CEO da Take-Two Interactive volta a defender aumento de preços para jogos da próxima geração

Custos de produção e tamanho dos jogos são as principais causas para um possível aumento.

Com a iminente chegada da nova geração de consoles, outro assunto que está dando o que falar na indústria dos videogames é o aumento de preços de jogos para estes novos dispositivos. Em julho, o diretor de God of War (PS4), Cory Barlog já havia revelado que era a favor de tal prática e meses depois a Ubisoft, Capcom e Activision Blizzard também se posicionaram sobre o assunto. A Take-Two Interactive (empresa-mãe da Rockstar Games e 2K Games) também já havia se pronunciado anteriormente, mas em uma recente entrevista com o portal Protocol, o CEO da empresa, Strauss Zelnick voltou a defender o aumento de preços. De acordo com ele, os custos de produção e o tamanho dos jogos são as principais causas para que isso aconteça.


"Nós não vimos um aumento de preço por quase 15 anos e os custos de produção subiram entre 200 e 300%. Já que ninguém realmente se importa com quais são seus custos de produção, o que os consumidores podem fazer com o produto mudou completamente. Nós entregamos um jogo muito, mas muito maior por 60 ou 70 dólares do que entregávamos a 10 anos atrás. A oportunidade de gastar dinheiro online é totalmente opcional. É uma experiência completa, totalmente robusta, mesmo que você não gaste um centavo após a compra inicial".
O preço padrão de 60 dólares surgiu pela primeira vez em 2005 no lançamento do Xbox 360 e desde então não sofreu um aumento significativo. O que nos resta a fazer é esperar e ver como nosso bolso será afetado nos próximos anos.

Fonte: Gamingbolt

é apreciador de games com conceito artístico minimalista e narrativas de significado profundo. Rayman, Ratchet & Clank, Crash Bandicoot, Celeste e The Last Campfire compõem sua longa lista de jogos favoritos.


Disqus
Facebook
Google