Indo além do xadrez: 5 games que transformam a experiência tradicional

Para quem está cansado do original, ou quem quer se aproximar aos poucos, estes jogos são a melhor escolha.

O xadrez é um dos jogos mais antigos na história da humanidade, e sua origem tem várias histórias. A mais aceita é a de que ele teria surgido na Índia no século VI, com o nome de “Chaturanga”, sendo pouca coisa diferente do que conhecemos. De lá se espalhou para regiões como Rússia, China e Pérsia, para depois chegar na Europa, e só na segunda metade do século XV passou a ter a configuração conhecida hoje.


Em algumas das diversas histórias relacionadas a sua origem, é dito que o xadrez era utilizado como ferramenta para planejamento de estratégias durante guerras. Hoje, o jogo é visto como entretenimento e até como esporte mental. Dentro deste contexto, vez ou outra surgem desenvolvedores que decidem pegar o xadrez como ideia base para seus jogos, modificando suas mecânicas e dando uma história como pano de fundo. Alguns desses jogos estão na lista a seguir, e é inegável que eles tanto trazem um charme a mais para um jogo tão antigo, como também são capazes de despertar nos jogadores o gosto e o interesse pelo original.

Checkmate Showdown

Provavelmente Checkmate Showdown é a mistura mais inusitada desta lista e, acredite, merece a sua atenção. Neste game todas as regras do xadrez valem, para movimentação e tudo mais, porém há o adicional dos fighting games acrescentando muito mais à jogabilidade. Ao atacar a peça do adversário, o jogador só vai conseguir “comê-la” se a derrotar em uma luta. Essa mudança simples, porém fundamental, resulta em dinâmicas novas durante as partidas, podendo até tornar imprevisível o resultado das jogadas. 

Checkmate Showdown traz para o xadrez os principais arquétipos de jogos de luta, tornando a torre um personagem grappler, o cavalo sendo um rushdown, e por aí vai. Outra mecânica interessante adotada são as assistências, com peças próximas podendo ajudar no combate. 

Agradando (aparentemente) aos gregos e troianos, Checkmate Showdown será lançado em 15 de novembro para PC no Steam. 

Pawnbarian

Pawnbarian é uma mistura louca, mas muito bem executada, de roguelike com combate por turnos, puzzles e cartas. Aqui, o jogador faz uso de suas cartas para controlar o personagem de acordo com a peça de xadrez que ela representa. É preciso planejar a movimentação com cuidado para evitar danos desnecessários e evitar as armadilhas dos inimigos.

Cada partida tem duração de 15 a 30 minutos, com o jogador podendo escolher entre seis personagens diferentes para enfrentar os três calabouços, cada qual com sua curva de dificuldade e diferentes modos de jogo.

Pawnbarian está disponível para PC no Steam e para celulares, com versões para Android e iOS. Uma futura versão para Nintendo Switch é cogitada pelo desenvolvedor.

Shotgun King: The Final Checkmate

Mais um roguelike, mas no qual controlamos apenas uma peça de rei que foi traída pelos seus companheiros. Consumido por uma loucura sombria, ele vai em busca de vingança com uma escopeta.

Shotgun King respeita muito bem as regras originais do xadrez, já que com o rei podemos nos mover apenas um espaço por vez, mas as adições feitas aumentam as possibilidades da gameplay. Ao derrotar um inimigo com sua arma, o rei coleta sua alma, o que lhe permite se mover no padrão do inimigo derrotado uma única vez. E em relação à espingarda, ela não está aqui apenas para chamar a atenção. Ela permite atirar em arco, o que exige uma boa mira do jogador.

Inclusive, o Farley Santos fez uma análise do jogo aqui para o GameBlast.

Shotgun King: The Final Checkmate está disponível para PC via Steam, GOG e Itch.io, Xbox One e Xbox Series S|X, PS4 e PS5, e Nintendo Switch.

The Ouroboros King

OK, é preciso reconhecer que xadrez + roguelike é uma excelente mistura, e um dos que melhor aproveitam isso é The Ouroboros King.

Com possibilidades infinitas e rejogabilidade igualmente extensa, aqui é preciso derrotar O Covil e, para isso, você precisará recrutar o mais formidável exército, representado pelas peças de xadrez. O diferencial aqui é que você não ficará preso às configurações do xadrez, podendo recrutar mais de duas torres, cavalos, e por aí vai. 

Caso você seja derrotado, poderá voltar à ação em outra linha do tempo, na qual o caminho para a vitória mudará, com mapas, inimigos e recompensas diferentes.

The Ouroboros King está disponível para PC no Steam.

Chessaria: The Tactical Adventure

Chessaria é com certeza o jogo com a história melhor trabalhada nesta lista, já que sua campanha é um dos pontos principais: você precisa salvar a terra de Chessaria. 

O jogador pode escolher entre três exércitos diferentes: Grande Elfos, Elfos Sombrios e Orcs. Cada qual com suas particularidades tanto de história como de jogabilidade. Outro ponto de destaque é o visual do jogo, que aproveita a alta fantasia da história de forma sublime. Parta em busca da verdade sobre a calamidade que assola o reino.]

Chessaria: The Tactical Adventure está disponível para PC via Steam.

Xeque-mate!

É compreensível a razão de o xadrez ser um jogo tão longevo, já que o exercício de criatividade e imaginação é tão necessário quanto o foco e a estratégia para vencer. E esses atributos inspiram variações cada vez mais criativas no mundo dos games. 

E você, conhece algum jogo que misture esse jogo secular com novidades? Conta pra gente.

Revisão: Ives Boitano

Jornalista e aficcionado por jogos e quadrinhos. Aproveita a profissão para falar do que gosta. Atualmente, é redator aqui no GameBlast e colaborador no Mapingua Nerd.
Este texto não representa a opinião do GameBlast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.