Jogamos

Análise: Grid Legends (Multi) não quebra recordes, mas cruza a linha de chegada com méritos

Embora não revolucione, o jogo de corrida é divertido, bem produzido e tem muito conteúdo.


Disputando espaço entre vários títulos de corrida lançados recentemente, Grid Legends chegou com boas qualidades e atrações. A pergunta é: mesmo não sendo tão famoso quanto alguns nomes de outras franquias, será que ele merece a atenção e a dedicação dos jogadores? Vista seu capacete e não esqueça a carteira de motorista, pois a corrida, digo, a análise vai começar!

Foi dada a largada!

Lançado no dia 25 de fevereiro, o quinto título da franquia Grid chegou com versões para as gerações atual e anterior, além do PC. Os consoles mais novos se beneficiam de carregamentos mais rápidos, visuais mais afiados e efeitos mais críveis. Legends equilibra bem os estilos simulação e arcade, contando com opções generosas para o jogador decidir como dirigir.
São muitas categorias de carros para colecionar e dirigir

Ressalto que esse equilíbrio acaba prejudicando um pouco os amantes desses extremos, visto que o foco aqui é uma experiência balanceada. De qualquer forma, é possível se divertir muito em cada corrida do game. E olha, são muitas opções: modos história, carreira, criador de eventos, partidas online e locais.

Cada uma conta com características próprias para colocar o jogador em toda sorte de corrida emocionante. Antes de falar de cada uma delas, quero destacar a boa qualidade da produção de Grid Legends. Os visuais são muito bonitos, incluindo carros e pistas, todos bem detalhados e apresentados, principalmente no PlayStation 5 e nos Xbox Series.

Os visuais, embora não revolucionem, fazem bonito
São muitas localidades diferentes, incluindo períodos de dia, noite e até tempo nevoso. A variedade de pistas e carros é generosa e todos salientam a ótima produção geral do game. A trilha sonora é boa e complementa as corridas adequadamente, sempre sem atrapalhar o ronco dos motores e as batidas dos para-choques.

Um circuito de corridas completo

O modo história acompanha a equipe Seneca, que busca o topo das corridas automobilísticas. Clipes gravados com atores reais contam o desenrolar dessa ascensão, com direito a reviravoltas e rivalidades com outros times. Cada “fase” consiste em uma missão específica, como “terminar em Xº lugar ou melhor” ou “vença o piloto Y”, podendo ser disputada desde a largada ou a partir de uma determinada volta.
O modo história foi uma surpresa modesta, mas agradável

Confesso que essa proposta me surpreendeu positivamente, pois foi interessante conhecer um roteiro que se desenrola a cada corrida. No longo prazo, entretanto, a experiência se revela bastante linear e nada interativa, minando parte da atratividade. Como tudo ocorre em vídeos gravados, teria sido melhor colocar algumas escolhas ou mudanças de acordo com o desempenho do jogador.

Já o modo carreira reserva uma estrutura em níveis mais tradicional, como novato e profissional. Cada um deles se divide em categorias de provas como carros de turismo, tunados, elétricos e caminhões. Alguns grupos têm diferenças sutis, abarcando vários tipos de veículos diferentes, incluindo marcas famosas mais usuais como Ford e Renault, mas também pérolas como Ferrari, Pagani e McLaren.

Opções de customização limitadas
A variedade é considerável e oferece boas experiências, pois temos desde um Fusca clássico até um carro de Fórmula Um. A quantidade de pistas é igualmente positiva, com locais baseados em localidades como Dubai, Chicago e Paris, além de circuitos profissionais como Indianápolis e Sydney Motorsport Park. Por fim, temos um criador de corridas e opções para procurar partidas online (conforme abordarei em breve).

Melhor que direção elétrica

Passando para a jogabilidade, Grid Legends tem a já comentada abordagem balanceada, com várias opções de customização. Ou seja, é possível personalizar controle de freio, tração, transmissão, entre outros. Também podemos escolher entre vários ângulos de câmera, atendendo a quem curte a visão em terceira pessoa ou prefere estar dentro do cockpit. Dirigir é um prazer aqui. Basta achar a sua combinação preferida de configurações.
Dirigir na chuva e com a câmera dentro do carro é uma experiência única
O nível da IA também pode ser ajustado, sendo ele o efeito mais efetivo para tornar as corridas mais ou menos difíceis. O único problema é que ela pode ser meio errática, pois por vezes o computador age de forma pouco coerente fora do traçado. Deixo o elogio à presença de acidentes e derrapadas, elementos que trazem “realismo” e que fazem sentido ocorrer eventualmente em meio à neve ou colisões.
Acidentes assim tornam as corridas mais verossímeis
Outro recurso é o sistema de nêmesis, que coloca o adversário na cola do jogador caso ocorram muitos choques entre os dois. Ou seja, apesar da veia arcade de Grid Legends, sair batendo contra os outros carros pode ser perigoso, sobretudo se o efeito de dano permanente for habilitado. Para contrabalancear, o game conta com um comando para voltar alguns instantes no tempo. Essa “rebobinada”, de forma semelhante ao que fazíamos no tempo das fitas de videocassete, ajuda a corrigir aquela curva malfeita ou aquela derrapada infeliz.
Falando nelas, temos um modo de jogo dedicado chamado Drift. Clássico da série Need for Speed, ele considera somente as pontuações obtidas ao sair derrapando por pistas dedicadas. Outros tipos de competição incluem corridas clássicas, por eliminação e o modo Multiclasse, que permite categorias de carro diferentes para competirem por meio de um sistema de compensação por posições.

