The Sims: 20 anos possibilitando jogar com a vida (Parte 1)

The‌ ‌Sims‌ ‌completou‌ ‌20‌ ‌anos‌ ‌em‌ ‌2020.‌ ‌Muita‌ ‌coisa‌ ‌já‌ ‌rolou‌ ‌desde‌ ‌o‌ ‌lançamento‌ ‌do‌ ‌primeiro‌ ‌título,‌ ‌e‌ ‌neste‌ ‌especial‌ ‌irei‌ ‌falar‌ ‌sobre‌ ‌ esta‌ ‌franquia‌ ‌já‌ ‌consolidada‌ ‌no‌ ‌mundo‌ ‌dos‌ ‌jogos.‌

Will Wright, também conhecido por ser o criador de SimCity (PC), foi vítima de um incêndio em sua casa. Isso fez com que ele perdesse tudo e precisasse reconstruir sua casa. Esta experiência traumatizante foi a ideia por trás da criação de The Sims, e anos após o ocorrido ele enfim deu vida a este projeto ambicioso.

The Sims foi uma aposta arriscada e poderia ter sido um fracasso, mas sabemos que foi o contrário, pois o jogo está vivo até hoje com três sequências, vários spin-offs e versões para diversas plataformas, vendendo milhões de cópias e mostrando que jogos de simulação de vida têm sim seu espaço na indústria dos jogos eletrônicos.

Diante disso, preparei este especial 20 anos de The Sims, mesmo que um pouco atrasado, e irei escrever sobre os jogos principais da franquia, as características dos Sims, seu modo de criação, o modo construção e os mods. Tudo isto nesta primeira parte.

Os Jogos


The Sims (Multi) veio ao mundo no dia 4 de fevereiro de 2000, 20 anos atrás, lançado na época para PC, desenvolvido pela Maxis e publicado pela Electronic Arts. O título atraiu pessoas de todas as idades e gêneros por ter uma jogabilidade simples e direta, onde o jogador tinha de cuidar das necessidades dos Sims, como sua fome, higiene, energia, etc.
O modo simulação em The Sims.


Ele era bem limitado no quesito personalização e jogabilidade, mas teve muitas coisas adicionadas através das expansões que foram lançadas com o tempo, cada uma com um tema específico e um total de sete expansões. O jogo foi um sucesso de vendas e público, e é claro que uma sequência era mais do que garantida.


Em 14 de setembro de 2004, The Sims 2 (Multi) foi lançado e, com gráficos em 3D, os Sims estavam mais expressivos, tinham desejos e objetivos de vida, e o Modo Construção estava mais aprimorado, trazendo novas formas de montar a casa dos sonhos. Antes do lançamento da expansão Bichos de Estimação para o The Sims 2, em 2006, a Maxis deixou de desenvolver os jogos da franquia, passando o comando para o The Sims Studio e voltando só em 2013 para trabalhar em The Sims 3, mais especificamente na expansão Vida Universitária.

O título, se tratando de uma sequência, herdou muitas das coisas vistas no seu irmão mais velho e as aprimorou. Um exemplo são as habilidades que se expandiram para ajudar os Sims a receberem uma promoção no trabalho. Outra funcionalidade adicionada a sua jogabilidade são as Aspirações, que podem ser escolhidas na hora de criar o Sim e determina os desejos e temores deles. São no total oito aspirações: crescer, conhecimento, família, riqueza, popularidade, romance, prazer e queijo grelhado, as duas últimas foram adicionadas através da expansão Vida Noturna. Conforme o jogador vai realizando os desejos recebe pontos de aspiração que quando acumulados podem ser trocados por Recompensas de Aspirações.


The Sims 2 tem oito expansões e dez coleções de objetos, que têm um diferencial em relação à expansão e foram uma novidade nesta segunda geração da franquia, focada em trazer novos objetos de decoração e roupas para os Sims.


Em 2 de junho de 2009, The Sims 3 (Multi) chegou com a missão de ser ainda mais ambicioso que os outros dois títulos principais já lançados na franquia. Temos um mundo aberto, com uma vizinhança mais viva e um mapa totalmente explorável. Podemos visitar os vizinhos, ir a lotes comunitários e muito mais.



