Dicas e Truques

Overwatch 2 (Multi) – Dicas para iniciantes na função Dano – Parte 2

Aprenda o básico sobre cada um dos personagens desta função para melhorar seu desempenho.


Overwatch 2
foi lançado em outubro e tem como principal destaque a migração para um formato gratuito de jogo para jogar. Desse modo, uma nova gama de jogadores agora têm acesso a um dos jogos competitivos mais populares do planeta para disputar batalhas com um dos elencos de personagens mais carismáticos de todos os tempos.

Pensando no público que está chegando agora ao game, trazemos esta série em quatro partes para dar dicas básicas sobre todos os heróis para ajudar você, novato, a se entender no campo de batalha.
Confira a segunda parte de nosso especial para novatos em Overwatch 2
Na semana passada trouxemos a segunda parte do nosso especial, na qual começamos a falar sobre os heróis Dano. Por isso, caso você seja jogador nesta função, recomendo checar a matéria anterior e ver se seu herói está lá. Caso contrário, fique por aqui e vamos concluir juntos a conversa sobre esta classe.

Quem é o jogador de Dano?

O jogador que atua nesta função é responsável por buscar os inimigos e derrotá-los. Fazendo uma analogia ao futebol, o herói de dano é o atacante do time, que precisa atuar sempre na vanguarda da equipe para garantir a conclusão dos objetivos no mapa. Seja na escolta, defesa ou conquista de pontos.

A principal característica em comum dos heróis da função Dano é sua ampla variedade de habilidades em criar oportunidades e estratégias para a equipe avançar. Entretanto, a maioria deles possui fragilidades, necessitando de um apoio constante de outros aliados, principalmente dos que jogam na função de Suporte.

Reaper

  • Nível: Básico
  • Prós: Dano à curta distância, mobilidade, recuperação de vida
  • Contras: Dano à longa distância, vulnerável ao usar a Suprema
Reaper é sorrateiro e letal. Seu Passo das Sombras e a Forma Fantasma são habilidades que favorecem muito sua mobilidade pelo cenário, surpreendendo os inimigos e alcançando pontos de vantagem com certa facilidade. Duelar contra um jogador de Reaper não é recomendado, principalmente de perto.

Sua habilidade passiva o permite recuperar vida enquanto causa dano, fazendo-o um oponente difícil de combater de perto. Tire vantagem da sua fraqueza atacando de longe e tente o abater antes que se aproxime, algo que todo Reaper sempre está disposto a fazer.

Sua habilidade Suprema, A Ceifa, faz um belo estrago se acionada em meio ao grupo inimigo graças a sua imensa capacidade de dano em área. Entretanto, para que seu ataque seja eficiente, o jogador precisa literalmente se jogar no meio da bagunça. Um ataque coordenado, acompanhado de uma defesa rápida de um Reinhardt ou Sigma pode dar segundos valiosos de vantagem para neutralizá-lo antes que seu ataque faça um estrago maior.

Sojourn

  • Nível: Básico
  • Prós: Velocidade de ataque, mobilidade
  • Contras: Suprema requer habilidade para ser realmente útil
Vivian Chase, a capitã Sojourn, é outra face nova em Overwatch 2. Para quem curte jogar com personagens como Soldado: 76, Ashe ou Widowmaker, é uma boa escolha. Seu Canhão Elétrico é uma arma bastante versátil por ser capaz de realizar ataques potentes e consistentes a curta, média e longa distância. O jogador é recompensado ao se manter na ofensiva para carregar a arma e disparar tiros energizados com alto poder de dano.

Sua Deslizada, além de acelerar a movimentação no mapa, permite que Sojourn realize grandes saltos que ajudam o jogador a ganhar vantagem vertical em algumas situações. Seja para alcançar pontos de vantagem ou surpreender inimigos atacando por cima. Seu Disparo Disruptivo, apesar do dano baixo, diminui a velocidade de movimento dos adversários próximos, tornando-os alvos fáceis.

