Jogatina de FDS #11: o que estamos jogando

Confira o que a equipe GameBlast está jogando nesse final de semana.

Dessa vez não tem feriadão prolongado pra nos acompanhar, mas os nossos jogos favoritos continuam a nos fazer companhia. Veja o que nós da equipe do site pretendemos jogar.

Lucas Pinheiro Silva

Redator, representante público, podcaster, apresentador, diretor de redação e RP, office-boy e cara do cafezinho.

Após passar cerca de três semanas jogando Adult Life: Game of the Millennium Edition, aproveitarei o final de semana para descansar e jogar coisinhas leves e sem compromisso. Pretendo satisfazer-me com o já costumeiro Sid Meier’s Civilization V com os amigos (turno!) e brincar de casinha no clássico The Sims 3, ambos em meu PC.

Quando estiver longe do computador, jogarei Phoenix Wright: Ace Attorney — Trials and Tribulations em meu iPad. Esse é o único game da trilogia original de nosso advogado favorito que ainda não terminei, um pecado que pretendo redimir o mais rápido possível.
Objeção!!!

Ítalo Chianca

Redator

O final de semana será dividido entre plataformas e tiros intergalácticos. Seguindo a indicação de Pedro Vicente, colega de redação, resolvi iniciar minha jornada em Ori and the Blind Forest, no Xbox One. Comecei o jogo durante a semana, mas me dedicarei a exploração dessa belíssima obra durante o final de semana. Aliás, vocês precisam jogá-lo. O título é o equilíbrio perfeito entre exploração, ação, plataforma e visuais encantadores.

Após completar as aventuras de Ori, vou encarar as primeiras missões de Master Chief em Halo: The Master Chief Collection. Depois de concluir Halo 5: Guardians recentemente, bateu aquela vontade de re-jogar os títulos anteriores. E nada melhor do que refazer a história em alta definição com as remasterizações da coletânea.
Ops, Mestre Chefe errado!

Vinicius Eleno

Redator que nunca termina os jogos que começa

Muito trabalho a ser feito nesse final de semana. Coloquei como meta pessoal fechar Mad Max ou Dragon Age: Inquisition antes de qualquer nova aquisição para PS4. Os dois são ótimos jogos, porém sempre que começo a avançar rumo ao final de alguma das histórias, acabo  começando algum jogo novo ou voltando a algum outro da minha extensa coleção de coisas que comecei e nunca terminei. E assim fico em um ciclo interminável, que tende a piorar ainda mais com minhas pretensões de comprar novidades como Fallout 4, WWE 2K16, NBA 2K16 e Need for Speed durante a semana que vem. E mesmo me esforçando nessa meta, me conheço o suficiente para saber que vou acabar parando algum dos dois e jogando Monster Hunter 4 no 3DS ou algum dos jogos dentro de Uncharted: Nathan Drake Collection. E aí chega a semana que vem e compro algum dos jogos sem terminar nada. Sempre faço isso mesmo…
É curtinho.

Flávio Augusto Priori

Redator

Nesse fim de semana que virá pretendo me dedicar ao remake do primeiro Resident Evil, que peguei nessas promoções de Halloween. Não joguei o original então, apesar de saber o plot, resolver os quebra-cabeças, a pouca munição e os saves limitados vai ser um belo trabalho. Alias, essa nova versão é muito bem feita.

Fora isso, continuo minha saga no PS Vita com Uncharted: The Golden Abyss e Gravity Rush. Agora, com mais tempo, eles realmente engrenaram, são jogos bem divertidos. E fecho que Heroes of the Storm, na minha escalada nas ranqueadas
"Dota 2 ou LoL?" Nenhum dos dois.

Gisele Henriques

RP e tô no Live Blast...

Essa semana, ainda estou em um espírito de Halloween meio retrô, então vou de Plants vs. Zombies Garden Warfare do Xbox One… quero muito a próxima versão do jogo, então é melhor ir testando como anda minha mira matando uns zumbis meiguinho. Nos meus amados mobiles, evoluindo no Neymar Jr. Quest (viciei), e em homenagem ao dia 05/11 (sim, “eu me lembro do cinco de novembro…”) e vou baixar o V de Vinagre, da Flux Game Studio. No mais, So Many Me!! e Mortal Kombat X já fazem parte do meu dia a dia. Ah, pra quem também ama mobiles, iniciativas de responsabilidade social e desenhos animados, uma dica é o app “Chega de Bullying” do Cartoon Network, bem instrutivo!! ;)
Jogar ou não jogar, eis a questão!

E você, querido leitor, o que pretende jogar?
Lucas Pinheiro Silva é analista de sistemas web por profissão, gamer por vocação. Tem grande interesse em game e level design, o que o levou a escrever para o GameBlast. Em seu Facebook e Twitter também fala de outras coisas, como HQs, música e literatura.
Este texto não representa a opinião do GameBlast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Facebook


Podcast

Ver mais

No Facebook

Ver mais