Discussão

Kingdom Hearts III (PS4/XBO): e se fosse dublado?

Kingdom Hearts nunca veio em nosso idioma, então vamos imaginar como ele seria dublado.



A importância desse trabalho de localização de jogos é inegável (muito bem colocada pelo Alexandre Galvão aqui no GameBlast) como uma ótima forma de acessibilidade. Infelizmente a Square-Enix raramente traz algo em nosso idioma, existindo suas exceções, como os textos traduzidos do Final Fantasy XV (Multi) ou a dublagem do Rise of the Tomb Raider (Multi) e sua sequência.


Infelizmente, Kingdom Hearts III (PS4/XBO) não foi um deles, não tendo nenhuma forma de tradução. O motivo para isso foi dado pelo Brendan Docherty, funcionário da Square-Enix, em uma entrevista na BGS de 2018 para a IGN Brasil. Alegando que a desenvolvedora estava focada no lançamento mundial simultâneo do título, além de conseguirem trabalhar somente com dois idiomas para vozes: o japonês e inglês, já que é difícil fazer a sincronia labial.

Nesse contexto, a seguir, imagino que vozes poderiam dar vida aos personagens dessa saga tão amada, começando pela Disney.

Spoilers à frente.

Personagens que tanto já ouvimos falar

Kingdom Hearts sempre é recheado com personagens queridos da Disney, e no terceiro título numerado da série a novidade fica para a adição dos mundos da Pixar, sem esquecer dos velhos guerreiros contra as trevas, como: Mickey, Donald, Pateta, Yen Sid, Tico e até Teco. Claro, cada um deles possui um papel para trama ou mesmo para as mecânicas do jogo, mas é óbvia a relevância de todos eles. Graças a isso, não precisamos ir muito longe para imaginar seus dubladores:
  • Mickey:
Começando pelo poderoso rei de Disney Castle, um Keyblade Master treinado pelo Yen Sid. Vimos ele em vários jogos da saga, começando pelo primeiro para o PS2, em uma silhueta logo no final do título. Sua importância foi crescendo enquanto ajudava Aqua e Riku em suas jornadas, até culminar na grande batalha contra Xehanort.



Na saga, ele começou a ser dublado em inglês pelo ator Wayne Allwine, sendo substituído pelo Bret Iwan a partir de Kingdom Hearts Birth By Sleep (PSP), quando veio a falecer por complicações em sua saúde. Já em japonês Takashi Aoyagi assumiu esse papel, quando, em novembro de 2018, Takanori Hoshino começou a trabalhar com o personagem. Aqui no Brasil atualmente é o ótimo Guilherme Briggs que empresta sua voz ao Mouse. Sendo incrível imaginar ouvir todo seu talento em algum jogo de Kingdom Hearts, já que sua atuação como Superman na série Injustice foi altamente elogiada.


  • Donald:
O pato ranzinza, mas amoroso, do mundo da Disney, é o fiel companheiro mago de Sora, o ajudando como pode em suas inúmeras batalhas. Ele apareceu pela primeira vez no Kingdom Hearts original, em uma missão, junto ao Pateta, para encontrar o portador da Keyblade, como também seu rei desaparecido, Mickey. Mesmo sempre reclamando, Donald nunca deixou de ajudar seus amigos, isso é mostrado na batalha final, quando usou todas suas forças para usar uma magia extremamente poderosa.



Suas vozes não mudaram durante os anos, sendo Tony Anselmo fazendo a inglesa e Kōichi Yamadera a japonesa. A brasileira está a cargo do Cláudio Galvan, que para Kingdom Hearts, seria a melhor escolha. Ele possui uma bagagem muito grande, trabalhando com o Donald em Ducktales, como também já fez jogos dando voz ao Kael'Thas Andassol do World of Warcraft (PC).


  • Pateta:
Companheiro inseparável do Donald e Sora, Pateta é o líder da guarda real do Disney Castle. Sempre ao lado dos seus amigos, ele é um guerreiro atrapalhado e muitas das vezes age como o otimista do grupo. A contrapartida do que o nome do personagem sugere, em Kingdom Hearts ele é o mais sábio dos três, percebendo coisas que os outros não. Ele apareceu pela primeira vez junto ao seu amigo pato no primeiro Kingdom Hearts na busca do usuário da Keyblade e do seu rei.



