Top 10

"Doom runs on everything": as formas mais curiosas de jogar o rei dos shooters

Ainda não fizeram rodar em uma torradeira...



Aqui está um problema que ninguém nunca teve: "eu gostaria de jogar Doom, mas não tenho como". O jogo já transcendeu o rótulo "multiplataforma": seja um SNES, um PC com Windows 95, um Raspberry Pi, seu celular (Android, iOS e até mesmo Windows ou Blackberry), um Commodore 64, ou qualquer console lançado nos últimos 20 anos, com certeza há em sua residência algum hardware capaz de rodar o clássico de 1993.

O que talvez você não saiba é que Doom é um dos jogos favoritos de hackers para fazer rodar em qualquer coisa. De carros a relógios, o ditado é o seguinte: se tem um processador e uma tela, roda Doom.

10 — Piano


Apesar do incrível trabalho feito com este piano, a modificação foi relativamente simples: há um computador rodando Doom acoplado ao instrumento e as teclas ganharam sensores para servirem como comandos do jogo.

9 — MacBook Pro touch bar


A última geração de laptops da Apple incluem uma tela secundária próxima ao teclado para incluir atalhos e outras funcionalidades especiais. Um aspecto interessante da tela é que ela conta com um processador próprio encarregado de exibir essas ferramentas e, com o procedimento correto, é possível instalar programas diretamente nele. Naturalmente, Doom foi um desses programas, mas infelizmente a imagem fica um pouco distorcida.

8 — Kodak D260


Nem preciso mencionar que câmeras modernas são capazes de rodar o game, certo? Mas talvez seja impressionante saber que a Kodak D260, de 1998, chegou lá antes. Uma câmera digital com míseros 1.5 megapixels pode não tirar ótimas fotos, mas quem precisa disso quando podemos matar demônios?

7 — Apple Watch


Doom no relógio, por que não? Talvez a falta de qualquer tipo de comando além de toques que obstruem a tela toda? Isso pode ser um problema para nós mortais, mas com certeza não vai impedir o Doom Guy de lidar com os soldados do inferno.

6 — iPod Classic


Talvez "consegue rodar Doom?" fosse uma das perguntas favoritas do Steve Jobs, pois parece um pré-requisito para qualquer gadget da Apple. No longínquo ano de 2006, Doom já rodava no iPod Video, o segundo modelo da linha com tela colorida. Só faltou poder ouvir a icônica trilha sonora ao mesmo tempo.

5 — Impressora


Eu detesto impressoras, mas se a minha tivesse uma tela, provavelmente concordaria que o melhor uso dela é rodar uma versão com cores esquisitas de Doom. Se a sua não tem, é possível subverter expectativas e fazer seus componentes tocarem a trilha sonora do game.

4 — Caixa automático


Se você tivesse acesso completo ao sistema operacional de um caixa automático de banco, o que faria? A resposta talvez seria "obter todos os dinheiros", mas a correta é: "fazer rodar Doom". Pelo menos o caixa tem botões suficientes para permitir que o game seja jogável.

3 — Osciloscópio


Este é para os engenheiros entediados de plantão. Você podia estar medindo sinais elétricos, mas é muito mais produtivo jogar Doom.

2 — Porsche 911


Muitos carros modernos vêm com computadores de bordo para lidar com funcionalidades como GPS e multimídia. Com ferramentas simples, é possível acessar o modo de testes do seu Porsche 911 e fazê-lo rodar, é claro, Doom, usando o volante, a caixa de câmbio, o acelerador e a buzina como comandos.

Por favor, não faça isso.

1 — Doom


O que acontece quando você encontra um computador rodando Doom dentro de Doom? Bem, você roda Doom no Doom. Será que é possível rodar Doom no Doom do Doom?
Renan Greca Quando não está ocupado sendo diretor, redator, newsposter, podcaster e RP do GameBlast, Renan Greca gosta de jogar videogames. Às vezes, lembra de focar em seu mestrado também.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook