Xbox: novos vazamentos revelam que a Microsoft considerou comprar a Nintendo, Valve e Warner Bros. Interactive

Os futuros lançamentos da Bethesda, o custo de disponibilizar um jogo no Game Pass e a reação da Microsoft ao preço do PS5 também foi tornada pública.


Inúmeros documentos que fizeram parte do processo movido pelo Federal Trade Commission (FTC) contra a Microsoft para barrar a compra da Activision Blizzard por 68.7 bilhões de dólares, que a gigante tecnológica venceu, foram disponibilizados em um site focado em divulgar documentos públicos. Mesmo já tendo sido removidos, o tempo em que esses arquivos ficaram no ar foi suficiente para que a intenção da Microsoft em comprar a Nintendo, Valve e Warner Bros. Interactive viesse a público.

Porém, não foi somente a vontade da Microsoft em possuir essas companhias que vazou, pois, além das outras informações sobre esse tema compartilhadas no GameBlast, os próximos lançamentos da Bethesda — incluindo The Elder Scrolls VI exclusivo para Xbox e PC —, o quanto diferentes companhias possivelmente cobraram para disponibilizar seus títulos no catálogo do Game Pass e a reação da gigante tecnológica ao anúncio do preço do PlayStation 5 foram outros materiais confidenciais divulgados.

Informações que, de acordo com a juíza Jacqueline Scott, foram fornecidas pela própria Microsoft por meio de um link e então disponibilizadas no site que contêm arquivos públicos pela corte. Em resposta a essa situação, o líder da divisão Xbox, Phil Spencer, classificou o incidente como “decepcionante”, mas comentou que muitos dos dados presentes nos documentos já estão desatualizados. De qualquer forma, confira abaixo os vazamentos referentes aos assuntos citados anteriormente nessa matéria:
Próximos lançamentos da Bethesda

Em julho de 2020, a Bethesda enviou uma previsão dos jogos que lançaria até o ano fiscal de 2024. Mesmo grande parte dos títulos dessa lista tendo sido lançada em uma data diferente da estipulada pela companhia, esse vazamento se tornou importante devido a apresentar vários jogos que ainda não foram anunciados oficialmente, como DOOM Year Zero, Dishonored 3, uma sequência para Ghostwire: Tokyo e remasters de Fallout 3 e Oblivion. Confira a íntegra da previsão divulgada pela Bethesda em 2020:

— Ano fiscal de 2020

– Console e PC
  • The Elder Scrolls Online: Greymoor
  • Fallout: Wastelanders 
– Free-to-play e Mobile
  • Fallout Shelter Online
  • Project Whirlwind
— Ano fiscal de 2021

– Console e PC
  • Starfield
  • Expansão de The Elder Scrolls Online 
  • DLC de DOOM Eternal
  • Ghostwire: Tokyo
– Free-to-play e Mobile
  • Project Ubu
  • Project Wanderer
— Ano fiscal de 2022

– Console e PC
  • Remaster de The Elder Scrolls IV: Oblivion
  • Expansão de The Elder Scrolls Online
  • DLC de Starfield
– Free-to-play e Mobile
  • Três títulos planejados
— Ano fiscal de 2023

– Console e PC
  • DOOM Year Zero e DLC
  • Project Kestrel
  • Expansão de The Elder Scrolls Online
  • Project Platinum
– Free-to-play e Mobile
  • Um título planejado
— Ano fiscal de 2024

– Console e PC
  • The Elder Scrolls VI
  • Expansão do Project Kestrel
  • Jogo licenciado de uma propriedade intelectual
  • Remaster de Fallout 3
  • Expansão de The Elder Scrolls Online
  • Sequência de Ghostwire: Tokyo
  • Dishonored 3
  • DLC de DOOM Year Zero
– Free-to-play e Mobile
  • Um título planejado
The Elder Scrolls VI exclusivo Xbox e PC

Na contramão da lista divulgada pela Bethesda, um documento vazado da Microsoft afirma que a sequência de Skyrim continua sem data prevista, mas provavelmente será lançada em 2026 ou ainda mais tarde. Nesse mesmo documento, a gigante tecnológica também sugeriu que o RPG será exclusivo de Xbox e PC.

Custo para incluir jogos no Game Pass

Em maio de 2022, vários executivos da Microsoft, incluindo o líder da divisão Xbox, Phil Spencer; a vice-presidente da marca, Sarah Bond; e o responsável pelo Xbox Game Studios, Matt Booty, trocaram e-mails com o propósito de assegurar conteúdos para o Game Pass, a fim de apagar a má imagem que o adiamento de Starfield e a falta de outros jogos importantes causou aos fãs naquele período. 

