Perfil

Abby Anderson: conheça umas das personagens mais intrigantes de The Last of Us Part II

Dona de um porte físico impressionante e de uma força de vontade imparável, reveja os fatos que ajudaram a formar sua personalidade.



The Last of Us Part II (PS4) é uma das sequências mais aguardadas, não é para menos, o título da Naughty Dog teve resultados positivos, apesar das polêmicas e da intolerância da comunidade de jogadores. O Perfil da vez escolhe uma das personagens mais polêmicas desse aclamado jogo: Abigail Anderson, a incansável “loba” da WLF.

Alerta de spoiler: inevitavelmente iremos abordar assuntos que possam comprometer a experiência de quem ainda não finalizou a campanha.

Feridas que nunca fecham

Até onde o jogo nos conta, Abby foi essencialmente criada por seu pai, Jerry Anderson, cirurgião-chefe no hospital St. Mary e uma das figuras mais respeitadas dos Vagalumes. Ao lado de seu pai e amigos, Abigail pode ter uma infância segura e feliz dentro dos padrões impostos pelo cenário apocalíptico causado pela infecção do cordyceps. Por conta desses mesmos padrões, desde cedo a jovem desenvolveu um grande senso de responsabilidade, principalmente com seu pai que gostava de se aventurar fora do hospital, especialmente quando o assunto envolvia cuidar dos animais no zoológico da cidade.



Junto de seus amigos: Owen, Manny, Nora, Mel, Jordan, Nick e Leah, ela encontrou verdadeiros irmãos que a vida lhe permitiu escolher. Ela e Owen, já na adolescência, desenvolveram um sentimento amoroso que, apesar da vergonha e dureza por parte da moça, deu fruto a um forte vínculo entre os dois.

Tudo parecia caminhar para a perfeição com a chegada de Ellie e Joel no hospital. Finalmente a cura para a infecção estava em suas mãos e finalmente a ameaça que destruía a vida de muitos poderia ter um fim. Como nem tudo é feito de boas notícias, Jerry, o único médico capaz de cuidar da produção da vacina, chegou à conclusão de que o processo de extração do cordyceps do cérebro de Ellie resultaria em sua morte. Tal fato o levou a uma intensa discussão com Marlene, líder dos Vagalumes e responsável por cumprir a promessa a mãe de Ellie de que cuidaria da segurança da menina.


O desfecho do primeiro jogo nos mostra que os dois concordaram em sacrificá-la, o que provocou a fúria de Joel e o obrigou a sacrificar grande parte dos Vagalumes no local e fugir com Ellie. O que também não sabíamos, é que Jerry foi vítima do massacre feito pelo contrabandista. Abby chega ao local apenas em tempo de testemunha o corpo do pai e, confortada por Owen, ela desaba em profunda tristeza. Sua a maior referência e porto-seguro tinha sido arrancado de sua vida de forma prematura e sem chances de se despedir. A partir daí ela jamais seria a mesma, criando um rancor e sentimento de vingança muito fortes e que passaram a guiar seu caminho.


Que a sua sobrevivência seja longa e sua morte seja breve

Junto de seus amigos e outros ex-Vagalumes, eles agora precisavam de um novo grupo para garantir sua sobrevivência. Foi quando eles encontraram a WLF (Frente de Libertação de Washington) ou Lobos como era comumente chamados graças a sua logo. Sempre com sua vingança em mente, através do grupo fortemente armado e treinado, Abby conseguiu todos os meios necessários para se tornar um soldado de elite, conquistando o respeito de todos, até mesmo do líder Isaac.

A estrutura da WLF está muito a frente de qualquer outro grupo


Através de um treinamento rigoroso, ela conseguiu um porte físico característico que a deixava em vantagem com relação a qualquer outro combatente quando o assunto era luta corporal. Eliminar muitos Serafitas (grupo rival da WLF) em incontáveis missões, rendeu-lhe o apelido de Carrasca de Cicatrizes (nome pejorativo dado pelos Lobos aos membros do grupo rival devido às cicatrizes decorrentes do ritual obrigatório do grupo). Tal fama só contribuia para que Abby ganhasse cada vez mais prestígio e liberdade dentro dos Lobos. Foi quando uma pista sobre Tommy, irmão de Joel, indicava sua provável localização. Era sua chance de estar um passo mais próxima de sua presa e ela não iria deixar de aproveitar essa oportunidade.

Com uma academia dessas, há ainda quem questione o porte da personagem


Acertando as contas

Acompanhada de seus amigos, que tomados pela sua dor, prontamente se ofereceram para ajudá-la, Abby chega nos arredores de Jackson, cidade na qual Joel estava vivendo com Ellie. Ao seguir uma trilha encontrada por Owen, ela é perseguida por uma horda de infectados e, por ironia do destino, acaba sendo salva por Joel e Tommy. Aproveitando a deixa, ela rapidamente oferece abrigo no local onde estava acampada com seus amigos. Mesmo relutante, a dupla de Jackson acaba aceitando a oferta sem nem imaginar que estavam indo na direção das presas do inimigo.



Eles mal chegam no lugar e Abby não consegue se conter, iniciando o massacre do assassino de seu pai. Ao invés de dar um fim rápido e indolor, ela opta por torturá-lo vagarosamente. A questão é que Ellie fica sabendo do desaparecimento de Joel e parte em busca do seu paradeiro. Ela rapidamente consegue rastrear a mansão onde o grupo estava realizando a tortura, mas é capturada e ainda testemunha a cruel execução daquele que ela considerava como pai. Enquanto Abby vingava a morte de um ente querido, o de outra pessoa era tomado no processo.


Em busca da pessoa amada

Ao retornar para a base da WLF de alma lavada por acertar as contas com o passado, Abby retoma sua rotina e acaba sendo resgatada de uma emboscada feita pelos Serafitas durante uma missão. No retorno ao alojamento, ela fica sabendo que Owen, seu então ex-namorado estava desaparecido após ferir fatalmente um de seus companheiros. Isaac, o líder da WLF, apesar do jeito vingativo e ardiloso, decide ignorar o desaparecimento do rapaz julgando que ele provavelmente estaria morto e isso já seria o castigo ideal para ele. Afinal de contas, a guerra contra os Serafitas estava cada vez mais intensa e o entorno das bases estava cada vez mais hostil.



Mesmo assim, Abby ignora as ordens de seu líder e parte em segredo na busca por Owen. No processo ela é salva por duas irmãs  Serafitas, Lev e Yara renegadas pelo seu próprio povo. As crianças terão um importante papel na evolução dessa brava guerreira, pois como sabemos, todos aqueles que tomam a vingança como objetivo de vida, são preenchidos pelo vazio ao alcançar aquilo que desejam. O reencontro acalorado com o Owen, que apesar de estar com outra pessoa, não resistiu ao encanto de seu antigo amor, e a presença de Lev e Yara trazem um novo significado em sua existência, uma perspectiva diferente sobre o incessante conflito entre os grupos rivais e uma provável saída para longe de todo aquele caos. O grande problema é que ela não esperava que a conclusão de sua vingança despertaria a ira de Ellie contra ela e seus amigos.



Olho por olho, dente por dente

Enquanto Abby estava com a cabeça voltada para ajudar Lev e Yara, além de garantir um futuro melhor para ela e Owen, Ellie estava focada em fazer todo o grupo de ex-Vagalumes pagarem pela morte de Joel. Com ajuda de Tommy, Jesse e Dina, ela vai eliminando um por um e, quando Abby consegue se dar conta, é tarde demais para tentar salvar alguém. Ao retornar da ilha dos Serafitas, ela se depara com o corpo de Owen afogado em seu próprio sangue, a cena causa um impacto tão grande em Abby que ela se vê tomada pelo ódio e sentimento de vingança contra Ellie.



Enfurecida e auxiliada por Lev, as duas rapidamente localizam o esconderijo dos assassinos de seus amigos e tomam controle da situação. Abby então entra em combate contra Ellie que, mesmo recebendo ajuda de Dina, acaba levando a pior. A situação poderia se encerrar rapidamente a favor da brutamontes da WLF, mas Abby decide poupar as duas com o aviso para nunca mais aparecerem na frente dela, demonstrando que ela havia se livrado do círculo incessante causado pela vingança e decide recomeçar a vida ao lado de Lev na busca pelo novo grupo de Vagalumes.




Relacionamentos e curiosidades

  • O treinamento rigoroso que Abby recebeu nos Vagalumes e posteriormente na WLF renderam uma formidável constituição física, tornando-se sua marca registrada e referência nos boatos que percorrem as cidades. Graças à imensa força, ela é capaz de mover objetos pesados, eliminar brutamontes e grupos de infectados com as mãos limpas;


  • Como nem todo guerreiro é invencível, Abby tem acrofobia, mais conhecida como medo de altura. Em determinados trechos do jogo ela demonstra isso claramente e, enquanto estiver sendo controlada, caso o jogador olhe para baixo de um local muito elevado, a visão começa a ficar turva, simulando os efeitos provenientes desse terrível medo;
  • Após a morte do pai, Abby adotou seu gosto por colecionar moedas antigas, talvez uma das formas de manter vivo um aspecto marcante de um ente querido;
  • Abby é o resultado do trabalho de três pessoas: a atriz Laura Bailey fez toda a parte de captura de movimentos e expressões, enquanto Jocelyn Mettler, funcionária de VFX da Naughty Dog emprestou o rosto para a personagem. Já a modelo do físico que vemos é a atleta de crossfit Colleen Fotsch;




  • A atriz Laura Bailey, responsável por interpretar Abby foi vítima de ameaças de morte por parte dos fãs enfurecidos pelo papel da personagem no enredo, indo contra a mensagem proposta pela jogo e trazendo a tona mais uma demonstração do quanto a comunidade de jogadores ainda é tóxica e imatura.

