Game Music

Michael Jackson Moonwalker: os maiores hits do rei do pop em 16-bits

Relembre as canções que embalaram o rei do pop pelos cenários mágicos de Michael Jackson’s Moonwalker.


Vai dizer que você nunca se viu improvisando uns passos de dança enquanto ouvia Billie Jean tocar? Ou que jamais tentou fazer um Moonwalker? Pois é, as canções e os movimentos do rei do pop ficarão eternizados na memória coletiva por longos anos. Esse sucesso todo não é por acaso, polêmicas e comportamentos estranhos a parte, temos uma discografia que beira a perfeição, com grandes canções em diversos gêneros, tocadas por nomes influentes da indústria musical. E é em Michael Jackson’s Moonwalker que vemos o melhor momento musical do cantor refletido naquele som característico do Mega Drive, típico da geração 16-bits.

O som dos anos 80

Ah, a década de 1980, tempo de grandes filmes e de canções inesquecíveis. Época em que a TV e o cinema ditavam as regras, do comportamento à moda. Contudo, quando nos remontamos aos anos das batidas eletrônicas, uma figura surge deslizando e reluzindo em nossas memórias. Falo de Michael Jackson, o rei do pop, artista que transformou para sempre a indústria do entretenimento musical e a forma como vemos e ouvimos música. Foi nesta década que o astro pop viveu seu momento áureo, cravando seu nome definitivamente entre os maiores da música com canções extraordinárias e videoclipes arrasadores.

Foi uma década de domínio e influência do cantor de Thriller na cultura pop. De jaquetas vermelhas a luvas e meias brilhantes, o estilo Michael Jackson fez sucesso entre os jovens.


Dono de uma carreira vigorosa na música, começando desde muito pequeno com os Jacksons 5, é durante a década de 1980 que o cara tem seu período áureo de genialidade musical.  A primeira metade desse período é marcada pelos mega hits do álbum Thriller, o disco mais vendido da história. Sucessos como Thriller, Billie Jean e Beat It colocam MJ no topo das paradas. Na segunda metade da década, por sua vez, Michael não deixa a peteca cair e lança inúmeros hits que chegaram ao topo dos charts mais importantes do mundo, como: Bad,  Smooth Criminal,  The Way You  Make Me Feel e Another Part of Me.

É justamente nesse invejável período de genialidade que Michael Jackson’s Moonwalker está encaixado na cronologia musical do rei do pop. Aqui mesmo no Blast você já conferiu um pouco mais sobre o aclamado game do rei do pop no Mega Drive e como poderia ser um remake dessa obra marcante da geração 16-bits.

Invadindo os videogames

O lendário cantor, além de ter mantido laços estreitos com o cinema, foi conhecido também pela sua paixão pelos games.  Fã declarado de um bom videogame, Michael Jackson é protagonista de uma das maiores polêmicas/lendas do mercado de jogos eletrônicos. Sua participação na trilha de Sonic 3 é um dos mistérios
misteriosos que vão demorar para sair da lembrança dos amantes do ouriço azul e do rei da dança.


Polêmicas a parte, Michael Jackson tem a sua própria trilha sonora nos games. Em Moonwalker, game baseado no filme de mesmo nome, a ação é embalada por o que de melhor se ouviu dele naquela década. Esqueçam as limitações técnicas da época e aproveitem a viagem ao som dos maiores clássicos da carreira do cantor.

Another Part of Me


Embalando a fase da floresta, a canção tema da trilha do filme Captain EO da Disney é eletrizante. Aqui os sintetizadores MIDI são levados ao limite para reproduzir a bateria alucinante e os vocais agressivos típicos da canção original do álbum Bad. Essa mistura de teclado e batidas rápidas dita o ritmo das fases. A música original é uma aposta pessoal do compositor Quincy Jones, produtor da canção, que a colocou no disco pouco antes do fechamento oficial da traclist. Não preciso dizer que foi um sucesso absoluto.

Bad


Presente nos créditos do game e nos momentos de ataques especiais, a canção título do álbum de 1987 é pura energia. Mesmo com os teclados e batidas substituindo os fantásticos vocais, não perdemos em energia. É quase impossível resistir na hora refrão. Mas se você pensava que a famosa frase iria ficar de fora, enganou-se. “Who’s bad?” pode ser ouvida constantemente no jogo. Aqui os anos 80 estão presentes como em nenhum outro momento.


Beat It


Nada mais adequado para ser trilha das ruas sujas de Moonwalker empestadas de gangster do que Beat It. Uma mistura perfeita entre pop e rock, dona de um dos riffs mais famosos de todos os tempos, Beat It é pura energia e agressividade. O ritmo não diminui em momento algum, deixando o jogador com a sensação de encarar os próprios bandidos dançarinos do clipe. Ligue a sua guitarra e tente reproduzir o solo de Eddie Van Hallen que os chips do Mega não conseguiram.


Billie Jean


A introdução de Bateria e baixo vai fazer você largar o controle e arriscar uns passos antes de enfrentar as cavernas cheias de zumbi. Como um desabafo pessoal, a canção começa vagarosamente até atingir seu ápice no refrão, alternando bateria, teclado e a linha de baixos que dá cara à canção.


Thriller


A trilha favorita dos zumbis está presente no game, mas apenas como tema dos movimentos especiais de ataque, nos quais colocamos os inimigos para dançar os passos que deram vida à versão lobisomem de Michael Jackson.


Smooth Criminal


A abertura do jogo é a mais icônica possível. Ao entrar no Club 30 e jogar a moeda na jukebox, somos levados para dentro do filme Moonwalker com a incrível Smooth Criminal. Aqui os baixos assumem as rédeas e nos levam para o clima dos anos 80. Anne, você está bem?


Digno de um rei?

Mesmo com toda a limitação técnica e poder reduzido dos chips sonoros do Mega Drive que somados à falta de espaço dos cartuchos, não eram capazes de reproduzir os vocais das canções, temos, no game, versões simplificadas das complexas e bem arranjadas canções originais.


A trilha de Moonwalker parece não ter agradado o rei do pop da mesma forma que os fãs. Famoso pelo perfeccionismo, Michael Jackson não deve ter gostado de ouvir suas maiores canções com tanta perda de qualidade. Uma prova disso é a falta do seu nome nos créditos de Sonic 3, lançado alguns anos após o sucesso de Moonwalker, onde se justifica que o cantor não teria aprovado o resultado final quando ouvia suas canções tocando no console da Sega.

Pode não ser mais atrativo nos dias de hoje, mas essa compilação de sucessos do maior artista da década fez muito sucesso quando ouvida pela primeira vez pelos felizardos donos de um Mega. Caracterizando bem as batidas de bateria eletrônica, teclados e refrãos que grudam eternamente, temos aí o som dos anos 80. Muitos foram os que se tornaram fãs de carteirinha do astro pop quando ouviram pela primeira vez aquelas melodias, principalmente numa época que não era comum ouvir músicas licenciadas em jogos de videogame.

Revisão: Luigi Santana
Capa: Diego Migueis






Escreve para o GameBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.


Disqus
Facebook
Google