Sua Suprema é a menos original de todas do jogo, mas na mão de um jogador com boa mira e inteligente pode causar uma bela desordem no time inimigo. O canhão tem sua energia carregada de forma contínua e diversos tiros podem ser disparados em sequência. Os projéteis ganham um atributo extra: eles atravessam os inimigos. É ótimo para atacar os grupinhos que adoram andar juntos, mas uma boa mira continua sendo algo essencial.

Soldado: 76

  • Nível: Básico
  • Prós: Velocidade de movimento, Suprema fácil de usar
  • Contras: Nenhum
O capitão Jack Morrison é a escolha certa para qualquer jogador que esteja chegando em Overwatch 2 pela primeira vez, por sua jogabilidade ser muito inspirada em tradicionais jogos de tiro em primeira pessoa. Por isso, se você já teve contato com um Call of Duty da vida em algum momento, o Soldado: 76 é a escolha mais natural.

Seu Rifle de Pulso é bem versátil. Os tiros começam a dispersar muito rápido, por isso não afunde o dedo no gatilho de uma só vez para não desperdiçar munição. Se o alvo estiver longe, os Foguetes Helix podem dar conta do recado. Só não os use muito de perto, pois eles causam dano em área próxima a que todos que estiverem, inclusive você.

Assim como em outros jogos do gênero, 76 pode recuperar sua vida ao ficar “parado” na área de atuação de seu campo biótico. Por alguns segundos as vidas, tanto dele quanto de aliados próximos, é recuperada. Use isso sempre que possível para ajudar pelo menos mais um colega em situação crítica.

Sua Suprema, Visor Tático, é um verdadeiro cheat clássico de mira automática. Qualquer alvo que esteja no campo de visão de Jack é alvejado com tiros certeiros por alguns segundos. A velocidade de recarga é favorecida para dar o máximo de eficácia à técnica . Use sem dó quando ela estiver pronta e cuidado para não se jogar no meio da muvuca e gastar uma poderosa técnica ofensiva.

Sombra

  • Nível: Avançado
  • Prós: Mobilidade, furtividade, dano à curta distância
  • Contras: Suprema não causa dano, requer muita habilidade do jogador
Sombra é uma personagem difícil de jogar, mas nas mãos de um jogador experiente pode ser o detalhe que faz toda a diferença no mapa. A furtividade é seu ponto alto, graças a habilidade de ficar invisível e percorrer rapidamente grandes distâncias no mapa para pegar informações dos inimigos e até mesmo surpreendê-los usando sua técnica de Hackear. Isso deixa os alvos isolados seriamente vulneráveis.

Sua Suprema, o PEM, não causa dano.Esse fator é algo não muito vantajoso para um herói desta classe. Porém ainda é bastante útil na hora de emboscar o grupo inimigo, principalmente os que andam muito juntos. A técnica desabilita os escudos e os deixa expostos no cenário, criando uma importante oportunidade de tomar o objetivo do time inimigo.

Symmetra

  • Nível: Avançado
  • Prós: Dano à curta distância, técnicas de suporte
  • Contras: Taxa de dano depende da consistência de ataque
Symmetra começou como um personagem de suporte em Overwatch e depois de um tempo foi reformulada e remanejada para a função Dano, permanecendo assim em Overwatch 2. A arquitécnica da Vishkar se destaca por poder criar portais de teletransporte que ajudam na mobilidade do time, além de pequenos orbes autônomos que causam um dano considerável nos inimigos próximos de seu raio de ação.

Sua arma é poderosa, mas só é realmente eficiente se o jogador conseguir causar dano contínuo para que a taxa aumente. Do contrário, uma Symmetra ruim fica extremamente dependente das torres de sentinela para ajudar na eliminação dos alvos.

Sua Suprema é extremamente poderosa, capaz de criar uma imensa Barreira de Fótons,a qual absolutamente nenhum projétil é capaz de transpor em sua majestosa parede de luz que corta o mapa inteiro. Mas basta atravessar andando e o problema é resolvido. .

