Jogamos

Análise: Sackboy: A Big Adventure (PS4/PS5) é uma jornada de pura imaginação e sonhos

Acompanhe Sackboy em uma épica aventura de plataforma 3D para salvar o Artemundo.

Quando somos crianças, sonhamos com coisas irrealizáveis, como entrar em um foguete e ir para a lua ou atravessar portais mágicos e interdimensionais para explorar mundos utópicos e coloridos. Todos queremos viver uma grande aventura e quando nos deparamos com os vinte e poucos anos esses sonhos vão embora e somos abduzidos pela rotina. É como soprar um dente-de-leão ao vento e ver suas pétalas voarem para longe e não voltarem mais.

No entanto, em algum lugar escondido, aquelas mesmas aventuras ainda prosperam e esperam para serem realizadas, porque, no final das contas, somos eternas crianças. Crescer nem sempre é fácil e tentar manter o controle da nossa apressada vida contemporânea pode ser bem complicado, mas o entretenimento não apenas conseguiu nos acomodar como também permitiu que continuássemos a sonhar com jornadas inesquecíveis, aquelas mesmas que queríamos tanto ter feito no passado. Nos videogames, surgiram títulos incríveis, cheios de magia e com poder suficiente para curar todos os nossos medos. É só você ligar uma tela e ter um controle em mãos para viajar a mundos fantásticos e contemplativos, onde o poder da imaginação não tem limites.

Sackboy: A Big Adventure, o mais recente lançamento da Sumo Digital e da Sony Interactive Entertainment para PlayStation 4 e PlayStation 5, faz exatamente isso: ele cria uma jornada adorável, com elementos charmosos para que você se sinta acolhido e volte a ser uma pequena criança curiosa. Este spin-off da série LittleBigPlanet é uma aventura de plataforma 3D épica e deliciosa, que fará você se sentir alegre através de muita cor e música enquanto controla o icônico herói Sackboy pelos desafios inéditos do seu próprio mundo.

Detenha Vex e salve o Artemundo

Era mais um dia tranquilo em Craftworld, a charmosa terra dos sackianos, mas inesperadamente o terrível e malvado Vex  um ser mítico feito de caos e medo  aparece e começa a sequestrar todos os amigos de Sackboy para levá-los a um lugar distante e obrigá-los a construir o Conversor, um dispositivo mortal que vai transformar o Artemundo, uma terra fantástica de pura imaginação e sonhos, em um lugar feio e desolado.

No entanto, existe uma profecia antiga dos Cavaleiros Tricotados, os lendários defensores do Artemundo que podem restaurar a ordem. De acordo com a história, corajosos, destemidos e nobres guerreiros deverão viajar por toda a Imagisfera, seja pelas montanhas mais nevadas, as selvas mais densas ou os reinos aquáticos mais molhados, para derrotar seus inimigos. Essa grande responsabilidade acaba ficando com o icônico herói Sackboy, que agora deve entrar em seu foguete e viajar para mundos desconhecidos e cheios de perigos.

O personagem encontrará muitas outras figuras durante a aventura; alguns precisarão de ajuda, outros o guiarão e lhe darão dicas inestimáveis. O elenco de personagens tem muita personalidade e é difícil escolher um favorito; existe uma macaca que precisa da sua ajuda, enquanto exige de maneira direta e resmungona que não machuque suas bananas. Todos esses elementos transformam o Artemundo em um espaço real e profundamente vivo.

A narrativa do novo título da Sumo Digital não é nada inovadora para um gênero que geralmente usa e abusa das mesmas técnicas de contação de histórias. Em A Big Adventure você tem uma estrutura de velhos jogos como, por exemplo, Super Mario 3D World (Wii U/Switch), onde um vilão realiza um ato maligno e no final do grande ataque resta ao herói derrotá-lo e superar seus desafios passando por inúmeras fases. 

Apesar dessa simplicidade, o jogo está longe de ser ruim, porque os personagens adoráveis fazem você se sentir agraciado o tempo todo e é tão mágico ficar imaginando estar naquele universo, enquanto observa as meticulosas cutscenes transformando tudo em algo tão vibrante. A história é original o suficiente para encantar crianças e adultos por meio de um mundo imaginário cheio de detalhes coloridos, ainda mais por estar totalmente localizado em português brasileiro, o que torna a grande aventura de Sackboy ainda mais imersiva, principalmente ao ouvir o vendedor de fantasias Zom Zom gritar por aí.