Para isso, Booty criou uma lista com os valores estimados que as desenvolvedoras e editoras de games third-party pediriam para incluir os seus títulos no serviço. Segue a lista completa abaixo:

— 2° quadrimestre do ano fiscal de 2023:
  • Dragon Ball: The Breakers (Bandai Namco) — Valor estimado: US$ 20 milhões
  • Just Dance (Ubisoft) — Valor estimado: por volta de US$ 5 milhões
  • Let’s Sing (Koch Media) — Valor estimado: US$ 5 milhões
  • Wreckfest 2 (THQ Nordic) — Valor estimado: de US$ 10 a US$ 14 milhões
  • Baldur's Gate 3 (Larian Studios) — Valor estimado: US$ 5 milhões, descrito como um “RPG de Stadia para PC de segunda classe”
— 3° quadrimestre do ano fiscal de 2023
  • Gotham Knights (Warner Bros. Games) — Valor estimado: US$ 50 milhões
  • Suicide Squad: Kill the Justice League (Warner Bros. Games) — Valor estimado: US$ 250 milhões
  • Grand Theft Auto V (Rockstar Games) — Valor estimado: de US$ 12 a US$ 15 milhões por mês
  • Expeditions: A MudRunner Game (Focus Home Interactive) — Valor estimado: US$ 5 milhões
  • Glitch Busters: Stuck on You (Skybond Games) — Valor estimado: US$ 5 milhões
Compra da Nintendo, Valve e Warner Bros. Interactive

Em agosto de 2020, também por meio de mensagens trocadas via e-mail, Phil Spencer e o diretor de marketing da Microsoft, Takeshi Numoto, debateram sobre uma possível aquisição da Nintendo, Valve ou Warner Bros. Interactive. Durante a conversa, Spencer afirmou que “o nosso conselho administrativo analisou minuciosamente a Nintendo e a Valve e eles apoiam completamente qualquer uma delas caso a oportunidade surja.” Confira abaixo a íntegra do e-mail enviado pelo líder do Xbox, em tradução livre:

“Takeshi, eu concordo plenamente que a Nintendo é o nosso principal ativo no setor de jogos e que hoje esse setor é o melhor caminho para ser relevante para os consumidores. Eu tive inúmeras conversas com a equipe de liderança da Nintendo sobre estreitarmos nossa colaboração e, se qualquer companhia americana tiver alguma chance com a Nintendo, nós provavelmente estaríamos melhor posicionados. 

Infelizmente (ou felizmente para a Nintendo) a Nintendo está sentada em uma pilha de dinheiro, eles têm um conselho administrativo que até recentemente não estava muito interessado em aumentar a participação de mercado ou a apreciação das ações.

Digo “até recentemente” porque a companhia que fazia parte do conselho administrativo da Microsoft ValueAct vem apostando agressivamente em comprar ações da Nintendo e eu estou mantendo contato com Mason Morfit [CEO da ValueAct] enquanto ele vem comprando. É provável que ele deseje mais ações da Nintendo, o que pode criar oportunidades para nós.

Sem esse catalisador, eu não vejo como, em um futuro próximo, nós conseguirmos fechar um acordo amigável para uma união entre a Nintendo e a Microsoft e eu não acredito que uma aquisição forçada seria um bom movimento, então nós estamos pensando no longo prazo. Mas nosso conselho administrativo analisou minuciosamente a Nintendo (e a Valve) e, assim como eu, eles apoiam completamente qualquer uma delas caso a oportunidade surja.

Confidencialmente, nós temos duas discussões sobre aquisições bastante ativas no setor de games nesse momento. Warner Bros. Interactive e Zenimax [companhia detentora da Bethesda que a Microsoft comprou pouco tempo depois por 7.5 bilhões de dólares]. 

Eu apresentei o caso da Zenimax para o conselho administrativo na última semana e, antes dessa conversa com o conselho, eu conversei com a Amy [diretora financeira da Microsoft] e com Satya [CEO da Microsoft] se eles queriam que eu diminuísse o ritmo de uma ou ambas opções de negociações por conta do que ocorreu com o TikTok [referindo-se à fracassada negociação entre a dona do aplicativo e a gigante tecnológica] e eles empaticamente disserem que ‘näo’.

