Top 10

Em busca do ouro: dez jogos inspirados em esportes olímpicos

Para não perder a vibe das Olimpíadas, listamos dez jogos que poderiam competir por uma medalha de ouro.


Uma oportunidade como essa só surge a cada quatro anos, então vamos aproveitar! No TOP 10 de hoje vamos conferir dez jogos inspirados em esportes reais que fazem parte do maior evento esportivo do planeta: as Olimpíadas.


A competição acontece tradicionalmente a cada quatro anos em algum lugar do mundo. Excepcionalmente, por causa da pandemia, o evento de 2020, que tem como sede a capital Tóquio, foi adiado em um ano, acontecendo em diferentes localidades do Japão. Apesar do imenso desafio e da falta da presença do público, o espírito da competição é o que motiva os melhores atletas do mundo em busca da cobiçada medalha de ouro em 50 modalidades diferentes.

Por conta da pandemia, os jogos foram realizados este ano no Japão
Aproveitando a atenção para este grande evento, trouxe para vocês 10 jogos que foram inspirados em esportes que se tornaram olímpicos com o passar dos anos. A seleção também dá ênfase nos games que tiveram alguma importância particular, seja ela histórica, seja simplesmente comercial. Foram selecionados apenas títulos focados em uma única modalidade esportiva.

Nossa lista seguirá também um critério interessante: suas posições na lista obedecem uma ordem cronológica baseada em quando as modalidades se tornaram, oficialmente, parte dos jogos olímpicos: ou seja, o título cujo esporte está há mais tempo nas Olimpíadas assumirá a maior posição. Quem vai ficar com o ouro?

10 – Tony Hawk’s Pro Skater

O skate se tornou esporte olímpico recentemente, sendo integrado nas Olimpíadas pela primeira vez nesta edição. Na estreia da modalidade tivemos a felicidade de ver o Brasil muito bem representado, com a medalhista olímpica mais jovem do país, Rayssa “Fadinha” Leal, ganhando a prata na categoria Street. Sendo assim, que jogo melhor representa este esporte senão o clássico Tony Hawk’s Pro Skater, lançado para o PlayStation em 1999?

O game se tornou uma febre quando foi lançado, inspirando e popularizando o esporte ao redor do mundo. Tony Hawk, um dos maiores skatistas do mundo e super popular naquela época, foi convidado pela Neversoft para participar do projeto, atuou no desenvolvimento como consultor e, claro, garoto-propaganda. Tamanha foi a importância do game, que ele foi totalmente refeito e lançado em 2020 no excelente Tony Hawk’ Pro Skater 1+2 (Multi).
#Tonyzinho♥

9 – Karateka

Apesar de ser bem antiga, a arte marcial do karatê só foi reconhecida como esporte olímpico em 2016. Na edição deste ano a modalidade participa pela primeira vez de forma oficial em duas modalidades: kumitê (combate) e kata (simulação).

Para representar a modalidade em nossa lista escolhi o clássico Karateka, que é mais conhecido por sua versão lançada para o NES em 1985. Criado por Jordan Mechner, o game tem como destaque a fluidez de movimentos realistas graças a uma técnica de animação chamada rotoscopia, também usada por ele em outro clássico: Prince of Persia.

No game assumimos o papel de um guerreiro que viaja até a ilha de um vilão para resgatar a princesa Mariko. A jornada é marcada pelos embates com diversos oponentes em que só temos nosso corpo como arma para derrotá-los e avançar.
"Vem tranquilo!"

8 – 2020 Super Baseball

Um dos esportes mais populares do Japão, país sede deste ano, o beisebol é outro esporte recente na competição. A primeira vez que ocorreu um campeonato olímpico foi nos jogos de Barcelona em 1992. A medalha de ouro ficou com a equipe de Cuba e os japoneses, apaixonados pelo esporte, ficaram com o bronze naquele ano. Os donos da casa são sempre favoritos para levar a medalha de ouro e este ano não teria como ser diferente.

Para representar o esporte, trouxe 2020 Super Baseball, um título com uma pegada mais futurista, mas com uma ótima jogabilidade arcade e, consequentemente, mais divertido também. Quando foi lançado para o Neo Geo em 1991, tivemos uma nuance de como seria o esporte no avançadíssimo ano de 2020, com partidas dominadas por atletas tecnologicamente aprimorados em uma arena destrutiva. Também recebeu ports para o Super Nintendo e o Mega Drive.
Salvo! Não... FORA!!!

7 – Power Spikes II

O voleibol é um dos principais esportes coletivos dos jogos olímpicos. A primeira competição da modalidade data da edição de 1964, também realizada em Tóquio, e teve como vencedora a antiga União Soviética contra a Tchecoslováquia na final.

Pegando carona nos mesmos motivos que me fizeram escolher o título da posição anterior, para representar o vôlei escolhi Power Spikes II. Lançado em 1994, também para o Neo Geo, o game sabe agradar gregos e troianos, por assim dizer. Se a versão futurista e cheia de tecnologia não for sua pegada, o título também traz um modo com versão tradicional do esporte, em uma época em que a regra da vantagem ainda existia e as partidas demoravam horrores para terminar.