Ele também não sofreu alteração do seus atores de vozes, sendo Bill Farmer a inglesa e Yuu Shimaka a japonesa. Já aqui no Brasil, esse trabalho fica com Anderson Coutinho, que mesmo ainda não dublando jogos, faz uma ótima performance com o personagem nas animações e curtas da Disney, como em Mickey, Donald e Pateta: Os Três Mosqueteiros (2004). Ele também fez a voz do Henry do filme da Pixar, Bom Dinossauro (2015), ou Lin Shan, do Kung Fu Panda 2 (2011). Fazendo desse ator, perfeito para o papel.


  • Yen Sid:
Ele funciona como um grande guia e sabia da trama a partir de Kingdom Hearts II (PS2), sempre voltando a aparecer aconselhando Terra, Aqua, Sora, e até Mickey, seu aprendiz da Keyblade. Até explicando sobre os principais inimigos do jogo, como os Nobody's ou mesmo os Heartless. Mesmo não exibindo seu poder, é dito que ele é um mago extremamente habilidoso.



Sua origem veio do inovador filme Fantasia (1940) da Disney, como professor de magia de Mickey. Na série Kingdom Hearts ele é interpretado pelo Corey Burton na língua inglesa e Takashi Inagaki para a japonesa. Infelizmente aqui no Brasil o personagem não possui um dublador oficial, então podemos imaginar algumas vozes assumindo esse papel, como: Carlinhos Silveira, um veterano de dublagem, conhecido pelo seu trabalho com Shaka de Virgem dos Cavaleiros do Zodíaco, ou mesmo Senhor Kaioh do Dragon Ball Super; Luiz Antônio também seria ótimo, lembrado por fazer o Piccolo do Dragon Ball e Dr. Gregory House da série House. Ambos trazem um grave na voz que combina muito com Yen Sid.



Muitos filmes da Disney e Pixar estão dentro de Kingdom Hearts III, e boa parte dos seus personagens estão ali, com seus atores originais interpretando-os. Então seria claro imaginar que seus respectivos dubladores voltassem para esses papéis: Érika Menezes como Anna; Taryn Szpilman como Elsa; Alexandre Lippiani como Woody; Guilherme Briggs como Buzz; entre muitos outros.

Kingdom Hearts

O número de personagens nesse Kingdom Hearts III é realmente expressivo. Na batalha final, por exemplo, existem 12 heróis, divididos em trios muitas das vezes, como: Sora, Kairi e Riku; Ventus, Aqua e Terra; Lea, Xion e Roxas; entre alguns outros. Para compensar isso, existem 13 inimigos principais liderados pelo Xehanort: Ansem, Xemnas, Young Xehanort, Riku replica, Terranort, etc. Infelizmente não mostrarei todos aqui, mas segue abaixo alguns dos mais relevantes.
  • Sora:
O principal personagem de toda a trama de Kingdom Hearts. Ele é um menino inocente, dedicado em proteger o mundo e seus amigos com sua Keyblade. Apareceu em quase todos os jogos da série, começando pelo original. Ele se tornou extremamente poderoso ao vencer Xemnas no II, mas após falhar no Mark of Mastery, ele perdeu boa parte dessas habilidades, obrigando-o a procurar ajuda para recuperar sua força. Até isso o levar na batalha contra Xehanort no isolado mundo Keyblade Graveyard.



Haley Joel Osment lhe empresta a voz em inglês, enquanto Miyu Irino a japonesa interpreta todas a partir do II, quando Sora está mais velho. Nessas circunstâncias, imagino algumas vozes para o personagem: Charles Emmanuel, dublador mais conhecido pelos trabalhos em Harry Potter, como Rony, ou Ben 10 como Ben. Sua voz jovem combina perfeitamente, e essa seria minha primeira escolha; Pedro Alcântara seria a minha segunda. Ele já deu uma palinha de como seria sua voz no Sora, dublando como fã no canal “E Se Fosse Dublado?”, ficando bem próximo da entonação do original, talvez menos agudo, o que não torna um problema. Ele é conhecido por ser Coby de One Piece, como também ser o diretor da dublagem do filme Bleach lançado na Netflix em 2018.


  • Kairi:
Ela não é muito desenvolvida nesses jogos, mas tem grande importante para a trama, por ser uma das princesas da luz no primeiro Kingdom Hearts. Depois de ser salva pelo Sora algumas vezes, ela se torna aprendiz de Yen Sid para conseguir ser uma había usuária da KeyBlade, e lutar contra Xehanort e seus seguidores. Mesmo ainda não sendo muito bem trabalhada, Kairi promete voltar muito mais imponente na DLC Remind, sendo até controlável em algum momento.