O jogo trouxe novidades em relação à jogabilidade: o Modo Construção e o Modo Compra ganharam aprimoramentos e uma nova ferramenta chamada Criar um Estilo, que nos permite personalizar qualquer objeto ou estampa através de uma paleta de cores ou de padrões. Ela está presente também no modo Criar um Sim, permitindo personalizar a roupa dos Sims, a cor dos olhos, cabelos, etc.
O Mapa em The Sims 3.


Os Sims também são afetados pelas emoções. Não basta ter as necessidades altas, pois eles sentem tudo. Por exemplo, quando o Sim é rejeitado no amor, um ícone de coração partido aparece na interface do jogador, e ele fica com a expressão de tristeza.


Conforme aumentam, as habilidades podem garantir uma promoção aos Sims no trabalho, ou a possibilidade deles fazerem certas tarefas e atividades. No total, são 10 habilidades no jogo base: culinária, atlética, carisma, pesca, jardinagem, violão, mecânica, lógica, pintura e escrita. Outras habilidades foram adicionadas através das expansões.
Uma Sim praticando a habilidade de Pintura.


Outra novidade são as oportunidades que consistem em dar atividades aos Sims e os ajudam a aumentar as habilidades ou a ganhar Simoleons, que é o dinheiro do jogo, com seus prazos para serem concluídas. Por exemplo: o Sim tem de dar uma palestra ou consertar a televisão de algum vizinho.
Este é o painel de oportunidades em The Sims 3.
The Sims 3 (Multi) tem 11 expansões e nove coleções de objetos. Para essa geração, a novidade foi a The Sims Store, que é uma loja online de conteúdos exclusivos, novos mundos e até fundos para o avatar de perfil no site oficial do jogo. Dentro do site oficial, tem uma página que o jogador pode criar vinculando sua conta Origin/EA, e que imita uma rede social. Nela, ele pode compartilhar memórias, status e suas criações, como Sims, roupas, objetos, acessórios e muito mais.
Esta é a minha página.


Era o início do que viria na próxima geração, só que fora do jogo, ele ainda está ativo. Na The Sims Store, o jogador compra créditos, que são chamados de SimPoints, e quem registra o jogo também garante uma quantia de SimPoints em sua conta da Origin/EA, podendo adquirir qualquer coisa da The Sims Store condizente com o valor que se tem registrado na conta. 


No dia 2 de setembro de 2014, The Sims 4 (Multi) foi lançado. O foco dessa geração são as emoções dos Sims, que sentem tudo ao extremo. Em The Sims 3, as emoções eram só um complemento, mas em The Sims 4 são algo muito mais complexo.
O design dos Sims são mais cartunescos em The Sims 4
As emoções dos Sims são definidas por cores diferentes, e, de acordo com cada cor, podem ajudar ou atrapalhar em alguma ação do Sim. Por exemplo: quando um Sim não consegue chegar a tempo ao banheiro e acaba fazendo xixi na frente de outras pessoas, a cor da interface fica amarela e mostra a emoção de vergonha. As emoções são tão importantes que podem até causar a morte do Sim.
Algumas das emoções dos Sims em The Sims 4.
Em The Sims 4 as habilidades também ganharam grande destaque, no total são 19 habilidades só no jogo base, dentre elas temos: travessura, carisma, comédia, programação, fotografia, violino, mixologia, etc. Mais habilidades vieram através das expansões e pacotes de jogo.
O painel de habilidades em The Sims 4.


O Modo Construção e o Modo Compra em The Sims 4 são os mais completos da franquia. A vizinhança deixou de ser um mundo aberto para dar lugar a distritos, algo como semiaberto e que já foi visto na versão de console de The Sims 3. O acesso à vizinhança é limitado, mas o jogador ainda pode visitar outros lotes e vizinhos, com telas de carregamento quando ele for para outro distrito, visitar algum vizinho ou ir para algum lote.
O Mapa em The Sims 4.


Uma nova funcionalidade foi adicionada ao jogo: a Galeria, que permite aos jogadores acesso às criações dos outros e ao compartilhamento das próprias. São casas, lotes comunitários e Sims, incluindo até criações com conteúdos personalizados e mods, que ganharam muito mais importância nesta geração, sendo finalmente reconhecidos pelos desenvolvedores do jogo.
A Galeria em The Sims 4.


