Hands-on

Comendo fantasmas em um mundo novo! Testamos a volta de Pac aos consoles no novo Pac-Man and the Ghostly Adventures!

Pizza sempre foi um de meus pratos favoritos. Principalmente quando ela sabe como dar conta de fantasmas. Pac-Man sempre foi um dos meu... (por Unknown em 16/08/2013, via GameBlast)

Pizza sempre foi um de meus pratos favoritos. Principalmente quando ela sabe como dar conta de fantasmas. Pac-Man sempre foi um dos meus personagens favoritos no mundo dos videogames, pois marcou a minha infância de tal forma, que me lembro até hoje e com muitos detalhes de vários momentos de jogatina vividos ao lado deste personagem.

Assim como o ocorrido com a versão definitiva de Naruto Ultimate Ninja Storm 3 Full Burst, também tivemos a oportunidade de jogar o tímido Pac-Man: Ghosty Adventures e, juntamente de meu colega designer, Hugo Henriques, que terá participação direta nesta matéria, traremos ao leitor nossas impressões sobre o jogo!

(O conteúdo tratado nesta matéria é referente a um título ainda em desenvolvimento, ressalto que a versão final pode sofrer alterações).

Pac-Man está de volta!


A volta do Come-Come é marcada com algumas mudanças que podem acabar surpreendendo os antigos fãs da série. E asseguro desde já que não são poucas. O que acabou chamando bastante atenção foi o fato dele não quicar no chão quando pula, não concentrar poder na mão para atirar e nem acelerar até rolar, como fazia antigamente.

Isso tudo pode ser explicado de uma forma bem simples: o personagem que controlamos no jogo não se trata de Pac-Man, aquele que controlávamos na série World, mas sim de seu filho, Pacster, o último dos “Pac” amarelos!

O game é, na verdade, baseado na nova série animada da franquia, esta que já concluiu a primeira temporada de exibição nos EUA e que chegará em outubro no Brasil, provavelmente junto ao game, sendo que este não terá nenhuma relação com a série World.

Sim, ele "guarda" os membros.

Onde há “Pacs”, há Ghosts!


O que não pode faltar, em hipótese alguma, em um jogo de Pac-Man são, obviamente, as bolas e os fantasmas. Trazendo de volta Inky, Blinky, Clyde e Pinky, a clássica Gangue Fantasma, o novo universo se passa em Pac-World, onde vivem os diversos Pacs de diferentes cores.

Antes aprisionados em Netherworld, fantasmas, robôs e goblins se libertaram e invadiram Pac-World. Com o mundo beirando o caos, cabe a Pacster e seus amigos, Spiral e Cylindria, protegê-lo, comendo (literalmente) as criaturas.

O enredo do jogo será totalmente baseado na série animada, com isso, vários elementos vistos na série estarão presentes no jogo, como o Cherry Copter e o Pineapple Tank, ambos pilotáveis.

Da esquerda para a direita: Pacster, Spiral e Cylindria.

Super Pac World...?


Dentre as grandes novidades que o jogo traz à franquia estão as novas Power Fruits, que são uma nova versão das clássicas Power Pellets, agora coloridas e nomeadas como frutas da chamada Tree of Life, uma árvore antiga que fornece frutas com poderes especiais para Pacster ao longo do jogo, alterando também a sua aparência. Algo como os power-ups de Mario. Essas frutas ficam espalhadas pelo cenário assim como as bolinhas, semelhante ao que víamos no antigo Pac-Man World.

Pudemos testar a forma de fogo, que nos dá a habilidade de lançar bolas de fogo, destruir objetos congelados e que nos permite lutar contra certos fantasmas, a forma de camaleão, que pode deixar Pacster invisível durante um certo tempo para que ele surpreenda ou evite os inimigos, além de permitir que ele estique a longa língua, para comer os fantasmas e objetos ou para ser usada como gancho a uma certa distância, e a mais interessante delas, na qual ele se transforma numa pedra gigante e o jogo assume uma mecânica à lá Monkey Ball.

Infelizmente, não tivemos a chance de testar todas as formas, como a magnética e a de gelo, já apresentada nos trailers e imagens do game, e nem mesmo os veículos, os quais já foram citados.

Tudo isso junto está amarrado a uma jogabilidade muito bem feita, que mesmo estando ainda em fase de testes, deixa claras referências de que foi inspirada na franquia do encanador mais famoso do mundo, Mario, mais especificamente em Super Mario Galaxy 2. Outra prova disso é a tela de seleção de missões, que é quase idêntica à de SMG2, mas já fomos informados de que ela será alterada.

E eu achando que estava com frio.

Sem manchar a imagem


Pac-Man and the Ghostly Adventures possui cenários amplos e bem trabalhados, todos baseados na nova série de animação, servindo de ambientação para sessões de pulos e andanças, que se alternam com momentos de combate contra outros fantasmas e resolução de pequenos, fáceis e, em certos momentos, repetitivos puzzles.

O jogo parece cumprir o que é proposto para ele ser, ou seja, uma aventura em plataforma 3D interessante voltada para o público infantil. Tanto que seus puzzles são facílimos e seus gráficos são exageradamente cômicos, mas ainda assim muito detalhados e bem feitos.

Não é um jogo dos mais inovadores, mas passa longe de ser algo que possa manchar a imagem da franquia, como já foi feito com vários personagens e mascotes de outras franquias.

Haverá também os clássicos mini-games já presentes na franquia World, que estarão de volta em meio ao jogo, com mapas em formas de labirintos e acompanhados de um modo multiplayer, mas ambos não estavam disponíveis. Contudo, até onde fomos informados, o modo multiplayer suportará jogatinas entre até quatro jogadores online tanto no modo competitivo quanto no cooperativo. Não há informações sobre quantos ou quais personagens estarão jogáveis.

“Apesar da proposta infantil que o jogo apresenta, Ghostly Adventures consegue entreter o jogador através da sua diversidade de poderes e mecânicas, algo que evita a repetitividade quase que inerente a títulos do gênero focados no público infantil. E mesmo que alguns comandos sejam de execução um pouco frustrante, como é o caso do que é utilizado para comer as berries, as frutas do jogo, e apesar do uso não muito criativo dos poderes, o novo game do Pac-Man consegue brilhar por breves momentos e cumprir o que se propõe a fazer. Resta saber se as mecânicas que não nos foram apresentadas (controles de veículos, minigames, novos poderes e multiplayer) adicionarão valor o suficiente para que valha a compra.” (Hugo Henriques)

A nova aposta da Namco Bandai com o novo game dos 6/8 de pizza mais famosos do mundo promete e muito, tanto para as crianças quanto para os velhos fãs da franquia World, que podem estar sentindo falta de um bom jogo da franquia já há algum tempo, do mesmo modo que eu estou.

Imagino o gosto que eles têm.

Pac-Man and the Ghostly Adventures será lançado com legendas em português no próximo dia 29 de outubro, para PlayStation 3, Xbox 360, PCs (Steam) e Wii U, sem funcionalidades exclusivas para nenhuma plataforma. Uma versão para o 3DS também está em desenvolvimento, sendo que nesta versão o jogo será um sidescrolling 2.5D.

Colaboração: Hugo Henriques
Revisão: Samuel Coelho

Escreve para o GameBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.


Disqus
Facebook
Google