Dicas e Truques

Overwatch 2 (Multi) – Dicas para iniciantes na função Suporte

Aprenda o básico sobre cada um dos personagens desta função para melhorar seu desempenho.


Overwatch 2
foi lançado em outubro e tem como principal destaque a migração para um formato gratuito para jogar. Desse modo, uma nova gama de jogadores agora tem acesso a um dos jogos competitivos mais populares do planeta para disputar batalhas com um dos elencos de personagens mais carismáticos de todos os tempos.

Pensando no público que está chegando agora, trazemos esta série em quatro partes para dar dicas básicas sobre todos os heróis do game para ajudar você, novato, a se entender no campo de batalha. Nas três primeiras partes falamos sobre os personagens das funções Tanque e Dano. Nesta última, comentaremos um pouco sobre os integrantes da função Suporte.
Confira a terceira parte de nosso especial para novatos em Overwatch 2

Quem é o jogador de Suporte?

O jogador que atua nesta função possui a maior responsabilidade do time. Heróis de suporte fortalecem seus aliados, pois são capazes de curá-los, protegê-los com escudos, aumentar seu poder de dano e imobilizar os inimigos. Como suporte, você é fundamental para a sobrevivência da sua equipe, podendo fazer a diferença em um momento crucial que pode definir o rumo da partida.

Ana

  • Nível: Avançado
  • Prós: Versátil, atua como atacante
  • Contras: Suprema depende de um aliado
A capitã Amari é uma das fundadoras da Overwatch e tem como principal característica sua forma ímpar de jogar. Seu Rifle Biótico é usado tanto para recuperar a vida de aliados quanto para causar dano nos inimigos. O efeito pode ser potencializado, para ambas as situações, com o uso da Granada Biótica.

Por ser uma sniper, Ana é uma boa escolha para quem curte atuar a distância dando cobertura aos aliados, seja curando ou atacando os adversários. Por consequência, no mano a mano ela não é muito eficiente. Seu Dardo Sonífero pode ajudar na hora de dar no pé em uma situação perigosa, mas é melhor usado em jogadas ensaiadas com outros colegas de time para eliminar adversários mais fortes.

Sua Suprema, o Estimulante, causa um boost de adrenalina no aliado atingido, amplificando sua força e velocidade de movimento. A vantagem de seu uso é que não tem como errar o tiro, mas se lançado em um aliado que não tem muita visão de jogo, pode ser uma poderosa habilidade desperdiçada. Tenha inteligência na hora de escolher quem merece usar essa “bênção”.

Baptiste

  • Nível: Avançado
  • Prós: Bom atacante, boa mobilidade
  • Contras: Suprema situacional
Após desertar da organização criminosa Talon, Baptiste leva a vida defendendo as pessoas e punindo quem merece. Essa personalidade é bem traduzida em sua arma, o Lançador Biótico. Seu tiro primário é ofensivo, lançando rajadas de balas para causar dano aos inimigos; Seu tiro secundário, por outro lado, é um lançador de granadas bióticas que curam um pouco da vida de qualquer aliado que esteja no campo de explosão dos projéteis.

Baptiste possui uma poderosa habilidade chamada de Campo de Imortalidade, que impede que aliados dentro da área do dispositivo sejam mortos. Entretanto, o aparato que cria essa proteção é muito vulnerável, podendo ser facilmente destruído e perdendo o efeito de proteção. Use o Campo apenas em momentos cruciais para evitar seu desperdício.

Sua Suprema também é bastante poderosa, mas dispõe de uma grande desvantagem. A Matriz Amplificadora duplica o dano causado e a cura fornecida de projéteis aliados. Entretanto, se não for bem posicionada, dependendo da situação, é outra habilidade que pode ser facilmente desperdiçada. Use-a com inteligência para que a maior parte do seu time faça o melhor proveito da técnica.

Brigitte

  • Nível: Básico
  • Prós: combate corpo a corpo, cura em área, características de Tanque
  • Contras: Menor taxa de cura da classe
A filha de Torbjörn foi uma leal escudeira de Reinhardt e herdou muitas características de luta de seu mestre. Ao invés de um martelo, Brigitte faz uso de um mangual a jato que fornece cura a aliados próximos quando causa dano aos inimigos. Ela também pode realizar curas por meio de pequenos Kits de Reparo, tirando a responsabilidade de ter que atuar mais como um Tanque do que como um Suporte.

