Dicas e Truques

Horizon Forbidden West (PS5/PS4): dicas para iniciantes

Dicas essenciais que você precisa saber antes de desbravar o Oeste Proibido.


Horizon Forbidden West
é um vasto e complexo jogo de aventura em mundo aberto, que retrata um mundo pós-apocalíptico em que uma praga incontrolável está destruindo todos os seres vivos, causando fome e devastando o que sobrou da humanidade. Aloy, nossa heroína, precisará de muita ajuda e empenho do jogador para salvar o mundo e restabelecer o equilíbrio do planeta. No texto abaixo você receberá dicas essenciais para ser bem-sucedido nessa jornada.

Se possível, jogue Zero Dawn primeiro

Forbidden West inicia a campanha com uma recapitulação dos principais eventos de Horizon Zero Dawn (PS4/PC), o que dispensa o jogador da obrigatoriedade de completar o antecessor. A minha recomendação, porém, é que você conclua a campanha do primeiro jogo antes de partir para o Oeste Proibido. Em vários momentos de Forbidden West pressupõe-se que você conheça elementos do primeiro jogo e se esse conhecimento não estiver fresco na sua cabeça, a aventura perderá parte do brilho.




Se você não tiver condições para completar a primeira campanha, não há problema, mas acredito fortemente que a experiência completa de Horizon só será obtida completando as duas histórias na sequência. Jogar Forbidden West como introdução neste universo lhe roubará várias descobertas e surpresas que você teria jogando Zero Dawn.

Outra excelente dica é conferir os excelentes especiais escritos pelo meu colega Alexandre Galvão que lhe ajudarão a compreender ou relembrar as histórias de máquinas e tribos (parte 2 e parte 3).

Ligue o auxílio para visualizar escaladas

Embora a mecânica de escaladas tenha melhorado muito em relação ao anterior, ela continua ruim, especialmente porque os pontos de apoio não são claros e nem sempre seguem a lógica. Aloy só consegue subir nos pontos de apoio que a desenvolvedora quer que você suba. 

A novidade é que agora o Foco pode destacar os pontos válidos para escalar. Para evitar que você precise pulsar o acessório frequentemente enquanto estiver escalando, habilite a seguinte opção:


Dando uma força pros amigos

A enorme quantidade de conteúdo e missões paralelas em Forbidden West é uma de suas características mais positivas. Se você focar somente em terminar a campanha, ignorando todas as tarefas secundárias, haverá momentos em que Aloy não estará forte o suficiente para enfrentar o próximo desafio, o que exigirá um certo grind e também não oferecerá a melhor experiência narrativa.

Por outro lado, parar para fazer todas as sidequests também não é ideal. Muitas delas são tarefas longas e tediosas, incluindo escaladas chatas ou coletas de materiais muito específicos, o que pode desviar demais o jogador da trama principal.



Uma boa regra para sidequests é fazer todas aquelas que ajudarão um aliado direto, como Erend ou Zo. Essas missões não somente rendem recompensas úteis, como aprimoram seu relacionamento com seus amigos e enriquecem a história. Se tiver tempo de sobra, fique à vontade para fazer todas as sidequests que considerar interessantes.

Antes do combate, vá na surdina

Existem muitas maneiras de lutar, mas a forma que eu considero mais eficiente é aproximar-se furtivamente do grupo de inimigos e abater o primeiro deles na surdina. Se feito corretamente, muitas vezes é possível até mesmo abater um segundo ou terceiro indivíduo sem alertar o grupo principal.

Também vale a pena estudar as rotas de suas presas e preparar armadilhas em seus trajetos, ou esconder-se na grama alta vermelha que esteja perto de suas trilhas, para um abate corpo a corpo silencioso. Outra dica importante é sempre abastecer o estoque de plantas curativas no máximo antes de iniciar um confronto.


Durante o combate, mantenha-se em movimento

Depois que os inimigos são alertados, hora de descartar a furtividade e partir para o combate aberto. Em Horizon Forbidden West, ficar parado é pedir para ser morto. Os inimigos atacam à distância e tentarão te encurralar, então mantenha-se sempre em movimento!

Continue correndo e faça rolamentos quando sentir que receberá um ataque: a cambalhota garante alguns instantes de invulnerabilidade e é uma das técnicas essenciais do jogo. Saltar de um penhasco e fugir com o planador também é perfeitamente aceitável, se a coisa ficar feia. Apenas lembre-se de que isso não é possível em batalhas contra chefes.

Elemental, meu caro Watson!

Nunca subestime os efeitos elementais das suas armas e armaduras. Todo combate inicia com um estudo dos pontos fracos do inimigo e seu arsenal ideal deve conter vários tipos de munição elemental. Uma técnica muito eficiente contra máquinas grandes é fazer os primeiros ataques usando flechas lacerantes em vez de flechas focadas em dano.


Com as flechas lacerantes é possível remover partes do inimigo logo no início da luta, desabilitando funções importantes, como armamentos. Atirar uma flecha de fogo em um tanque de combustível ou uma flecha elétrica em uma bobina também é sempre uma boa pedida. Inimigos humanos que usam escudos normalmente são fracos contra veneno.

Deixe as partes altas pro final

Não se preocupe muito em explorar regiões muito altas, que requeiram escaladas em lugares complicados, logo no começo do jogo. O ideal é deixar para explorar esses lugares mais para o final, ou após ter completado a campanha.

O motivo para isso é que, próximo ao final do jogo, Aloy desbloqueará a habilidade de converter e utilizar montarias voadoras. Com esse recurso, escaladas complicadas que tomariam um tempo enorme poderão ser feitas em segundos, com risco mínimo.


Da mesma forma, se você encontrar um puzzle ou um caminho que não consegue passar de jeito nenhum, deixe-o para depois. O jogo tem certos elementos de metroidvania, em que algumas áreas só podem ser acessadas após você conseguir um certo equipamento ou habilidade, que serão obtidos durante o andamento da campanha. Então deixe pra lá e volte mais tarde.

Uma jornada fascinante

Horizon Forbidden West é uma aventura inesquecível em uma terra desconhecida, que lhe renderá boas lembranças para toda a sua vida gamer. Ainda que você já tenha explorado tudo o que podia em Zero Dawn, há todo um território para explorar, novas tribos para conhecer e desafios para superar. Espero que estas dicas te ajudem nessa jornada longa, desafiadora e deliciosamente fascinante rumo ao desconhecido.

Revisão: Ives Boitano

é engenheiro eletrônico e tem uma filha fofinha que tenta morder os controles do papai. Curte jogos de luta, corrida e ação.


Disqus
Facebook
Google