Eles estariam contentes concretizando essas três aquisições se a oferta fizesse sentido. Eu não digo que Warner Bros. ou Zenimax é a Nintendo, mas ambas estão à venda e ao nosso alcance caso tudo dê certo. O maior obstáculo da Warner Bros. é o direito sobre as propriedades intelectuais, nós não poderíamos ter nenhuma propriedade intelectual, o que traria consequências de flexibilidade no longo prazo e o único obstáculo da Zenimax é o alto valor pedido pelos seus fundadores. 

Mas eu acredito ser provável que uma ou ambas aquisições se concretizem, o que nos permitirá redobrar os esforços na nossa relevância no setor de jogos. Para efeito de comparação, a Zenimax tem praticamente o mesmo tamanho que todos os nossos estúdios atuais, então isso iria dobrar nossos ativos atuais. Os aspectos negativos seriam mais jogos hardcore, menos games para um público amplo, nenhuma participação em dispositivos móveis, mais títulos da América do Norte e Europa, etc...

Eu adoro esse debate e valorizo por você estar em busca de oportunidades. Em algum ponto, ter a Nintendo seria um marco na carreira e acredito, sinceramente, uma boa estratégia para ambas companhias. Só está demorando muito tempo para a Nintendo perceber que o seu futuro não está em seu próprio hardware.... muito tempo ;)”

Reação ao anúncio de preço do PlayStation 5

No dia em que o PlayStation 5 foi completamente revelado pela Sony, Phil Spencer, novamente por e-mail, compartilhou ao CEO da Microsoft, Satya Nadella, que “estava orgulhoso da equipe”, pois, de acordo com o lider do Xbox, os atuais consoles da marca são melhores do que o da concorrente Sony. Aparentando estar realmente aliviado, Spencer escreveu que:

“Todos nós tivemos que lidar com a desvantagem do Xbox One em relação ao preço e à performance (e à mensagem) do PlayStation 4 por sete anos desde o começo da geração. Eu tenho que admitir que nessa manhã quando eu acordei sabendo que a revelação do PS5 era hoje, o nível de stress subiu mais alto do que o normal.

Agora, após quase 12 horas imerso na apresentação, examinando cuidadosamente as especificações deles e visualizando as respostas da comunidade eu só quero dizer que estou orgulhoso da nossa equipe.

Nós temos um melhor produto do que a Sony, não somente em hardware, mas, igualmente importante, no software e serviços da plataforma. Temos os ingredientes de uma estratégia vencedora. Eu sinto o feedback do conselho administrativo bastante confiante e talvez isso só reforce a percepção, eu entendo a necessidade de ser humilde, mas hoje foi um bom dia para nós.”

Resposta aos vazamentos

Visando remediar a delicada situação dos vazamentos, Phil Spencer comentou sobre esse cenário por meio do X e de um e-mail enviado para os funcionários do Xbox. Em relação á publicação na rede social de Elon Musk, Phil compartilhou que “nós vimos as conversas sobre documentos e e-mails antigos. É difícil ver o trabalho da sua equipe ser compartilhado assim porque muita coisa mudou e há tanto para ficar entusiasmado agora, e no futuro. Compartilharemos os planos reais quando estivermos prontos.”
No que se refere ao correio eletrônico, o líder da divisão Xbox comunicou a seguinte mensagem com os seu colaboradores:

“Equipe,

Hoje, diversos documentos submetidos aos procedimentos da corte relacionados à nossa proposta de aquisição da Activision Blizzard foram divulgados sem intenção. Eu sei que isso é decepcionante, mesmo que os documentos possuam bem mais de um ano e os nossos planos tenham evoluido.

Eu também sei que todos nós tratamos com muita seriedade a confidencialidade dos nossos planos e as informações dos nossos parceiros. Esse vazamento claramente não foi um dos nossos melhores momentos.

Todos nós colocamos uma quantidade indescritível de paixão e energia no nosso trabalho, e essa nunca foi a forma que gostaríamos que o nosso trabalho fosse compartilhado com a comunidade. Isso dito, existem tantas coisas mais para ficarmos animados, e quando estivermos prontos, compartilharemos os verdadeiros planos com nossos jogadores.

Para fechar, eu valorizo todo o trabalho que vocês dedicam ao Time Xbox para surpreender e deleitar nossos jogadores. Nos próximos dias e semanas, vamos nos focar no que podemos controlar: continuar o incrível sucesso de Starfield, o futuro lançamento do espetacular e acessível Forza Motorsport e continuar a construir games, serviços e dispositivos que milhões de jogadores podem desfrutar.”

Fonte: Gematsu

Apaixonado por games e tudo que envolva cultura pop.