Torbjörn

  • Nível: Avançado
  • Prós: Pontos de vida elevados, técnicas de suporte
  • Contras: Velocidade de movimento, cooldown alto
Torbjörn é outro personagem que nas mãos de um jogador habilidoso também pode dar boas dores de cabeça nos inimigos. Sua Pistola de Rebite principal é capaz de lançar projéteis a médias distâncias e com boa taxa de crítico, além de disparar de forma mais dispersa à curta distância com uma precisão menor, mas com dano geral bem mais elevado. Uma arma útil para quase todos os momentos, principalmente ao usar a Sobrecarga.

Sua capacidade de construir torretas fixas é útil para criar situações desconfortáveis para o time rival. Um jogador que vira alvo da torreta pode perder o foco e acabar desistindo de alguma formação com seu time só pelo ranço de tomar tiro do “colega de sucata” de Torbjörn. Entretanto, é um dos heróis cujo tempo de recarregamento das habilidades é mais alto do jogo, superando a casa dos 10 segundos.

Sua Suprema, Núcleo Fundido, é útil para ser usada em conjunto com técnicas de restrição de movimento para causar dano considerável, além de anular uma área por alguns segundos. É mais eficaz contra inimigos que tenham pontos de armadura, como Reinhardt e Bastion.

Tracer

  • Nível: Avançado
  • Prós: Velocidade de movimento, dano à curta distância
  • Contras: Vida baixa, necessidade de proximidade com os inimigos
Tracer é outra heroína que pode ser uma boa pedida para quem está acabando de chegar em Overwatch 2, mas não é tão simples de jogar quanto o já citado Soldado: 76. Seu maior destaque fica em sua mobilidade. Ágil e rápida, suas técnicas são necessárias para ficar cara a cara com um inimigo e causar dano bastante elevado, visto que suas armas só são realmente eficientes a curtíssima distância.

Tracer também pode recuperar vida, mas de um jeito peculiar e único: “rebobinando” o tempo. Essa técnica é igualmente útil para se curar, visto que Tracer é a personagem com menos pontos de vida no jogo, e também para escapar de algum apuro caso você tenha entrado em uma briga em que não pode dar conta do inimigo..

Sua Suprema, a Bomba Adesiva, possui uma ótima quantidade de dano mas precisa, assim como o ataque principal, que ela esteja sempre bem próxima dos adversários. Resumindo: com a Tracer, tudo é resolvido no cara a cara. Por isso use e abuse de sua mobilidade para fazer o jogo com a garota render.

Widowmaker

  • Nível; Avançado
  • Prós: Dono crítico alto, mobilidade
  • Contras: Dano à curta distância, Suprema tem característica de suporte
Amelie Lacroix é a principal escolha para quem curte jogabilidade estilo sniper. Seu rifle automático pode atirar como uma metralhadora a curta distância, mas sua função principal é fazer leituras do mapa e causar estragos nas cabeças dos inimigos quando estiver no modo de precisão.

Equipada com um Arpéu para acessar locais de difícil acesso, Widowmaker também conta com uma bomba venenosa que ajuda a denunciar locais por onde os inimigos passam para alertar aliados, além de receber a mira de sua potente arma de precisão.

Sua Suprema só tem função de suporte, revelando a posição dos membros do time inimigo por alguns segundos para todo o time aliado. Caso os aliados saibam tirar proveito dessa valiosa vantagem, belas jogadas podem ser planejadas para alcançar a vitória. Caso contrário, o jeito é deixar com que a “fazedora de viúvas” continue estourando cabeças pelo mapa sozinha, apenas dando cobertura.

Na próxima semana…

A quarta e última parte da nossa série de dicas para iniciantes em Overwatch 2 vai abordar os personagens da função Suporte, a mais importante do jogo. Até lá, não deixe de conferir e participar com suas dicas de jogo nos comentários para ajudar outros novatos no game. Até semana que vem!

Revisão: Juliana Piombo dos Santos

Fã de Castlevania, Tetris e jogos de tabuleiro. Entusiasta da era 16-bit e joga PlayStation 2 até hoje. Jogador casual de muitos e hardcore em poucos. Nas redes sociais é conhecido como @XelaoHerege
Este texto não representa a opinião do GameBlast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.


Disqus
Facebook
Google