pode se tornar um Goomba, um Bullet Bill, um poste e até mesmo uma outra pessoa nos cenários urbanos do jogo. A mecânica trabalha em conjunto com elementos semelhantes aos usados em Super Mario Galaxy (Wii), inclusive com referências em 2D ao estilo 8-bits do NES.

De volta ao formato sandbox com mundos exploráveis, a nova aventura de Mario é repleta de caminhos e opções além do objetivo principal, o que deixa o jogador totalmente envolvido na ambientação e nas possibilidades oferecidas. Uma opção quase que obrigatória aos donos de Switch quando o jogo for lançado, em 27 de outubro.

1 – Xbox One X

Como acontece em todo anúncio de novos hardwares no mercado, a apresentação do Xbox One X foi um dos pontos mais altos da E3 2017. O console, até então sob o codinome Project Scorpio, mostrou a que veio como o dispositivo dedicado a jogos mais poderoso da atual geração. Isso se comprova nas demonstrações de Forza Motorsport 7, Assassin’s Creed Origins, Shadow of War e Anthem realizadas nas conferências da Microsoft e Ubisoft. O nível de detalhismo e performance deixam clara a proposta em obter o máximo de processamento com a maior facilidade de programação.

Mesmo sendo o console mais poderoso da linha Xbox One, a versão X é mais compacta e reflete o ótimo trabalho de engenharia da Microsoft
O novo Forza, por exemplo — que terá mais de 100 GB de tamanho — trará incríveis 700 opções de veículos com 30 circuitos diferentes e que alterarão clima e traçado. Ao rodar no Xbox One X, o jogo atingirá a performance de 4K nativos à 60 FPS. Além disso, o aparelho melhorará o desempenho de títulos já lançados para o Xbox One. Até o momento, a lista conta com 60 jogos que receberão um boost ao rodar no Xbox One X.

Outra novidade foi o anúncio da retrocompatibilidade da linha Xbox One com o Xbox original, cujos títulos terão otimização visual e desempenho aprimorado. A expectativa é que esses jogos sejam disponibilizados em breve na loja virtual do Xbox.

Phil Spencer, o chefão da Microsoft, subiu ao palco para confirmar a retrocompatibilidade com jogos do Xbox Original
O Xbox One X chega às lojas em 7 de novembro ao preço de US$ 499.

Fora os anúncios destacados, a E3 2017 ainda trouxe muita informação sobre mais títulos que chegam em breve, como Star Wars Battlefront 2, Shadow of War, Need for Speed Payback, Life is Stange: Before the Storm, Call of Duty: WWII, Fifa 18 e vários outros apresentados nas conferências da EA, Bethesda, Ubisoft, Microsoft, Sony e Nintendo. Não deixe de comentar quais foram os seus anúncios preferidos e que mais chamaram atenção na feira.

Revisão: Luigi Santana
Renan Rossi escreve para o GameBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook