O mundo de Horizon: As histórias de máquinas e tribos em uma nova Terra – Parte 2

Depois do fim, a humanidade ressurge e se organiza em tribos que povoam o mundo.


Bem-vindo! Nesta semana, damos continuidade à nossa série especial em preparação para o lançamento de Horizon Forbidden West (PS4/PS5) em 18 de fevereiro. Na primeira parte relembramos os eventos que causaram o fim do mundo no auge da tecnologia e o que foi feito para que a vida pudesse ressurgir na Terra. Conhecemos a origem de Aloy e as motivações para que ela deixasse a região dos Nora rumo a um mundo cheio de mistérios e histórias sobre o presente e, principalmente, o passado. E como essa jornada modelou o futuro do mundo de Horizon.

Neste segundo episódio, vamos conhecer um pouco das tribos que habitam o planeta. Hábitos, costumes e ideologias bastante distintas de uma humanidade que tem em comum sua necessidade de conviver com as imponentes bestas de metal que habitam a terra e se tornaram a nova raça dominante.
Alerta de spoilers da narrativa de Horizon Zero Dawn. Boa leitura!

Diferentes comunidades com o mesmo desejo de viver

Séculos após a Terra ser devastada pela Praga Faro, o Zero Dawn — projeto idealizado por Elisabet Sobeck na segunda metade do século XXI — começou sua árdua, longa e complicada missão de replantar a vida no planeta. A desintoxicação dos solos, mares e do ar, além da repopulação da fauna e da flora começaram a ressurgir das cinzas de um mundo severamente devastado.

Muitos anos depois, a subfunção Ilítia iniciou sua rotina principal, a de restabelecer a presença da raça humana no planeta. Aos poucos, os humanos começaram a andar novamente pela Terra, mas como da primeira vez em que os homens se estabeleceram, velhos costumes voltaram a ser praticados, fazendo com que se organizassem como tribos, cada qual com suas particularidades e relações com as demais.

Os Nora

São originários da primeira geração de humanos da subfunção Ilítia. Com o fim dos recursos para a manutenção da prole gerada em Ilítia-9, a primeira geração foi enviada para o deserto, e com o tempo, sem poder acessar novamente a instalação, a história de sua origem foi se perdendo, dando lugar à crença de que a porta para a instalação era uma deusa, a qual passaram a chamar de Mãe de Todos. A montanha em que residia a instalação tornou-se sagrada, aberta apenas aos líderes da tribo, que são representados pelas figuras das Matriarcas no período do jogo.


Monoteístas, acreditam que a Mãe de Todos é a responsável pela vida na Terra, tanto humana quanto dos animais e máquinas, e que as demais tribos são descendentes dos Antigos. Os Nora são uma comunidade que prefere o isolamento e têm poucas relações com as demais tribos. Além disso, são praticantes de rituais durante certos intervalos da vida de seus membros.

Os mais importantes e característicos são o Ritual de Nomeação, quando uma criança tem seu nome abençoado pelas Matriarcas na montanha sagrada; e a Provação, durante o período de adolescência. Os que passam pelas duras provas deste teste são reconhecidos como Bravos, e o vencedor recebe uma bênção, dando-lhe o direito de pedir qualquer coisa como recompensa.

Devido à importância que dão aos seus costumes, a lei da tribo Nora deve ser seguida à risca para que um membro possa continuar convivendo na comunidade. Os que a violam, ou mesmo se recusam a segui-la, são exilados. Dependendo da gravidade, o período de exílio pode ser por um tempo determinado ou por toda a vida. Os exilados não podem falar ou mesmo olhar para quem ainda vive na comunidade, sob pena de serem castigados.

Os principais membros da tribo Nora que conhecemos na história de Horizon Zero Dawn:

Aloy


Uma jovem Nora cujo nascimento é um mistério, pois não foi gerada por uma mulher. Ainda bebê, foi exilada pelas Matriarcas, ficando aos cuidados de um Nora exilado chamado Rost. Indignada com a condição de sua vida, sem ter chance de uma escolha ou mesmo mostrar seu valor, Aloy treinou durante toda sua juventude para vencer a Provação e ter o seu desejo de ser aceita pela tribo atendido.

Entretanto, mistérios acerca de sua origem são revelados e intrigam a jovem, que se torna emissária dos Nora e parte em uma jornada para investigar o atentado à Provação, o qual tirou a vida de vários membros, incluindo sua figura paterna. O nome e a figura de Elisabet Sobeck são a segunda motivação para que Aloy descubra mais sobre quem ela é e por que o mundo está assim.