Se levarmos em conta toda a linha do tempo da série e compararmos este novo jogo com LittleBigPlanet 3 (PS3), podemos notar abruptas diferenças, mas as partes mais criativas de todo esse universo criado pela Media Molecule foram mantidas, provando que o personagem ainda é um ícone da marca PlayStation.

Explore a Imagisfera e colete as Esferas dos Sonhadores

Enquanto viaja com Sackboy pela Imagisfera, você vai explorar cinco diferentes mundos, como florestas, montanhas e oceanos. Essas áreas possuem uma variedade de fases inéditas que você pode jogar sozinho ou com até quatro pessoas simultaneamente no modo multiplayer local. Ao entrar em determinada fase você poderá saltar, rolar, agarrar e lançar objetos, puxar alavancas e atacar inimigos com socos, enquanto controla o protagonista até o final de cada desafio.

Em geral, jogos de plataforma 3D determinam que você chegue até o final da fase para liberar a próxima, mas para tornar a experiência mais interessante, há a inclusão de várias atividades dentro delas. Em A Big Adventure sua principal tarefa é coletar as Esferas dos Sonhadores, orbes azuis brilhantes que permitem desbloquear a passagem para o chefe final de cada mundo e viajar até o próximo. Esses orbes estão escondidos pelas fases, seja em plataformas secretas ou níveis bônus que podem ser encontrados em portas que abrem com um zíper. Geralmente são três ou cinco esferas, sendo que não é preciso coletar todas (apenas se quiser concluir 100% do game), pois o número necessário é inferior ao total.

Para os amantes de moda e customizações, Sackboy também conta com fantasias adoráveis. Alguns itens individuais podem ser coletados pelas fases, mas você também tem a opção de juntar dinheiro para comprar roupas especiais, como a de tigre, chapéuzinho vermelho e outras na loja do excêntrico Zom Zom. O dinheiro do jogo também é representado de forma criativa, por meio de guizos que são encontrados nos mapas e oferecidos como bônus no final de cada nível.

Cada planeta também esconde uma rota secreta para alguns níveis escondidos, além de desafios cronometrados. Eles são divertidos para testar suas habilidades de salto e movimentação, sendo que durante o percurso, você pode coletar relógios que diminuem o tempo para chegar dentro do prazo estipulado.

A Big Adventure é fácil de jogar, mas apresenta desafios consistentes que tornam a experiência desafiadora e envolvente. Experimentei muitos outros títulos de plataforma neste ano, alguns com jogabilidade extremamente satisfatória, outros deixando a desejar, mas controlar Sackboy pelos diferentes mundos da Imagisfera é maravilhoso, porque os controles são responsivos e fluidos, tornando a experiência essencialmente positiva.

Os níveis são curtos e agradáveis e, conforme você os percorre, deverá combater inimigos fofinhos, mas igualmente mortais como iétis, abelhas explosivas e muitas outras criaturas inusitadas. O level design é inteligente e desafiador, contando com uma série de plataformas criativas e muito viciantes. É possível movimentar o protagonista por um gosma pegajosa para escalar paredes, usar um dispositivo semelhante a um bumerangue para acertas botões, limpar hordas inimigas e coletar itens, além de um gancho com corda para agarrar objetos e criar gangorras para chegar à superfície posterior.

Esse arsenal de novidades é usado com moderação, desta forma você alterna entre mecânicas novas e comuns como os pulos e os socos, tornando tudo bem variado. As batalhas contra chefes são desafiadoras e nunca se tornam difíceis a ponto de desencorajá-lo.

Explorar cada canto dos níveis para desvendar todos os seus segredos é delicioso, pois minijogos e quebra-cabeças essencialmente divertidos, como alimentar monstros com pimentões ardentes, enriquecem o gameplay de maneira inteligente. Um conjunto de níveis maravilhosos que presenciei foram os musicais, onde tudo se move no ritmo da música, sejam os inimigos, as luzes ou as plataformas. Eu me apaixonava por cada um desses, cantando e dançando com o controle em mãos, absorvendo toda a felicidade transmitida por esses momentos.

Todos esses níveis heterogêneos criam uma estrutura muito atraente e que aguça a imaginação do jogador. Voltaremos mais cedo ou mais tarde para terminar todos os seus desafios, embora isso só seja possível por meio do multiplayer, já que existem níveis que dependem de outras pessoas para serem finalizados. Nada que impeça o alto fator replay de funcionar.

