Blast Log

Diário de Bordo E3 2014: terminando a E3 com chave de ouro no dia mais frenético da semana

O último dia da maior conferência de games do planeta manteve o momentum e provou ser uma dos mais agitados e badalados da feira nessa edição de 2014.

Para quem pensava que conforme o tempo passava a empolgação esfriava, estava muito enganado! O último dia da Eletronic Entertainment Expo, a E3, trouxe diversas novidades, reviravoltas e surpresas de última hora para nossa equipe. Confira!

Vendo estrelas

Começando o dia com um imenso pé direito, a equipe conseguiu novamente cruzar com o mestre Shigeru Miyamoto, o criador de Mario, Zelda e Donkey Kong, no caminho de entrada para o complexo de exposições. O humilde designer de jogos teve a simpatia de autografar artigos acompanhado de Bill Trinen, o gerente de marketing de produto da Nintendo of America. Apesar de terem pressa e não poderem parar para tirar boas fotos, a dupla recepcionou os fãs com braços abertos e bom humor.
Alô, mãe, eu e o Miyamoto estamos na E3!
Se isso já não fosse o suficiente, ao rondar e farejar o South Hall por mais novidades de última hora, a equipe encontrou Alexey Pajitnov sendo entrevistado pelo site Twitch. Ao término da entrevista, Alexey, o criador de Tetris, também recebeu um bocado de fãs com um grande sorriso no rosto e encabulado por tanto carinho.
Alexey continua sendo uma figura importantíssima mesmo depois de tantos anos da criação do primeiro Tetris

Túnel do Tempo

Aproveitando o encontro com desenvolvedores de clássicos tão remotos e antigos, demos uma parada no Video Game History Museum, o museu da história do videogame. Dispostos em vittrines estavam peças raríssimas de artigos gamísticos, como o cartucho dourado para Famicom de Punch-Out!! (NES) ou o cartucho de edição de torneio de Star Fox (SNES) que foram promovidos pela Nintendo no ano de 1993.

Nesses daqui, não pode nem tocar!
Para os entusiastas que quiseram exercitar um pouco mais os seus sentidos táteis, vários consoles também estavam disponíveis para se jogar pela exposição histórica. Entre eles estavam:
O nostálgico Super Nintendo...
O raro Sega Saturn…
O esquecido Dreamcast rodando um dos melhores jogos de Sonic, o Sonic Adventure 2…
E até mesmo o Brown Box, o primeiro protótipo de console de videogame já criado!
Os jogos para fliperamas, também conhecidos como arcades, também não ficaram de fora da exposição, e todos eles podiam ser interagidos e jogados pelos visitantes.
Seus tamanhos variavam do tradicional…
Até a versão miniatura!

Quebra-pau rolando solto

Numa última volta no estande de apresentações e testes da Nintendo, deparamo-nos com uma fila organizada para participar de um mini-torneiro de Super Smash Bros. for Wii U no telão principal do salão da Big N. Mesmo que a quantidade de fãs no estande não tivesse diminuído nem um pouco desde o primeiro dia, decidimos nos aventurar a participar desse desafio em nome do site. Para poder entrar na fila, era necessário dar um bom motivo explicando o porquê de você se considerar um “super fã” de Smash Bros. No nosso caso, entretanto, apenas o carisma de termos colocado chapéus de Luigi e Waluigi, combinando, garantiu-nos um acesso à fila.

Assim como as jogatinas no pavilhão, o torneio consistia em apenas duas partidas de quatro jogadores no modo todos-contra-todos, limitado por dois minutos. A primeira partida era um aquecimento, feito para acostumar os jogadores com os controles e ajudar a decidirem seus personagens. A segunda partida era a de verdade e garantia uma medalha no formato do símbolo da série. O personagem escolhido foi Little Mac, que, além de ser quase tão ágil quanto Sonic e quase tão forte quanto Ike, também garante alguns nocautes fáceis com seu poder especial de K.O. E não é que a decisão rendeu resultados? Depois de uma partida tensa e um Kirby oponente particularmente preocupante devido aos seus ataques aéreos, acabamos conseguindo levar o ouro de volta para o Brasil!
Mais uma para o GameBlast!

Surpresinhas no final

Mesmo no último dia, ainda deu para viver experiências incríveis. Logo no início do dia, assistimos a um gameplay imperdível de Tom Clancy’s Rainbow Six: Siege. O último game anunciado pela Ubisoft não decepcionou, compensando muito bem a ausência de novidades do último Rainbow Six, revelado há anos atrás sem maiores detalhes. Vimos o jogo em ação jogado pelos próprios desenvolvedores em uma frenética partida multiplayer, o que nos mostrou o quanto o trabalho em equipe e o planejamento são cruciais nesse game. Era proibido tirar fotos e gravar vídeos, o que ajuda a sentir a sensação de exclusividade daquela experiência.

Uma pequena fração do gigantesco estande da Ubisoft
Finalizando o dia, a Warner fez uma última apresentação de seu violento Mortal Kombat X. Deixando o público bem empolgado, a produtora revelou alguns novos lutadores, como D’vorah, a mulher-inseto, a dupla Ferra/Torr e a filha de Sonya Blade e Johnny Cage: Cassie Cage. O gameplay ao vivo mostrou um combate feroz clássico entre Scorpion e Sub-zero, assim como outra luta com dois dos novos personagens. Ficamos sabendo que os lutadores terão diferentes estilos de combate para se escolher e que o raio-x nos golpes mais violentos chega a dar agonia de tão realistas. O equipamento de som usado pela Warner era fantástico, abusando de um alto volume que, ao transmitir toda a brutalidade e sanguinolência de Mortal Kombat X, acabava ofuscando a voz do funcionário da empresa que explicava as novidades do game. Com certeza, foi uma ótima maneira de fechar o evento.

Vemos você em 2015, E3!

E deixamos o Los Angeles Convention Center tristes com o fim do evento, porém alegres com todos os jogos que pudemos testar e figuras ilustres que pudemos encontrar, conhecer e até entrevistar. Se olharmos só um pouquinho para trás e pensarmos que foi nessa E3 que vimos Assassin’s Creed finalmente optar pela Revolução Francesa como cenário, presenciarmos o novo Zelda para Wii U pela primeira vez, jogarmos os novos Super Smash Bros., Destiny, Sunset Overdrive e nos encontrarmos com Shigeru Miyamoto… bom, dá para dizer que o saldo foi positivo, não?
A E3 2014 deu um gás insano para a oitava geração de consoles, apresentou novidades bombásticas e lotou a nossa equipe tanto de trabalho quanto de deslumbramento. Agora, ficam as memórias, alegrias, aprendizados, conquistas e, é claro, muito material que já está sendo publicado aqui no GameBlast e outros que já estão para ser disponibilizados. Fiquem atentos em nossas impressões dos mais variados jogos da E3, apresentações e momentos especiais.
Até o ano que vem, E3!
Considerações da Equipe GameBlast sobre o terceiro dia da E3 2014:



Confira como foram os dias anteriores da Equipe GameBlast na E3 2014:
Revisão: Jaime Ninice
Capa: Diogo Sousa

Escreve para o GameBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.


Disqus
Facebook
Google