Power Spikes II também recebeu uma versão para o Super Nintendo que, creio eu, é a variante que mais pessoas devem ter conhecido do game. No port para o SNES ele é chamado de Hyper V-Ball.
Só faltou ter como gritar "GIBA NELES!"

6 – NBA Jam

Os Estados Unidos são uma potência no basquetebol e, além de detentores do maior número de medalhas olímpicas, principalmente de ouro, são os atuais campeões da competição. Quando o basquete estreou nos jogos de Berlim em 1936, o país confirmou seu favoritismo sendo premiado com a medalha de ouro na final contra o Canadá.

Difícil citar outro jogo senão o clássico NBA Jam para representar o esporte em nossa listagem de hoje. As eletrizantes disputas 2x2 fazem do título um dos games de basquete mais populares, acessíveis e divertidos da história. Foi lançado em 1993 para os arcades e, por conta de sua imensa popularidade, não demorou muito para receber versões para os consoles caseiros, tanto de mesa quanto portáteis. A febre do basquete se espalhou como nunca naquela época.

NBA Jam: Tournament Edition e NBA Hangtime, edições atualizadas do game, foram lançadas nos anos seguintes e vários anos depois voltou como um remake, NBA Jam: On Fire Edition, em 2011, para PS3 e X360. Desde então, nunca mais se ouviu falar da série. Mais uma que a EA comprou e “matou”.
BOOM SHAKALAKA!

5 – Super Punch-Out!!

Quando estabeleceram regras para se dar um soco na cara de alguém, nasceu o boxe. Tá, não foi exatamente por esse motivo, eu acho, mas o esporte integra o panteão de modalidades olímpicas desde o início do século XX, com sua primeira competição sendo realizada no ano de 1904 em St. Louis, nos EUA. O país foi absoluto em todas as categorias da competição, levando todas as medalhas disponíveis, literalmente.

Para representar o boxe, trouxe Super Punch-Out!!, uma das versões mais populares do esportivo da Nintendo. Sim, ele foge um pouco das regras habituais do boxe, com personagens excêntricos e tudo mais, mas é inegável que, quando se trata desse esporte, não temos tantos jogos tão memoráveis quanto a jornada de Little Mac para se tornar campeão do mundo e, logo na sequência, defender seu título no Super Nintendo.
Isso vai doer amanhã de manhã!

4 – International Superstar Soccer Deluxe

O futebol como conhecemos hoje foi criado pelos ingleses por volta de 1846, e 54 anos depois se tornou um esporte olímpico, fazendo parte da segunda edição das Olimpíadas modernas, realizadas no ano 1900 em Paris. Os donos da casa perderam a final para os britânicos na ocasião.

Que o futebol é o esporte mais popular do planeta, isso não é novidade. Nos videogames levou um tempo para surgir um game que o representasse tão bem. Em novembro de 1995 a Konami agraciou os fãs da bola com International Superstar Soccer para o Super Nintendo, tornando o jogo um marco para o futebol em seu formato digital.

Para representar o esporte, nosso escolhido é sua versão melhorada, lançada um ano depois, International Superstar Soccer Deluxe. Com jogabilidade melhorada e um ritmo de jogo mais ágil, essa versão se tornou um padrão para o esporte no ambiente digital. Foi a partir dele que uma das maiores paixões do brasileiro se tornou não só um sucesso de vendas, mas também revelou o craque que é tão cultuado — ou mais — quanto Pelé, Maradona, Ronaldo “Fenômeno”, Cristiano Ronaldo e quem mais você puder lembrar. Estamos falando do eterno camisa 7, Allejo!
Não vi Pelé, mas vi Allejo!
Chegou a hora de montar o pódio de nosso TOP 10. Os esportes que integram as três primeiras posições de nossa lista participam das Olimpíadas desde sua primeira edição, realizada na cidade de Atenas em 1896. Sendo assim, um critério de desempate será utilizado: vamos ranqueá-los conforme a data de criação do esporte. O mais antigo continua na maior posição.

3 – Michael Phelps: Push the Limit

Já sabíamos nadar há muito tempo e, esportivamente falando, existem registros do final do século XVII sobre as técnicas da natação. As primeiras competições começaram a ser realizadas no início dos anos 1800, na Inglaterra. Nos jogos de 1896, em Atenas, apenas homens podiam competir, e hoje é uma das mais tradicionais competições das Olimpíadas.

Bom, não existem muitos jogos dedicados à natação, então acabamos escolhendo para representá-la um game que também traz o nome de um famoso atleta no título. Lançado em 2011 para o Xbox 360, Michael Phelps: Push the Limit foi um dos jogos que tinha como chamariz o uso do sensor Kinect para jogar. Uma forma de praticar o esporte na sua sala e não se molhar, que não era assim uma maravilha. Quem viveu essa época lembra que essa foi só mais uma das diversas “experiências inusitadas” vendidas para o Kinect.