Rost


Conhecido por ser o guardião da criança sem mãe, a quem deu o nome de Aloy, Rost escolheu ser um exilado após um episódio sombrio em sua vida. Ele é o único Necro-Emissário conhecido na história de Horizon Zero Dawn, uma espécie de assassino, um dos mais secretos ritos da cultura Nora. Por pedido próprio, Rost passou por um ritual religioso em que sua alma é separada do corpo, permitindo que ele deixasse o território dos Nora, já que sua alma permaneceria sob o olhar da Mãe de Todos na montanha.


O Necro-Emissário é uma espécie de assassino, um agente da morte. Rost cumpriu sua missão, mas ao custo de colocar sua vida à beira da morte, o que o fez retornar para o território Nora, para que pudesse morrer próximo de suas terras e de seu povo. Salvo contra sua vontade por uma caçadora, e por ter passado pelo ritual que baniu seu corpo da tribo, as Matriarcas ofereceram a ele um acordo, permitindo que vivesse como um exilado e cobrando seu silêncio eterno sobre ser um Necro-Emissário e o que viu durante sua viagem.

Anos depois, Rost foi nomeado como guardião de uma criança e viu ali uma motivação para continuar vivendo, o que acabou fazendo com que se tornasse um verdadeiro pai para Aloy. No ataque à Provação, sacrificou sua vida para salvar sua “filha”. Seu corpo descansa no solo dos Nora, atendendo seu pedido à época em que retornou para próximo do Coração da Mãe.

Varl


Varl é um Bravo Nora que competiu com Aloy na Provação que foi atacada pelo Eclipse. Filho de um dos mais valentes chefes de guerra Nora, Varl organizou um grupo de retaliação para procurar os atacantes e, ao saber que Aloy se tornou uma Emissária, aliou-se a ela para ajudar no que fosse necessário. O jovem estará presente novamente em Horizon Forbidden West na ajuda de sua amiga por uma cura para o mundo rumo à região do Oeste Proibido.

Teersa


Ao lado das Matriarcas Lansra e Jezza, Teersa é a líder político-religiosa dos Nora. Foi ela quem realizou o ritual de Necro-Emissário de Rost e entregou a bebê aos cuidados dele anos depois. É a mais sensata das Matriarcas, pois não é tão truculenta e extremista ao ponto de seguir sempre à risca os costumes da tribo. Também realizou secretamente o ritual de nomeação da criança, que era considerado proibido pelas leis Nora pelo fato de a bebê ser exilada. É o mais próximo de uma amiga que Aloy já teve em sua vida, mesmo sem demonstrar isso de forma mais aberta.

Os Carja

São um povo originário de membros dos primeiros Nora que se afastaram da região do Coração da Mãe. Ocupam o território conhecido como Oriente Selvagem e possuem uma organização baseada na monarquia. Sua religião se baseia no Sol, e boa parte de seu conhecimento se originou em achados dos Antigos, do qual adotaram e adaptaram alguns costumes. Seu principal representante é denominado como o Rei Sol e foi na queda do terceiro, Jiran, e ascensão de seu descendente, Avad, que um período de Guerra Civil dividiu o povo.

Jiran foi um governante cruel, que se baseava na conquista de territórios na base dos conflitos, e seus seguidores queriam conquistar Meridiana, a cidade da tribo Carja, à força. Avad, o herdeiro legítimo, não concordava com as atitudes do pai e via a violência como uma alternativa ruim para a unificação das tribos. A divergência de ideologias entre eles culminou num conflito civil armado que originou uma casta que ficou conhecida como Carja da Sombra, composta pelos seguidores do antigo Rei Sol. Avad conseguiu um cessar fogo, alegando que, mesmo não aceitando-o como novo governante, não seria capaz de atacar seu próprio povo.


Alguns membros dos Carja da Sombra foram recrutados posteriormente por uma seita chamada de Eclipse, que depois foi descoberto que foi a responsável pelo ataque à Provação dos Nora. Após ajudar em uma tentativa de golpe em Meridiana, Aloy se torna próxima ao Rei Sol Avad, e conquista um importante aliado na luta contra o Eclipse, que já se tornara uma ameaça para todas as tribos.

Os principais membros da tribo Carja que conhecemos na história de Horizon Zero Dawn:

Avad


O segundo filho de Jiran, herdeiro legítimo do trono e o 14º Rei Sol dos Carja. Avad assumiu a posição em um período complicado, que culminou em uma Guerra Civil. Diferente de seu pai, que acreditava na conquista por meio da guerra, Avad acredita que a união dos Carja, e das demais tribos, pode sim ser conquistada por meio de diplomacia.