Alyson Stoner é a dona de sua voz na língua inglesa, substituindo Hayden Panettiere a partir do II, já a japonesa é feito pela Risa Uchida. Minha primeira opção para o nosso idioma é a voz da carismática Pamella Rodrigues, que traz um tom feminino e meigo do jeito que a personagem pede. Ela é conhecida por fazer a Princesa Jujuba da animação Hora de Aventura, Lulu de League of Legends (PC); Luisa Palomanes seria minha segunda, sua voz também funcionaria muito bem. Ela é conhecida por interpretar a Hermione da série de filmes do Harry Potter, como também fez a Tracer de Overwatch (PC).


  • Riku:
Desse trio, ele talvez seja o mais poderoso, mas nem sempre trilhou os caminhos da luz. No game original ele se junta aos vilões, até Sora o lembrar da sua bondade. Com isso resolvido, Riku continua sua jornada, até se tornar um Mestre das Keyblades após vencer e salvar seu amigo da organização de Xehanort. Isso o levou a tentar salvar Aqua e ao Keyblade Graveyard para a batalha final.



Para lhe dar voz, eles deram o trabalho para David Gallagher na língua inglesa, e para Mamoru Miyano na japonesa. Para a brasileira não consigo pensar em ninguém melhor que Robson Kumode para o papel. Ele é responsável pela atuação do Sasuke do Naruto, por exemplo, um personagem com uma narrativa parecida, e um tom de voz muito semelhante ao Riku. Ele também é conhecido por ser o dublador do Glenn da série The Walking Dead, e do Hiro do filme Operação Big Hero (2014).


  • Aqua:
Uma grande amiga de Ventus e Terra, ela foi a única que passou no Mark of Mastery e conseguiu o título de mestre. Após uma grande traição de Xehanort, ela perde seus amigos em uma grande batalha. Agora que está de volta, ela ajuda a recuperar Ventus e eliminar a escuridão de Terra, seguindo então para a luta final contra as trevas. Ela surgiu pela primeira vez em Birth by Sleep (PSP), como uma das personagens jogáveis, e se tornou a protagonista em seu próprio jogo, em 0.2 Birth by Sleep – A Fragmentary Passage (PS4).

Willa Holland faz sua voz em inglês, enquanto a Megumi Toyoguchi a japonesa. Também não consigo imaginar muitos dubladores interpretando ela além da Mariana Torres. Sua voz encaixa perfeitamente com o ar melancólico que originalmente ela tem, até lembrando uma de suas personagens a Ravena da série Jovens Titans. Ela também é conhecida pelos seus trabalhos com heroínas, ela também a voz da Feiticeira Escarlate nos filmes dos Vingadores, e Lara Croft do recente longa do Tomb Raider.


  • Xehanort:
Um grande mestre que sucumbiu às trevas, até sendo capaz de fazer experimentos com Ventus, seu aprendiz, dividindo seu coração. Tudo isso para criar uma arma capaz de abrir o Kingdom Hearts, a χ-Blade. Nesse período ele foi parado pelo trio da Aqua, mas a um preço muito alto, de perder seus amigos. Agora de volta, ele pretende usar os 7 guerreiros da luz lutarem contra os 13 das trevas, para o Kingdom Hearts aparecer, e ele abri-lo. Ele apareceu pela primeira vez em Birth by Sleep como um personagem amigável, até mostrar suas verdadeiras intenções.



Sua voz em inglês é do inesquecível Leonard Nimoy, o Spok de Star Trek, isso foi até Dream Drop Distance (3DS), quando foi substituído pelo Rutger Hauer, que fez o III. Pois Limoy veio a falecer em 2015. O mesmo aconteceu com sua voz japonesa, começando pelo Chikao Ōtsuka, até o 3D, e seguindo pelo Akio Ōtsuka no III, após sua morte em 2015 também. Já a brasileira, eu imagino duas vozes para o papel: começando pela minha primeira opção o ótimo Gilberto Baroli, sua voz mais aguda lembra muito de Xehanort, e esse não seria seu primeiro vilão, já que ficou a cargo do Saga de Gêmeos do CDZ; Márcio Seixas faz o Nimoy na redublagem da série clássica, na entonação certa, essa também seria uma perfeita escolha. Ele trabalhou no último jogo do Injustice, reprisando seu personagem Batman.



Talvez nunca descobriremos como seria de verdade a dublagem de algum jogo do Kingdom Hearts, mas é divertido imaginar as possibilidades. Lembrando que essa lista engloba a minha opinião não profissional sobre o assunto, então digam vocês nos comentários, quais seriam suas escolhas de dubladores para esses personagens tão queridos, e para os muitos outros que estão faltando.

Revisão: Henrique Moreno

Escreve para o GameBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.


Disqus
Facebook
Google