Meus jogos favoritos de 2021 — Alan Murilo

Os redatores do GameBlast falam sobre os títulos que mais curtiram entre os lançamentos deste ano.

Ah, 2021. Se 2020 foi um dos anos mais difíceis da história recente da humanidade devido à pandemia de COVID-19, 2021 não ficou muito atrás. Mas o avanço da vacinação e a queda nos números de casos globais nos trouxe esperança de que poderemos enfim vencer esse grande desafio coletivo e retornarmos à vida normal. 




Neste difícil contexto, tal como no ano passado, fico muito feliz de ter a oportunidade de compartilhar aqueles que foram os meus jogos favoritos deste ano. Particularmente, tenho a impressão de que 2021 foi um pouco “devagar” para a indústria de games — o impacto da pandemia fez-se notável, com atrasos e um fim de ano mais morno do que de costume. Ainda assim, felizmente recebemos títulos marcantes, que certamente ficarão registrados na história, e a seguir elenco as minhas experiências favoritas deste período. Boa leitura!

Nioh 2 — The Complete Edition

Logo no início de 2021, tive a honra de poder analisar a versão de PC de Nioh 2 para o GameBlast, e devo dizer que este é, de longe, o meu jogo favorito deste ano. Após uma estreia bem-sucedida nas plataformas da Sony, a aventura da Team Ninja chegou aos computadores pessoais em uma edição definitiva, que julgo imperdível para fãs da proposta soulslike. Complexo, difícil e recompensador, aqui está um dos melhores jogos dos últimos anos, e uma referência para qualquer RPG de ação que se preze. Recomendo fortemente!

Everhood

Everhood é outro jogo que tive a felicidade de analisar para o GameBlast, e que acabou levando a minha segunda nota 10 no site após o feito de Hades (Multi) no ano passado. Esta singular aventura independente carrega influências tanto de Guitar Hero como de Undertale (Multi) e entrega uma série de reviravoltas em um mundo psicodélico habitado por uma série de personagens carismáticos. Se você gosta de games excêntricos, faça um favor a si mesmo e coloque Everhood em sua lista de desejos. Imperdível.

Halo Infinite

Como meus amigos mais próximos sabem, sou um grande fã de Halo, tendo inclusive entre os grandes prazeres da vida organizar sessões de jogatina local entre os amigos. Por isso, meu coração se enche de alegria ao saber que, após inúmeros atrasos, Halo Infinite se tornou um dos melhores jogos da franquia. Em um ano em que tanto Call of Duty quanto Battlefield decepcionaram absurdamente, é um alento ver que o Rei dos FPS voltou com tudo — honestamente, mal posso esperar por mais horas de alistamento como um Spartan.

Fortnite

Se ano passado Call of Duty: Warzone figurou em minha lista de jogos favoritos, agora é a vez de Fortnite marcar presença. Confesso que, por diversos motivos, somente em 2021 resolvi experimentar o Battle Royale da Epic Games e não precisei de muito tempo para entender o porquê dele continuar a manter os jogadores empolgados mesmo estando há tanto tempo no mercado. Fica aqui, inclusive, a menção ao squad de amigos que me acompanhou em diversas vitórias coroadas nesta temporada — Chess, Gui, Anakin, João, Werik, Will e Rafael! Em breve voltarei a jogar com vocês.

Big Brain Academy: Brain vs. Brain

Passados nada menos que quatorze anos após o último lançamento da franquia nas Américas, Big Brain Academy: Brain vs Brain marca o retorno da série aos consoles da Big N. Um renovado foco no multiplayer e a presença de minigames divertidos fazem com que este seja um dos melhores jogos educativos recentes e uma das gratas surpresas de 2021 para o Switch. Deixo aqui uma menção honrosa à minha namorada e também parceira de jogatina, Alice, que tem me superado (por pouco!) nos últimos embates.

Metroid Dread

Apesar de eu não ter grandes laços passados com a franquia Metroid, é impossível negar os méritos de Metroid Dread. Cenários exuberantes e uma jogabilidade fluida, além da presença dos letais EMMIs, garantem que este é um dos jogos mais únicos deste ano e um dos melhores metroidvanias recentes. Valeu a pena esperar!

E que venha 2022!

Devido à faculdade e ao trabalho, não joguei alguns dos maiores lançamentos deste ano, como Pokémon Brilliant Diamond & Shining Pearl (Switch), Forza Horizon 5 (Multi) e The Legend of Zelda: Skyward Sword HD (Switch). Desse modo, espero em 2022 conseguir aproveitar essas obras, assim como grandes lançamentos que estão por vir, como Elden Ring, God of War: Ragnarok, Pokémon Legends: Arceus e muitos outros mais!

Mas e você, caro leitor, o que achou da lista? Concorda ou discorda com alguma de minhas indicações? Quais foram seus títulos favoritos deste ano? Não se esqueça de comentar, e, em tempo, feliz 2022!


Revisão: Juliana Paiva Zapparoli

é bacharel em Produção Cultural pela UFF e estudante de Comunicação Social pela FSMA. Na infância, ganhou um Super Nintendo dos pais e, desde então, nunca mais deixou o mundo dos games. Ainda sonha em ser um Mestre Pokémon.


Disqus
Facebook
Google