Após a Liberação de Meridiana, o evento da Guerra Civil, Avad imediatamente começou a desfazer o dano social e político que seu pai havia infligido à tribo. A escravidão, uma prática iniciada por seu avô Hivas, foi abolida; a guilda dos caçadores teve suas restrições contra os não-Carja, mulheres e não nobres, retirada; e Meridiana, a capital, passou a ser aberta para qualquer habitante, de qualquer tribo, incluindo os Carja da Somba.

Agora, seu principal objetivo é restaurar a diplomacia com as demais tribos, principalmente os Nora, com quem tem um débito histórico. Pessoalmente, seu maior desafio é ser totalmente o oposto do seu pai, considerado um tirano pelas demais tribos.

Helis


O líder do Eclipse. Conhecido como o “Terror do Sol” pelos Carja, e “Empilhador de Corpos” pelos Oseram, Helis é um homem fanático, cruel, inteligente e cegamente leal ao antigo Rei Sol Jiran. Sua sede de guerra o tornou uma presa fácil para a IA Hades, que o usou, e sua seita, para colocar em prática os planos de reativação da Praga Faro. Tem como pior inimiga a caçadora Nora com habilidade de dominar as máquinas chamada Aloy.

Talanah


Talanah é membro da família mais tradicional que já integrou a guilda dos caçadores dos Carja. Seu sonho é honrar o legado do pai e se tornar a próxima Águia Solar, o membro máximo na hierarquia do grupo. Foi durante os conflitos que precederam a queda de Jiran que a guilda sofreu com a perda de muitos membros, justificando que seu sacrifício seria uma morte digna ao Sol. Talanah deixou a região e só voltou tempos depois ao saber da morte do antigo rei.

Com o objetivo de conquistar o título de Águia Solar, pela lei da guilda, o título só podia ser obtido por quem derrotasse a mais letal das máquinas. Com a ajuda de Aloy, as duas caçam e derrotam o temível Tirânico conhecido como Mandíbula, e Talanah realiza seu sonho de honrar o pai, prometendo prosperidade e inovação para o futuro da guilda.

Os Banuk


Semelhante aos Nora, os Banuk têm como costume se manter isolados das demais tribos. São caracterizados por utilizar cabos luminosos azuis em seus corpos, e acreditam que isso os deixa mais fortes, tornando-os mais próximos da divindade que chamam de Luz Azul e também das máquinas. Apesar de caçarem as máquinas assim como as outras tribos, eles o fazem como forma de reverenciá-las, e não para comercializar suas partes como nas demais tribos. Por isso, suas vestimentas são compostas, principalmente, por partes das máquinas que caçam.

Por conta de seus costumes e de viverem isolados, são considerados selvagens e não são muito calorosos aos que passam por seu território, mas os que ganham seu respeito são considerados como membros da tribo. Ocasionalmente são vistos na região de Meridiana, mas não costumam ficar muito tempo para sanar a curiosidade dos que querem saber um pouco mais sobre eles.

Sylens


O misterioso Sylens é um membro que abandonou os costumes dos Banuk há muito tempo, e é uma peça chave na trama de Horizon Zero Dawn. Fascinado pela história dos Antigos, Sylens se alia a Aloy ao descobrir que a jovem pode ajudá-lo, de certo modo, a descobrir mais sobre eles e a origem das máquinas, culminando na descoberta do projeto Zero Dawn.

Fundador da seita conhecida como Eclipse, usa do conhecimento que obteve ao longo dos anos para despertar a subfunção Hades, que se tornara independente. Mas os motivos para querer fazer isso ainda permanecem um mistério que pode ser esclarecido em Horizon Forbidden West.

Os Oseram

Organizados em vilarejos independentes governados por clãs familiares, os Oseram valorizam a independência e a liberdade de expressão, tornando os argumentos uma parte vital de sua cultura. Da mesma forma, a honestidade é uma virtude fundamental, podendo punir com a morte alguém que engane um membro da tribo ou mesmo um forasteiro.

Não possuem costumes tribais como pintar o rosto ou usar vestimentas cerimoniais como as demais tribos, e se destacam por serem habilidosos na arte da forja. Por serem capazes de criar suas próprias ligas metálicas, são capazes de criar artefatos únicos, tanto para uso em construções quanto para fins militares. Suas armaduras e armamentos são valiosos.