Com seu escudo carregado, Brigitte pode realizar investidas que empurram e atordoam os inimigos. É uma técnica bem útil para anular alguma ação oponente, até mesmo a ativação de uma Suprema. Falando nisso, sua Suprema, Reagrupar, a torna uma verdadeira líder de infantaria. Quando ativada, Brigitte ganha velocidade de movimento enquanto cura aliados que estão próximos dela. Essa técnica é útil para ajudar o time a avançar em momentos decisivos, como a tomada de um ponto.

Apesar da versatilidade em curar, a jovem é uma das que possuem a menor taxa de cura desta função, devido à necessidade de precisar atacar alguém para que cure de forma passiva, e à limitação do uso de Kits de Reparo para deixar os colegas sempre com vida cheia. O jogador de Brigitte precisa dar a cara a tapa o tempo todo para ser realmente eficiente.

Kiriko

  • Nível: Avançado
  • Prós: Mobilidade, dano crítico alto, cura com facilidade, suprema favorece muitos aliados
  • Contras: Cura lenta, Suprema situacional
Kiriko estreou em Overwatch 2 junto do lançamento do jogo e traz um estilo de gameplay divertido, mas que pede cautela do jogador.

Ela consegue curar com certa facilidade os aliados graças à dispersão de seus Ofudas de Cura. Basta lançá-los na direção dos colegas de equipe para que os amuletos façam seu serviço à medida que encontram-nos pelo caminho. O detalhe é que muitos deles são necessários para ajudar na manutenção dos pontos de vida dos colegas, fazendo com que precisem ser lançados o tempo todo para realmente mostrar eficiência.

Sua arma são Kunais que causam um generoso dano crítico quando acertam, tornando-a uma boa escolha para jogadores com mira precisa e agilidade para tirar proveito de sua mobilidade. Kiriko pode escalar paredes como Genji e Hanzo, o que ajuda na hora de cobrir território.

Sua Suprema, a Corrida Kitsune, não fornece cura, mas acelera a recarga de habilidades e a velocidade de movimento dos aliados. Assim como as supremas de Brigitte e Baptiste, essa é uma técnica que depende da cooperação e coordenação da equipe para ser realmente eficiente.

Lúcio

  • Nível: Básico
  • Prós: Mobilidade, cura em área
  • Contras: Taxa de ataque lenta
Lúcio é uma ótima porta de entrada para a função de Suporte por ser um personagem fácil de jogar e com técnicas que auxiliam a equipe em momentos importantes da partida. O efeito em área das técnicas Impulso de Cura e Impulso de Velocidade é aparentemente simples, mas elas dão uma segurança extra na hora de avançar com a equipe na tomada de objetivos.

Ofensivamente, Lúcio não é o melhor devido à sua taxa de ataque não ser alta por conta da natureza de sua arma, mas ainda dá para ajudar de forma ofensiva quando surge uma boa oportunidade. A Onda Sonora é útil para dispersar inimigos e lançá-los em armadilhas, o que pode até render uma Jogada da Partida.

A Barreira de Som, sua Suprema, é uma das mais poderosas do jogo entre os heróis de Suporte. Ela fornece vida extra temporariamente a todos os aliados que estão próximos do raio de ação da técnica, servindo como uma ótima contra medida em situações onde o time é alvo de técnicas como o Golpe do Dragão de Hanzo ou a Autodestruição de D.Va. Só tome cuidado para não ser abatido na hora da execução, um momento curto, mas que deixa Lúcio bem vulnerável.

Mercy

  • Nível: Básico
  • Prós: Altíssima taxa de cura, mobilidade
  • Contras: Alvo prioritário dos inimigos
Quando o assunto é manter os aliados vivos, Mercy é a heroína mais poderosa de Overwatch 2. Seu Bastão de Caduceu permite que ela cure os aliados muito rápido, e também pode dar incrementos de dano para auxiliar no ataque. Graças à Valquíria, seu traje especial, Mercy pode cobrir terreno facilmente quando um colega de time estiver próximo.