Michael Phelps: Push the Limit, representando a natação, fica com a medalha de bronze.
Será que dá pra jogar deitado?

2 – Virtua Tennis

O tênis como conhecemos hoje tem seus primeiros registros datados do século XIII, na França, quando os atletas usavam apenas as mãos para rebater a bola dentro de um espaço delimitado no chão. Na primeira competição olímpica da modalidade, em Atenas, foi o britânico John Pius Boland quem levou o ouro na final contra o grego Dionysios Kasdaglis.

Os games de tênis não estão entre os mais populares, mas a Sega conseguiu reproduzir esse esporte muito bem com seu memorável Virtua Tennis. Lançado para arcade em 1999, o game foi fielmente transportado para o Dreamcast, último console lançado pela empresa, no ano seguinte e se tornou um importante título do catálogo do console. O destaque maior foi o realismo, para os padrões da época, dos visuais, mecânicas, e a representação dos principais nomes do esporte.

Serena Williams, Maria Sharapova, Rafael Nadal, Roger Federer e Novak Djokovic são algumas das estrelas do game. Mais títulos da série foram lançados para outros consoles do período, como o PlayStation 2 e o Game Boy Advance.

Representando o tênis, a medalha de prata deste TOP 10 fica com Virtua Tennis.
Esse é bom!

1 – Track & Field

O atletismo é considerado o esporte mais antigo da humanidade, com registros datando das primeiras Olimpíadas, realizadas na Grécia Antiga em 776 a.C. As modalidades eram baseadas nas habilidades básicas do ser humano, como correr, pular e lançar objetos. Sua principal prova é a Maratona, uma corrida de 42,195 km tradicionalmente realizada como uma das últimas competições das Olimpíadas.

Lançado em 1983 pela Konami, Track & Field foi um dos primeiros jogos eletrônicos a ser oficialmente licenciado pelo evento. No game é possível competir em seis modalidades esportivas: 100 metros rasos, salto à distância, lançamento de dardo, 110 metros com barreiras, lançamento de martelo e salto em altura. Recebeu versões para outros consoles da época, como o Commodore 64 e o Atari 2600, e foi um título bastante popular no saudoso NES, além de ser responsável por destruir controles por causa do "fervor" necessário para apertar os botões na hora de jogar.

Sendo um dos jogos que melhor representa os jogos olímpicos, Track & Field fica com a medalha de ouro deste TOP 10.
Nesse a gente já suava de verdade!

Menções Honrosas

Pegando carona na ocasião, aqui vão algumas menções a jogos inspirados em competições esportivas que também rendem boas horas de jogatina com seus amigos e não se encaixam nos critérios adotados neste TOP 10.

Mario & Sonic at the Olympic Games

Mario e Sonic protagonizaram um dos períodos mais competitivos da indústria dos games durante a década de 1990, disputando o favoritismo dos jogadores por seus jogos e respectivos consoles. A rivalidade foi um chamariz para a divertida competição envolvendo os heróis e seus amigos a cada edição desde os jogos de Pequim, na China, em 2008.

O game, oficialmente licenciado pelo evento, foi lançado pela primeira vez no Wii, recebendo versões posteriores para os diversos consoles da Nintendo, como 3DS e Switch. A edição de Tóquio 2020 foi lançada em novembro de 2019.
O melhor jogo licenciado das Olimpíadas da atualidade

Tiny Toon Adventures: Wacky Sports Challenge

Lançado em 1994 para o Super Nintendo, Tiny Toon Adventures: Wacky Sports Challenge traz uma divertida competição com os personagens do popular desenho animado da Warner Bros. Com suporte para até quatro jogadores, Perninha e seus amigos disputam as mais loucas provas, muitas inspiradas em esportes reais, pelo prêmio de 1 milhão de dólares oferecido pelo mesquinho Valentino Troca-Tapa.
A competição mais maluca do Super Nintendo

California Games

Lançado para diferentes plataformas na época, tornou-se um clássico graças a sua versão para o Master System e foi um título bastante popular no primeiro grande console da Sega em 1984. Conhecido no Brasil como Jogos de Verão, o game é uma compilação de esportes inspirados no ensolarado e badalado estilo de vida da Califórnia. Os jogadores podem competir pela maior pontuação no half-pipe, nos patins, no surfe, no BMX, no frisbee e no footbag.
Na crista da onda digital
O que achou da nossa seleção? Deixe nos comentários a sua opinião com seus títulos esportivos favoritos e compartilhe seu pódio conosco dizendo quem também merece uma medalha de ouro!
Revisão: Ives Boitano

Tecnólogo em Gestão Ambiental, produtor do BlastCast e sincero até demais. Jogador casual de muitos e hardcore em poucos. Adora jogos que acabam em discórdia e fogo no parquinho. @XelaoHerege


Disqus
Facebook
Google