Jogatina de FDS

O que estamos jogando: Breath of the Wild, Super Mario Run, Gwent, Persona 5 e muito mais

Confira o que a equipe do site jogará no final de semana.

Final de semana na área! Aproveitando todo o tempo livre para nos debruçarmos em jogos, perguntamos para a nossa equipe: O que vocês irão jogar durante o final de semana?

Ana Krishna Peixoto

Caçando por aí…

Pretendo passar esses próximos dias fazendo uma das coisas que mais gostos nos jogos: caçar. Para tal, escolhi dois joguinhos. O primeiro é Horizon Zero Dawn (PS4) que ainda não consegui terminar (aliás, acho que não estou nem na metade). Apesar de passar alguns momentos de frustração morrendo com Aloy, toda a temática do jogo é bastante interessante para os momentos de caçada sorrateira. O segundo game do final de semana será Monster Hunter Generations (3DS), já que faz muito tempo desde minhas últimas aventuras por lá. Infelizmente, parece que estou enfrentando algum tipo de problema com os servidores e não estou conseguindo jogar online em salas aleatórias, mas seguirei firme nas empreitadas solitárias na pior das hipóteses.

Leandro Alves

Explorando o vulcão

Esse final de semana estarei passando pela Death Mountain em Hyrule no jogo The Legend of Zelda: Breath of the Wild (Wii U/Switch). Depois de muita exploração e 65 Shrines, ainda preciso encontrar o dragão para liberar mais um Shrine do Altar do Poder entre as regiões de Akkala e Eldin, porém, ainda não encontrei ele em lugar algum. Devo encontrá-lo enquanto exploro a região atrás de mais Shrines. Ontem comprei Just Dance 2017 (Multi) para o Switch. Confesso que nunca joguei, (dancei) mas vou tentar com os meus primos, aliás com um grupo de pessoas fica bem mais divertido né?! Quem sabe ainda sobre um tempo para algumas partidas no 1-2 Switch (Switch).

Sr Raposo

Nintendo do meu coração…

Parece que demorou um século mas finalmente tenho o mais recente título da franquia Zelda nas minhas mãos. Sim, The Legend Of Zelda: Breath Of The Wild (Wii U/Switch) é o mais novo jogo de mundo aberto que está batendo recordes nos reviews mundiais, e não é pra menos, afinal de contas que diria que Zelda  chegaria a esse patamar, em que podemos caçar ir para onde quiser e ainda por cima matar o boss final logo de início (o que é quase impossível).

Mas não só de Zelda vive um homem, meu Wii U a muito não via um título e quando comprei Zelda também comprei seu irmão recém lançado The Legend Of Zelda Twilight Princess HD (Wii U) e não só isso também junto desse lindo pacote nintendista temos Pikmin 3 (Wii U) e é incrivelmente lindo e mais desafiador que seus outros 2 jogos, que apesar de ter mapas bem menores a nova mecânica de suprimentos e três protagonistas que temos que alternar enquanto o tempo passa para superarmos puzzles. E para finalizar Sacred Citadel (Multi), um jogo de PC beat 'em up com jogatina online de até três amigos, o famoso jogo de lutinha… Se você é o tempo que falava assim, algo que comprei apenas para jogar com meus amigos aqui no meu sofá, salvando terras medievais de de bruxas, orgs e todas essas criaturas malvadas que assolam a terra média. Bom agora me dá licença que esses reinos não se salvam sozinhos não é mesmo? Onde coloquei meu amiibo do Toon Link?

Marcell Solano

Run, Slime-san, Run!

Agora com a chegada de Super Mario Run (iOS/Android) ao Android finalmente pude jogá-lo e estou viciadíssimo. É sensacional como conseguiram sistematizar muito bem um aspecto essencial quando se trata de um jogo para smartphones: a mobilidade. Tudo pode ser feito apenas com uma mão sem grandes problemas mesmo com os personagens correndo sem parar e tudo fica mais desafiante se você tenta pegar as moedas rosas, roxas e pretas, o que é o meu caso. Tenho um dilema com jogo plataforma nesse sentido, pois não consigo avançar nas fases até ter feito 100% delas, então Super Mario Run tá sendo um processo lento pra mim. Ainda estou no segundo mundo e pretendo me dedicar um pouco a ele nesse final de semana.

No entanto, o meu foco mesmo será no Slime-san (PC), jogo de ação e aventura da Fabraz e publicado pela Headup Games que chega ao Steam no dia 7 de abril. O visual retrô e as inúmeras referências à cultura pop japonesa me agradaram logo de cara e está sendo bem divertido acompanhar a fuga do Slime-san dentro da barriga de uma minhoca gigante. Logo mais vai rolar análise por aqui, então é só aguardar por mais detalhes.