Ela possui uma pistola para defesa, mas a recomendação é que ela seja usada apenas em último caso. O jogador de Mercy precisa dar prioridade à cura dos aliados para que a equipe tenha uma vantagem. Por conta disso, ela sempre será um alvo prioritário dos inimigos, pois eles sabem que com uma Mercy em campo, abater oponentes se torna uma tarefa bem mais difícil, ainda mais se ela conseguir ressuscitar alguém, uma de suas técnicas mais poderosas.

Sua Suprema lhe fornece a habilidade de voar e aprimora suas técnicas, por isso use-a com sabedoria e priorize a cura de aliados. Caso outro jogador de Suporte esteja em campo, você pode se dar ao luxo de usar esse momento para ajudar no ataque, mas não abuse. Por ser a melhor em recuperação de vida dos colegas, a prioridade da Mercy é curar.

Moira

  • Nível: Básico
  • Prós: Mobilidade, habilidades fáceis de usar
  • Contras: Dano baixo
Moira tem como principal característica sua capacidade única de curar e causar dano quase que ao mesmo tempo. Seu Punho Biótico permite que com uma das mãos ela cure os aliados, ao custo de energia biótica, enquanto com a outra causa dano quando um inimigo está no raio de ação do ataque. Atacar os inimigos recarrega a energia, estimulando o jogador a ser ofensivo.

Entretanto, o dano causado é lento se comparado a outros heróis de Suporte. O ataque é simples de executar, pois ele “gruda” no inimigo, mas o dano causado é mais lento, exigindo que o jogador abuse da mobilidade da cientista enquanto ataca. O uso combinado de suas habilidades com o Orbe Biótico correspondente é um bom combo dependendo da situação em que você está.

Sua Suprema, a Coalescência, é o ápice de sua característica principal. Moira dispara um poderoso raio de energia que ao mesmo tempo cura os aliados e causa dano nos adversários. É uma técnica boa para ser usada em meio a um feroz confronto entre os dois times, permitindo que seus colegas de equipe aguentem o tranco enquanto atacam junto com Moira e ainda se recuperem dos danos do combate.

Zenyatta

  • Nível: Avançado
  • Prós: Velocidade de ataque, recuperação de vida
  • Contras: Velocidade de movimento
O monge ômnico Zenyatta fecha nossa lista de heróis de suporte com um arsenal simples, mas eficiente e letal na mão de jogadores habilidosos. Para compensar sua velocidade de movimento lenta, seus Orbes da Destruição são projéteis velozes que causam uma boa quantidade de dano mesmo a longas distâncias. O ataque carregado desta arma pode finalizar um inimigo rapidamente se a mira do jogador for boa.

Zenyatta tem a vantagem de não precisar focar o tempo todo na cura de um aliado, pois pode deixar um de seus Orbes da Harmonia estacionado em um colega para que ele seja curado. Para ajudar a si mesmo, e aos aliados, no ataque, o Orbe da Discórdia pode ser alocado em um inimigo para que o dano recebido nele aumente, além de ajudar a marcar alvos importantes no mapa.

Sua Suprema é uma das mais poderosas do jogo. Ao usar a Transcendência, Zenyatta fica invulnerável e cura rapidamente todos os aliados no campo de ação de sua técnica. É uma habilidade que pode virar a partida em momentos cruciais, por isso saiba a hora certa de usar para deixar seus amigos vivos quando a batalha estiver se inclinando para o lado inimigo.

Qual sua função favorita?

Com isso fechamos nossa série de dicas para iniciantes em Overwatch 2. Na próxima semana, terá início a segunda temporada do game com a adição de novos mapas e um novo personagem, Ramattra.


Até lá, deixe nos comentários mais dicas para novatos e qual seu personagem favorito. Overwatch 2 é gratuito para jogar e está disponível para PC, PlayStation 5, PlayStation 4, Xbox Series X, Xbox One e Switch.

Revisão: Davi Sousa

Fã de Castlevania, Tetris e jogos de tabuleiro. Entusiasta da era 16-bit e joga PlayStation 2 até hoje. Jogador casual de muitos e hardcore em poucos. Nas redes sociais é conhecido como @XelaoHerege
Este texto não representa a opinião do GameBlast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.


Disqus
Facebook
Google