Completo de fábrica, mas com ressalvas

Apesar das muitas pistas e carros, além de customizações e melhorias, Grid Legends apresenta certa dificuldade para liberá-los ou obter as devidas customizações. Os menus poderiam ser mais intuitivos e alguns dos requisitos mais claros. Existe uma moeda virtual que é obtida de forma generosa ao realizar toda sorte de ação, mas por vezes as recompensas deveriam ser maiores.
Sair derrapando é nostálgico e viciante

O sistema de experiência do game compreende um nível geral e outro para as várias categorias de carros. Com ele liberamos corridas na carreira, para por sua vez liberar novos veículos para compra. Falando em liberar coisas, quero deixar uma critica às customizações dos veículos, que são limitadas a pintura e não oferecem opções como rodas, adesivos, luzes e outras tantas tão comuns em jogos de corrida.

A parte mais inconsistente do título se refere ao modo multijogador. Por um lado, temos recursos online fáceis e fluidos, com conexões estáveis e simples. É possível, inclusive, entrar em partidas já rolando assumindo o lugar de uma IA. Por outro lado, opções locais, como a boa e velha tela dividida, inexistem. Eu compreendo que é uma tendência nos últimos anos, mas não concordo com ela, sobretudo num gênero tão tradicional para jogar com os amigos ao lado.

No final, a única crítica forte contra Grid Legends acaba sendo algo menos palpável. A questão é que não há nenhum fator realmente marcante ou revolucionário no game, algo que salte aos olhos do jogador. Isso não anula as qualidades do título, mas, se lembrarmos que ele chegou em meio a Hot Wheels Unleashed (Multi), Forza Horizon 5 (Multi) e Gran Turismo 7 (PS4/PS5), fica claro que faltaram destaques como gráficos impecáveis e customizações profundas.
 
De maneira geral, as únicas coisas realmente diferentes são a opção para retroceder no tempo e o modo história. Ambas, entretanto, são pouco para tornar o título mais relevante e chamativo frente à concorrência. Para os amantes do automobilismo, é como se o jogo fosse uma corrida de Stock Car: embora divertida e agradável, ela perde em glamour e produção para nomes como Fórmula 1 ou Fórmula Indy.

Uma ótima experiência automotiva

Após muitas corridas em Grid Legends, posso afirmar que o game é muito positivo, sobretudo graças à sua acessibilidade, à produção bonita e à grande quantidade de coisas para obter e fazer. Não espere uma experiência revolucionária, seja técnica ou funcionalmente, mas sim um trabalho bem-feito e variado. Se você é fã de jogos de corrida ou mesmo um admirador do gênero, certamente esse é um modelo obrigatório para ter na sua garagem.

Pise fundo em direção a diversão em Grid Legends!

Prós

  • Game de corrida divertido e competente;
  • Visuais bonitos e com efeitos interessantes;
  • Quantidade de conteúdo significativa, com muitas corridas, carros, melhorias e acessórios para aproveitar;
  • Customizações na jogabilidade tornam a experiência positiva para amadores e profissionais;
  • Modos multijogador online funcionam muito bem.

Contras

  • Faltaram elementos únicos ou particularmente relevantes;
  • Sistema para desbloquear recursos é um pouco confuso;
  • Ausência de modos multijogador locais.
Grid Legends — PC/PS4/XBO/PS5/XSX — Nota: 8.0
Versão utilizada para análise: PS5
Revisão: Ives Boitano
Análise produzida com cópia cedida pela EA

é produtor de conteúdo sobre games desde julho de 2016 e um grande fã da décima arte, embora não tenha muito tempo disponível para ela. Seus games favoritos (que formam uma longa lista) incluem: KH, Borderlands, Guitar Hero, Zelda, Crash, FIFA, CoD, Pokémon, MvC, Yu-Gi-Oh, Resident Evil, Bayonetta, Persona, Burnout e Ratchet & Clank. @MatheusSO02


Disqus
Facebook
Google