Vamos ver se pego carona na corrida desses jogos e aproveito pra fazer aquele cooperzinho né?

Alexandre Galvão

Caçadas no futuro e baralho na taverna

Passou praticamente um mês desde o lançamento de Horizon Zero Dawn (PS4), mas finalmente adquiri minha cópia deste jogo e agora vejo, e entendo, o motivo de tantos elogios para este exclusivo do PlayStation 4. O final de semana seria dedicado exclusivamente pra ele se não fosse por um outro “amor” que tenho por outro universo. O de The Witcher.
Neste fim de semana acontece o Beta aberto do jogo Gwent para o PS4. Durante o fim de semana o jogo estará disponível pra qualquer usuário da PSN baixar e experimentar o jogo. E não é necessário​ ter PlayStation​ Plus pra jogar. Então vamos aproveitar e jogar bastante “abiguinhos”.
Super Mario Run (Android/iOS) e Fire Emblem Heroes (Android/iOS) ocupam as lacunas nos horários​.

Farley Santos

Explorando Tokyo e o Metaverse

Meu fim de semana será dedicado a Persona 5, o novo título da série para PS3 e PS4. Esperei ansiosamente pelo lançamento desse JRPG (e sofri muito com os adiamentos), porém a espera parece ter valido a pena: joguei um pouco e gostei muito do que já vi. O motivo disso vem do fato de que Persona 5 tem visual estiloso, uma trilha sonora excelente e uma história no mínimo intrigante. Vou aproveitar os próximos dias para explorar os Palaces no Metaverse e conferir as novidades, como os calabouços com mapas mais complexos — e isso é só o começo de uma aventura que promete mais de 90 horas de duração. Já percebi Persona 5 será o jogo que ocupará completamente meu tempo livre pelos próximos meses.

Karen K. Kremer

Viajando no tempo  

Quantum Break (XBO/PC), desde seu lançamento em abril do ano passado já perdi a conta de quantas vezes eu fechei o jogo testando todas as linhas temporais possíveis. O novo jogo da Remedy, além de fazer minha alegria todos os dias, esta semana me proporcionou um convite inusitado e empolgante: palestrar para estudantes de graduação da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), onde realizo meu mestrado sobre videogame, cinema interativo e história. Então, para este final de semana estarei viajando no tempo entre jogatinas de Quantum Break e a preparação para palestra da semana que vem sobre o filme-jogo estrelado por meus amados Shawn Ashmore e Aidan Gillen. Tem coisa, melhor?

Ivanir Ignacchitti

O fim de uma saga se aproxima

Após terminar Mass Effect 2 (Multi) esta semana, minha intenção é passar o fim de semana jogando Mass Effect 3 (Multi) no PS3. Até o momento me pareceu que o gameplay ficou bem mais fluido, mesmo vindo de um jogo que já tinha melhorado bastante o anterior nesse aspecto. A escala do conflito aumentada desde o início também me deixou bastante apreensivo sobre o que pode acontecer até a conclusão da guerra contra os Reapers.

Também jogarei em alguns momentos Shin Megami Tensei IV (3DS), jogo que tenho aproveitado bem aos poucos. Apesar de ter começado o mesmo há pelo menos 2 anos, me encontro atualmente próximo de entrar em Shibuya pela primeira vez. Tenho aproveitado para explorar as diversas áreas anteriores porque descobri recentemente que perdi várias oportunidades de negociar com inimigos que já encontrei.

Nivaldo Cavalcante

Adrenalina num combate quase infinito! 

Meu final de semana será marcado pelo novo título da franquia Dynasty Warriors, lançado nesta semana, gratuitamente, para o Android. Trata-se do episódio Unleashed, que traz grandes batalhas, com vários inimigos ao mesmo tempo, assim como nos consoles. O jogo possui som de primeira, e gráficos muito bons. A jogabilidade é bem fluida e fácil de se aprender. Existem itens que podem ser comprados, mas é possível jogar apenas com as recompensas que o game oferece. São vários modos de jogo e a possibilidade de batalha em até quatro pessoas. Unleashed traz 48 personagens lendários conhecidos pelos fãs. Depois, se me sobrar algum tempo, quero jogar algumas partidas online de The King of Fighters XIV (PS4), semana passada levei uma surra, preciso revidar hehe.

E você, caro leitor, o que irá jogar durante os próximos dias? Compartilhe com a gente nos comentários!
Ana Krishna Peixoto é formanda em Ciências Econômicas pela UERJ. No Blast, é redatora e revisora. Suas paixões são os esportes (sobretudo o futebol e o jiu-jitsu), os livros, a escrita e os videogames. Fã de PlayStation, não nega sua queda pela Nintendo. Pode ser encontrada no Twitter.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook