Jogatina de FDS

O que estamos jogando: SaGa Scarlet Grace: Ambitions, Persona 5, Days Gone e muito mais!

Sem saber o que jogar no final de semana? Confira os jogos que a equipe do GameBlast jogará neste final de semana.


Queridos leitores, aqui estamos para mais uma Jogatina de FDS! Após uma semana movimentada por muitas notícias, dentre elas a comemoração dos 25 anos do PlayStation, console que marcou a vida de muitos jogadores no mundo inteiro, mais um especial sobre Star Wars – dessa vez falando um pouco sobre os jogos baseados no universo expandido da franquia, e uma imagem vazada na internet do que seria o remake de Resident Evil 3.

Essas e outras notícias interessantes vocês encontram na nossa página, além de análises caprichadas como a de Ghost Parade (Multi) e Black Future ‘88 (PC/Switch). Nesse interim, fiquem com a lista de jogos da nossa equipe de redatores para o final de semana.

Mário Carvalho


Mundos apocalípticos em Resident Stranding 2?

Após perder o controle na black friday e comprar quatro jogos que há muito tempo estavam na minha lista, entro no dilema da falta de tempo para tanto finalizar os jogos. Minha maior expectativa era por voltar à Raccoon City devido a minha paixão por Resident Evil 2 (Multi), além do capricho da Capcom em trazer gráficos excelentes, jogabilidade moderna, sem perder a essência do survival horror. Todo esse hype agora está ainda mais elevado após a imagem vazada do remake de Resident Evil 3 (o meu favorito da franquia).

Junto com a infestação de zumbis, me encontro divido com a missão de reconectar o mundo devastado de Death Stranding (PS4/PC) e desvendar o mistério por trás dos EP’s, BB e a misteriosa praia. A proposta do Kojima realmente me pegou e graças ao meu hábito de explorar ao máximo esse tipo de jogo, o título promete durar um bom tempo na minha mão.



Ivanir Ignacchitti


Contos de fada, Gundams e um RPG excêntrico

Finalmente meu semestre de aulas acabou. Agora mais folgado, devo gastar o fim de semana com meus três jogos atuais.

Meu foco principal é Taisho x Alice Episode I (PC). Esse otome game coloca o jogador na pele da jovem Arisu que misteriosamente acaba se envolvendo com versões masculinas de protagonistas de contos de fada (no caso do primeiro jogo, Cinderella e Chapeuzinho Vermelho). A nova tradução do jogo para o inglês é fantástica, tornando a experiência um grande prazer. Especialmente porque a protagonista é muito exótica.

Também devo continuar SD Gundam G Generation Cross Rays (PC). Foi bastante divertido rever os eventos iniciais de Iron Blooded Orphans, que é uma das minhas séries favoritas da franquia Gundam. Comandar Mikazuki com seu Gundam Barbatos e vê-lo trucidando os inimigos na primeira fase extra foi sensacional.

Por fim, acabei de começar SaGa Scarlet Grace: Ambitions (Multi) no Switch. Sem opinião formada no momento, ainda estou aprendendo a lidar com o jogo.

Alexandre Galvão

O ladrão mais procrastinador do mundo

Já faz mais de 240 dias que comecei a jogar Persona 5 (PS4) e atualmente ainda estou com pouco mais de 60 horas de jogo. O jogo não é ruim, não é chato e muito menos desinteressante. Na verdade os adjetivos são totalmente opostos para esse jogo no qual me apaixonei repentinamente mas é a vítima do mal que assola a humanidade chamado "sem tempo, irmão". Mas admito que tem dias que não pego o metrô para Shibuya por pura preguiça ou por ter vontade de jogar algo mais casual.

No último fim de semana, no sábado pra ser mais exato, tive o prazer de dedicar o fim de tarde e boa parte da noite para ele e renovar minha paixonite pelo jogo. E sei que ainda vai levar bem mais tempo para terminá-lo e prometo avisar pra vocês quando isso finalmente acontecer.



Hadan F.


Isso nunca acaba?

Days Gone (PS4) permanece firme e forte em minhas jogatinas e, considerando minha experiência no jogo até o momento, aproveito para dar uma dica: se um título não for absolutamente “injogável”, seja por problemas de level/game design, insista. Após um início turbulento e desinteressante, certamente ele se tornará um de meus jogos favoritos. É claro que corriqueiramente vejo bugs (a maioria deles engraçados), o sistema de combate falho ainda me coloca em apuros, muitos dos diálogos são forçados, mas é um bom jogo. A estrutura é bem similar a Mad Max (Multi) — um dos títulos que entendo injustamente atacado, a despeito de algumas falhas — e, com algum tempo, se torna divertido. Até aqui, é uma boa recomendação àqueles que, assim como eu, o ignoravam.

É claro que Magic: The Gathering Arena (PC) está na agenda, a despeito das novas atualizações tornarem o RNG de embaralhamento de cartas ainda mais problemático. Na proximidade da nova coleção, Theros: Além da Morte — que será lançada em janeiro de 2020 —, uma das coisas que mais desejo são disputas no Arena.


Por hoje é só, pessoal! Espero que vocês tenham apreciado nossa lista e talvez até encontrado uma excelente dica do que jogar. Se buscam ainda mais sugestões de jogos, estamos com uma programação trazendo os preferidos de 2019 de cada redator da equipe, o último foi do nosso colega Francisco Camilo com jogos repletos de ação e diversão. Um excelente final de semana para todos vocês com direito a uma boa jogatina! 

Escreve para o GameBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google
Disqus
Facebook