Não são religiosos como os Nora, Carja e Banuk. Acreditam que o mundo funciona como um grande mecanismo, e que todas as forças da natureza precisam atuar em harmonia para que essa “máquina” funcione perfeitamente. Acreditam que os Antigos se foram justamente por não cuidarem dele, o que culminou em sua extinção. São críticos das religiões das demais tribos, principalmente quando ferem o senso comum.

Os principais membros da tribo Oseram que conhecemos na história de Horizon Zero Dawn:

Erend


Membro da Vanguarda do Rei Sol Avad, Erend eventualmente se torna o capitão da companhia após um atentado contra a cidade de Meridiana. Torna-se um grande amigo de Aloy quando a Nora o ajuda a desvendar os desdobramentos de uma emboscada que tirou a vida de membros da Vanguarda, incluindo sua irmã Ersa, que era a então capitã do pelotão.

Na jornada de Aloy para o Oeste Proibido, Erend será um de seus aliados na expedição para ajudar sua amiga a desvendar os mistérios que rodeiam a praga que está matando o planeta.

Dervahl


Um senhor da guerra da época dos conflitos liderados pelo antigo Rei Sol Jiran, Dervahl jurou vingança quando o déspota Carja executou sua esposa e filho, tornando-se um homem perigoso, sem escrúpulos e temido até mesmo pelos seus conterrâneos Oseram. Dervahl planejou sua vingança com o intuito de eliminar três alvos: Ersa, a líder da Vanguarda; o Rei Sol Avad, filho de seu nêmesis; e a tribo Carja como um todo.

O plano é descoberto por Aloy e Erend durante a investigação da morte de Ersa, que rapidamente avisam Avad sobre a ameaça, dando uma pequena vantagem para o grupo, evitando assim um massacre aos cidadãos de Meridiana. Dervahl é capturado e preso pela guarda do rei e se torna um prisioneiro dos Carja.

Olin


Também equipado com um Foco como o de Aloy, Olin foi recrutado pelos Carja da Sombra e liderou o ataque à provação. Na ocasião, a Nora descobriu que ela era o principal alvo da emboscada e com isso decidiu ir atrás do homem para descobrir as motivações do ataque e como ele conseguiu o dispositivo. Em dado momento da trama o destino do Oseram pode ser decidido pelo jogador, optando por executar ou redimir Olin, o que pode alterar alguns detalhes da história principal.

Ao ser poupado, Olin revela que sua família foi capturada e feita refém pelos Carja da Sombra, forçando-o a cooperar com suas exigências para que sua esposa e filho não sejam assassinados. Aloy, ao saber da verdade, propõe ajudar no resgate.

Os Utaru

Seu território fica a oeste, e é conhecido por ser uma terra extremamente fértil. Boa parte dos membros dos Utaru foram libertados após a morte de Jiran e a abolição da escravidão pelo Rei Sol Avad. Por viverem em um território considerado proibido, seus costumes e relacionamento com as máquinas são pouco conhecidos. O que se sabe é que dominam a arte da agricultura, e são o povo mais afetado pela praga que está afetando o planeta durante os acontecimentos de Horizon Forbidden West.


Os Tenakth

Pouco também se sabe sobre os Tenakth, que vivem mais ao sul da região dos Carja. Organizados em clãs, dominam a região conhecida como Oeste Proibido, e por serem extremamente territorialistas e agressivos, poucos que tiveram contato com eles retornaram para contar a história, mas a crença mais popular é que eles sejam praticantes de canibalismo.

De alguma forma, eles conseguiram dominar a mesma arte que Aloy, de dominar máquinas, e isso os tornou uma das tribos mais perigosas do mundo. Sylens está ligado a eles de alguma forma e os detalhes serão revelados em Horizon Forbidden West.


Muitos mundos em um planeta só

Sim, muitas vidas e histórias permeiam o universo de Horizon, e à medida que exploramos e conhecemos mais sobre elas, maior é a nossa vontade de saber mais sobre os habitantes deste mundo. Na terceira e última parte de nosso especial, vamos saber um pouco mais sobre a origem das máquinas, os detalhes do projeto Zero Dawn, e finalmente nos preparar para desbravar o Oeste Proibido. Até semana que vem!

Revisão: Heloísa D’Assumpção Balaminut

Fã de Castlevania, Tetris e jogos de tabuleiro. Entusiasta da era 16-bit e joga PlayStation 2 até hoje. Jogador casual de muitos e hardcore em poucos. Adora quando as partidas acabam em discórdia e fogo no parquinho. Nas redes sociais é conhecido como @XelaoHerege


Disqus
Facebook
Google