Como já é de praxe da série LittleBigPlanet, Sackboy: A Big Adventure também conta com um modo multiplayer local cooperativo para se divertir com os amigos. Você pode levar até quatro pessoas para cada um dos níveis, exclusivos ou não. Não há como concluir 100% do game jogando sozinho, embora boa parte dele seja singleplayer.

O modo local é muito divertido e jogar acompanhado é uma das experiências mais satisfatórias dos jogos de plataformas que contam com esse recurso. Os controles continuam fluidos e os desafios em conjunto são muito mais espetaculares. É claro que é uma pena que, até a data de publicação desta análise, o modo multiplayer online não tenha sido disponibilizado, mas a Sumo Digital já garantiu que ele será lançado ainda em 2020. Outra ausência fortemente marcada no jogo são as ferramentas de criação e edição de fases, que não exatamente empobrecem a aventura, mas como marca registrada da série, é um pouco estranho não ver nada disso. Entretanto, se tratando de um spin-off e sendo o primeiro título da série em 3D, não é de se espantar.

Uma explosão de cores e música

A Sumo Digital criou belos planetas temáticos, cada um com uma sensação artesanal única que brilha com visuais coloridos e músicas animadas. Cada pedaço do título foi cuidadosamente trabalhado para parecer manual com características inconfundíveis com papel, madeira, tecido e outros materiais. Cada fase é preenchida com explosões de cores vibrantes, quentes e frias, que sustentam os toques costurados à mão com amor e tudo está sempre mudando, intensificando diferentes tons enquanto explora o lúdico e o imaginário do jogador.

Se o visual é essencialmente rico em detalhes e instigante, a trilha sonora excepcional combina essa característica para uma experiência ainda mais fantástica com faixas impressionantes. O título não conta somente com belos e imersivos efeitos sonoros e trilhas melódicas, como também músicas cantadas, incluindo uma brasileira inédita, chamada Baianá dos Barbatuques. Pode parecer meio estranho, mas o clima festivo dessas sonoridades fazem com que Sackboy se sobressaia e se torne ainda mais elegante. As fases musicais fazem você dançar e cantar enquanto leva o controle pra lá e pra cá.

Enquanto estamos presos em nossas casas, esperando uma pandemia passar, viver os dias pode ser angustiante, mas o novo jogo da Sumo Digital não só faz você sorrir, como também leva segurança, esperança e um pouco de imaginação para que se sinta mais leve em um mundo cada vez mais pesado.

Quando a imaginação produz uma grande aventura

Sackboy: A Big Adventure é um grande abraço quentinho com horas de alegria. Seu mundo artesanal magnífico com visuais coloridos e sonoridades festivas realçam a beleza de contar uma história encantadora e apresentar personagens adoráveis. Esse mundo de possibilidades é capaz de encantar todas as idades por meio de uma jogabilidade fluida e mecânicas inéditas, onde nada é igual, tudo muda de maneira ritmada com a música que faz você dançar e sorrir.

O título da Sumo Digital não é algo incrivelmente ambicioso, mas impressiona com desafios modernos e criativos que farão você voltar depois de semanas  seja com amigos ou individualmente  para desfilar com elegância, em trajes customizáveis originais. Eu diria que muito mais que um jogo, Sackboy é uma criação delicada sobre o poder da imaginação e dos sonhos, em que grandes aventuras podem transparecer a qualquer momento através da arte.

Prós

  • Alto fator replay;
  • Level design desafiador e criativo;
  • Visual colorido e rico em detalhes;
  • Trilha sonora extraordinária;
  • Jogabilidade fluida, com mecânicas variadas;
  • Narrativa simples, mas encantadora ao apresentar personagens adoráveis;
  • Inúmeras opções de customizações para o protagonista;
  • Multiplayer local é muito divertido;
  • Totalmente localizado para o português do Brasil.

Contras

  • Ausência de ferramentas de criação e edição de fases;
  • Multiplayer online ainda não está disponível.
Sackboy: A Big Adventure  PS4/PS5  Nota: 9.0
Versão utilizada para análise: PS4

Revisão: José Carlos Alves
Análise produzida com cópia digital cedida pela Sony Interactive Entertainment

é entusiasta e apreciador de jogos com conceito artístico minimalista e narrativas de significado profundo. No GameBlast escreve notícias, análises, crônicas e especiais; no tempo livre produz roteiros autorais de séries e filmes. Gosta de descobrir os segredos do universo em Outer Wilds, enquanto espera por Rayman 4.


Disqus
Facebook
Google