The Sims 4 foi o jogo mais inclusivo de toda a franquia ao levantar a bandeira a favor da comunidade LGBT, incluindo a criação de Sims transgêneros. Isso só mostra como o jogo estava à frente do seu tempo e quer abranger uma minoria que nunca teve muito destaque nos jogos. Recentemente a cantora drag brasileira Pabllo Vittar se tornou uma das embaixadoras do jogo. No YouTube, você também encontra vídeos feitos por criadores de conteúdo, com histórias ou paródias de clipes. Um exemplo é o canal do RaoTV, criador de Girls in The House, que é um sucesso até hoje.
Em The Sims 4 o jogador tem a possibilidade de criar Sims transgêneros.


O título teve polêmicas em seu início de vida por ter deixado algumas funcionalidades importantes de fora. A ferramenta que veio em The Sims 3, o Criar um Estilo, veio para The Sims 4, mas de uma forma diferente, possibilitando apenas a personalização dos cães e gatos.
Ferramenta Criar um Estilo em The Sims 4.


A ferramenta de criação de piscinas e os bebês logo foram adicionados com o tempo através de atualizações, além de outras coisas que a comunidade foi pedindo para serem acrescentadas ao jogo. A Maxis também ajudou a desenvolver The Sims 4, mas ela acabou encerrando as atividades de seu estúdio principal em março de 2015, e o título desde então está nas mãos apenas do The Sims Studio.
Os bebês em The Sims 4.


The Sims 4 tem, até o momento, oito expansões e 16 coleções de objetos. A novidade são os pacotes de jogo, complementos que são um misto de expansão e coleção de objetos. No total, são oito pacotes de jogo já lançados, todos com temas variados. A diferença aqui é que o pacote de jogo é muito mais focado no tema que se propõe, trazendo inovações na jogabilidade. The Sims 4 é até agora o jogo mais vendido da franquia.


A franquia The Sims também recebeu spin-offs e versões para outras plataformas. Os destaques são The Sims: Histórias da Vida (PC), The Sims: Histórias de Bichos (PC), The Sims: Histórias de Náufragos (PC), The Sims Medieval (PC) e The Sims Online (PC), mas pretendo fazer um Top 10 falando mais sobre esses outros jogos.

Alguns spin-offs já lançados na franquia.

Criando um Sim

The Sims é uma paródia da vida real, cujo objetivo é ser engraçado e leve, possibilitando assim o jogador a criar o Sim ou a casa que quiser, com a liberdade em suas mãos. No modo Criar um Sim, o jogador tem controle total na criação de seu Sim,  podendo definir o seu estágio de vida, personalidade, nome, corpo, voz, cabelo, roupas, traços e objetivo de vida. Claro que cada um dos jogos tem um modo de criação diferente, mas o objetivo é o mesmo, e as possibilidades de se criar Sims distintos são várias.
A evolução dos Sims de acordo com os jogos principais já lançados.


Os jogos também têm elementos de fantasia que são incluídos através de suas expansões ou nos novos pacotes de jogo. Já passaram pela franquia criaturas como: alienígenas, bruxas, lobisomens, fadas, plantas-Sim, sereias e muito mais. Com exceção de The Sims 1 e 2, as criaturas podem ser feitas a partir do modo Criar um Sim. Isso se tornou um plus no jogo, e a cada expansão lançada os jogadores ficam ansiosos para saber qual será a criatura adicionada.
Algumas das criaturas que já apareceram nos jogos da franquia.


Uma expansão em especial sempre é aguardada em todo jogo da franquia pelos fãs. Estou falando dos bichos de estimação, dos quais já tivemos muitas variações em cada um dos jogos principais já lançados. Em The Sims os Sims iam até o petshop e lá podiam adotar seus bichinhos de estimação; em The Sims 2, podíamos criar cães e gatos; em The Sims 3, a novidade veio com a criação de cavalos, e em The Sims 4 voltaram a ser apenas cães e gatos. O mais legal são as formas de jogar com os pets e recriar o seu pet da vida real dentro do jogo. Eles também têm suas personalidades, e em The Sims 2 até emprego podem ter.
Os bichinhos de estimação estiveram presentes em todos os jogos principais da franquia.


