Alpha de World of Warcraft: Legion está disponível

Uma versão inicial já pode ser jogada por alguns (poucos) sortudos...

De acordo com posts em redes sociais e nos fóruns oficiais do World of Warcraft, uma versão alpha de World of Warcraft: Legion está disponível para alguns membros da comunidade do game.
Todos abordo do trem do hype!

World of Warcraft: Legion é a sexta expansão do MMORPG de mais sucesso do mundo. Anunciado no começo de novembro, na Blizzcon de 2015, e prevista para ser lançada no meio do ano que vem, Legion traz entre as diversas novidades ao game o lançamento de uma nova classe heróica, os Caçadores de Demônios; um novo continente a ser explorado, as Ilhas Partidas; e novas armas lendárias com habilidades e especializações incríveis, as armas Artefatos.

De acordo com o usuário Chequer, um dos sortudos que recebeu acesso antecipado, esse alpha foi disponibilizado apenas para amigos e familiares dos desenvolvedores, bem como para alguns membros notáveis da comunidade, principalmente streamers. Previsto para sair no decorrer desta semana ou até o começo da próxima, o lançamento antecipado do alpha pegou muitos de surpresa.

Screenshot postada nas comunidades de WoW prova o lançamento do alpha
Uma versão alpha de um jogo é, por definição, uma versão incompleta, em estágios iniciais de desenvolvimento. De fato, aparentemente o cliente que foi disponibilizado hoje para os jogadores é o mesmo que foi usado na Blizzcon, que contém apenas a sequência inicial de missões dos Caçadores de Demônios. Não há notícias em relação à disponibilização dos primeiros mapas das Ilhas Partidas ou das missões que levarão à obtenção dos Artefatos.

Até o momento, a Blizzard ainda não se pronunciou oficialmente sobre o lançamento do alpha.
Gabriel Simonetti é programador, game designer e escritor. Trabalhou em desenvolvimento e tradução de jogos, mas agora prefere só jogar mesmo. Fã incondicional da série Zelda, também atua como desenvolvedor e redator no Hyrule Legends e no GameBlast. Pode ser encontrado no Facebook e Twitter.

Comentários

Google+
Facebook


Podcast

Ver mais

No Facebook

Ver mais