Jogamos

Análise: Oh...Sir!! The Insult Simulator (PC) é um divertido simulador de insultos britânicos

Simulador de insultos traz humor em ofensas elegantes e contemporâneas.

Simuladores. Houve um tempo que essa palavra designava jogos complexos e com mecânicas difíceis. Games que buscavam uma experiência próxima da vida real, seja em pilotar um avião ou dirigir um carro. Contudo, o gênero tem se ampliado e jogos com os mais diversos temas têm se apropriado dos simuladores para trazerem narrativas divertidas e leves, como simuladores de cabra, zumbis ou ursos. Neste cenário está Oh...Sir!! The Insult Simulator (PC) da Vile Monarch, um simulador de insultos.


O jogo da produtora indie polonesa traz um simulador hilário de insultos elegantes. Você imaginou que o game teria ofensas com palavras de baixo calão? Não mesmo, Oh...Sir!! The Insult Simulator é composto por uma seleção de insultos formais e polidos regados a elementos da cultura pop contemporânea.

Discussões ao estilo britânico

Discussões acontecem em qualquer lugar e este é o mote de Oh...Sir!! The Insult Simulator. O jogo não possui uma história central que conecte todos os personagens, mas é feito de momentos de ataques verbais em diferentes situações. Os debates acalorados podem ocorrer em diversas situações inusitadas, desde um lugar na primeira classe de um trem ou por um assassinato no meio de um parque da cidade. Cabe ao jogador escolher o cenário onde se dará a discussão e a história se desenrolará.

Os insultos envolvem uma série de palavras formais do estilo polido britânico e outros elementos hilários, como ornitorrincos, flatulência, frutas ou chá. Além destas opções, há referências ao cenário do cinema, literatura e tecnologia atuais como ofender seu oponente falando mal de seu James Bond favorito, questionando seu senso de estilo baseado em Pokémon GO ou acusá-lo de ainda usar o Windows Vista. A dublagem no inglês britânico também enriquece o trabalho do jogo, causando maior impacto no momento das discussões devido ao sotaque britânico inconfundível dos personagens.


Interface divertida e engraçada

Além de todo o humor dentro do gameplay, Oh...Sir!! The Insult Simulator apresenta toda uma interface personalizada para o estilo cômico do simulador. Vai sair do jogo? O game lhe pergunta se você se sentiu ofendido com o simulador e saiu por medo de jogar. Vai optar por um modo de jogo diferente? O game lhe incentiva a insultar seu computador. Este tipo de personalização é um detalhe engenhoso e que contribui significantemente para rir com o simulador.

Nada escapa ao bom-humor de Oh...Sir!! The Insult Simulator, os gráficos em estilo pixel fazem praticamente uma caricatura dos modos de vestir e do comportamento britânico. A arte realça chapéus, vestidos, ternos e outras características do vestuário formal típico europeu, inspirado no século XIX. Nem os nomes dos personagens escapam do simulador, que coloca sobrenomes enormes e impronunciáveis para alguns dos heróis jogáveis.


Pouca variedade e muita repetição

Apesar de todas suas qualidades no sentido humorístico, Oh...Sir!! The Insult Simulator peca no quesito variedade de opções na mecânica de jogo. O número de insultos e diálogos é muito baixo, jogando apenas duas ou três vezes você já consegue decorar as sequências e opções de ofensas, tornando as discussões previsíveis e tediosas. As tramas que iniciam os insultos igualmente fracassam na variação, cada cenário possui apenas um enredo que se alterna entre os personagens escolhidos, alguém sempre começa a discussão e o outro responde, e vice-versa.

O número de personagens jogáveis também é pequeno e contribui para uma alienação das discussões, sempre em torno das mesmas pessoas, nos mesmos cenários e pelos mesmos motivos. O simulador faz rir num primeiro momento, mas com poucas partidas ficamos entediados com as mecânicas repetidas e monótonas. Oh...Sir!! The Insult Simulator é um jogo engraçado e que entretém por um pequeno período, contudo facilmente ficará esquecido na sua biblioteca de jogos.


Prós

  • Engraçado e divertido.

Contras

  • Histórias fixas que se repetem continuamente;
  • Mecânica repetitiva;
  • Poucas opções de diálogos;
  • Poucos cenários;
  • Poucos personagens.
Oh...Sir!! The Insult Simulator — PC/Mobile — Nota: 5.5
Versão usada para análise: PC

Revisão: Ana Krishna Peixoto
Karen K. Kremer é mestre jedi em história pela UEPG. Viajante do tempo e cinéfila, considera Quantum Break uma obra-prima. Cresceu fazendo Meteoro de Pégasos e jogando videogame. Apaixonada por literatura, ilustração e dinossauros. Diz a lenda que com um bat-sinal no DeviantArt., MGC. ou Twitter. ela aparece.

Comentários

Google+
Facebook


Podcast

Ver mais

No Facebook

Ver mais