O idioma dos Sims é chamado de Simlish, uma mistura de ucraniano, tagalog e navajo. Muitos artistas de sucesso já gravaram suas canções mais famosas em Simlish, dentre os quais temos como destaque: Katy Perry, Natasha Bedingfield, Lady Antebellum, Lily Allen e outros mais



Falando em artistas, muitos deles já tiveram suas versões nos jogos da franquia. Hoje, The Sims 4 tem várias celebridades e figuras públicas que são embaixadores do jogo, e em The Sims 3, a cantora Katy Perry teve uma coleção de objetos lançada só para ela. Entre outros artistas, temos: Hilary Duff, Avril Lavigne, Marilyn Monroe, Christina Aguilera, Vanessa Hudgens, Millie Bobby Brown, Maisa Silva e muito mais.
Na imagem temos as versões Sim de Katy Perry, Millie Bobby Brown e Hilary Duff.

Construindo a casa dos sonhos

The Sims não se trata apenas de criar Sims. Temos à disposição o Modo Construção, que foi a porta de entrada para muitas pessoas gostarem de arquitetura e decoração, e graças ao jogo, hoje muitas delas trabalham com isso. Ele permite que usemos a imaginação na hora de construir ou decorar a casa, lote, jardim, etc.
Modo Construção do The Sims 1 ao The Sims 4.


O Modo Construção começou básico lá no primeiro jogo, e a cada novo título ele evoluiu e foi aprimorado. Tivemos criações e réplicas de outras casas e monumentos da vida real incríveis dentro dos jogos. Dentre as ferramentas já vistas na série, a Criar um Estilo é a que os fãs mais sentem falta em The Sims 4. Com ela, os jogadores têm a opção de personalizar qualquer estampa ou objeto, e ela ajudava muito na hora de deixar tudo padronizado na construção e decoração.
Exemplo de como é a ferramenta Criar um Estilo em The Sims 3.


No Modo Construção, podemos construir paredes, meias-paredes, cercas, lagos e piscinas. Uma novidade vista em The Sims 3 e introduzida em The Sims 4 é a ferramenta Diagrama, ela permite construir cômodos já prontos e acoplá-los na casa. Ela ajuda muito os jogadores preguiçosos que não querem construir nada do zero. 
Exemplo de como é a ferramenta Diagrama em The Sims 3.


Para deixar a casa bonita de verdade, temos o Modo Compra, no qual compramos tudo para a casa dos Sims. Desde a cama que ele vai dormir até a jacuzzi luxuosa, você pode deixar a casa do seu Sim do seu jeito, ou de acordo com a personalidade dele. O jogo traz diversos objetos para diferentes estilos, e o catálogo só aumenta conforme você instala expansões, coleções de objetos ou pacotes de jogo. Isso sem contar os conteúdos personalizados, que só aumentam ainda mais a liberdade do jogo, fugindo daquilo que é feito só pelos desenvolvedores.
Modo Compra do The Sims 1 ao The Sims 4.


Os Modders fizeram uma grande contribuição para The Sims, sempre colocando coisas que os desenvolvedores nunca ouviram da comunidade ou muito menos pensaram em criar. Isso só aumenta ainda mais a imersão do jogo, e existem diversos mods e conteúdos personalizados para o jogo, que vão desde objetos e roupas até um controle da vizinhança. Existem até sites que reúnem os Modders de The Sims, sendo o The Sims Resource o mais conhecido pela comunidade.
E vocês, fãs de The Sims, ou, como chamamos, Simmers, o que acham das evoluções que a franquia teve durante seus 20 anos? Na segunda parte, irei escrever sobre como funciona o modo simulação, as ferramentas de criação feitas para serem usadas como complemento fora do jogo, minhas lembranças com a franquia e o que espero do futuro dela.
Revisão: Davi Sousa 

Poderia estar dando um rolê na Epoch, ou participando do torneio Mortal Kombat, e quem sabe escapando de alguns zumbis, mas estou aqui, feliz por estar escrevendo sobre games.


Disqus
Facebook
Google