Owen

A pessoa pelo qual o coração de Abby chegou a bater mais forte. Os dois chegaram a criar um relacionamento juntos no período em que estiveram com o Vagalumes, mas a morte de Jerry Anderson cega a jovem Abigail para qualquer outro sentimento diferente da vingança contra Joel. Isso acaba distanciando os dois e faz com que Owen comece a se relacionar com Mel, outra amiga de Abby, no qual chega a engravidar do rapaz durante os eventos de The Last of Us Part II.


Ainda assim, Owen nunca deixou de demonstrar seu afeto por Abby. Mesmo quando o reencontro dos dois acontece no Aquário e os dois se relacionam amorosamente, a Carrasca de Cicatrizes deixa claro que aquilo não significava nada para ela.

Mel

Uma das amigas mais próximas de Abby durante sua adolescência. Apesar de ser treinada como soldado, ela consegue realizar o sonho de se tornar uma respeitada médica graças ao pedido de Abby ao seu pai para que a ensinasse. Com o rompimento entre Owen e Abby, ela acaba se relacionando e engravidando do rapaz. Mesmo com esse acontecimento, ela não deixa de ter ciúmes de Abby e tratar a amiga com rispidez e desconfiar dos dois a todo momento.



Manny Alvarez  

Um dos melhores amigos de Abby. Ele faz parte do grupo que sobreviveu ao massacre causado por Joel no Hospital St. Mary e decide integrar a WLF junto de Abby e seus amigos. Sua dedicação como soldado garantiu o posto de tenente e, para Isaac, ele e Abby são seus dois melhores soldados.



Sua relação com Abby é o mais próximo que encontramos em amigos confidentes, onde ele compartilha com sua amiga todos os seus casos com outras mulheres e a mesma o ajuda como pode, cedendo o próprio dormitório para que ele tenha uma noite mais proveitosa com seu atual romance. Da mesma forma, ele corresponde prestando o máximo de suporte a Abby, mesmo quando o assunto coloca em risco sua posição dentro da WLF.

Lev

A fugitiva dos Serafitas tem uma profunda desconfiança por Abby devido ao histórico cruel do conflito com o Lobos, contudo, essa visão deturpada vai se desconstruindo com o tempo e ela passa a enxergar em Abby tudo o que ela poderia esperar de um familiar. As duas nutrem uma profunda relação de zelo mútuo, semelhante ao que vemos acontecer com Joel e Ellie em The Last of Us.


Ellie

O primeiro encontro das duas é marcado pela cruel execução de Joel, o que dá início a uma relação de ódio profundo entre as duas. Mesmo com Ellie entendendo as motivações que levaram ao fatídico evento, ela decide manter sua vingança a todo custo. Abby é a primeira a optar pelo perdão, deixando as perdas e o sofrimento no passado, mesmo com Ellie mantendo o ressentimento e a necessidade de acertar as contas contra a poderosa soldado.



A Loba destemida

Abby é mais uma das personagens femininas que entram para engrandecer o gênero que carece de mais representatividade. Ela ainda carrega o rótulo pejorativo de mulher musculosa que é injustamente criticado por outras pessoas, mostrando um segundo nível de representatividade importante em nossa sociedade e ilustrando muito bem a intenção dos desenvolvedores em ressaltar a importância da compreensão e tolerância como ferramentas fundamentais para uma convivência saudável e pacífica.

Como se não fosse o suficiente, ela é capaz de romper o tabu repleto de ódio e rancor causados pela vingança e que muitos personagens fictícios e pessoas da vida real se veem presos, enxergando que tudo não passa de um ciclo interminável de dor e sofrimento para ambas as partes. Ela sem dúvida alguma veio para enriquecer uma das melhores tramas já contadas na história dos videogames, quebrando preconceitos e estereótipos antiquados, além de trazer uma bonita mensagem sobre perdão.

Revisão: Mariana Mussi S. Infanti

Escreve para o GameBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.


Disqus
Facebook
Google