Blast Track: Reset (Okami)

Faixa: Reset. Jogo: Okami. Composição: JUN. Letra: TAK & BABY. Arranjo: Nobuyoshi Takeshita. Vocal: Ayaka Hirahara


Okami é um desses excelentes jogos que a crítica adora, mas que não venderam tão bem e por isso nem todos o conhecem. Lançado originalmente para o PlayStation 2 (2006), o jogo recebeu outras duas versões: uma para o Nintendo Wii (2008) e outra remasterizada para o PlayStation 3 (2012). Reset é a música que aparece nos créditos da versão original, mas foi retirada nas versões seguintes. No caso do Wii, os créditos sequer aparecem no fim; já em Okami HD, os créditos estão lá, mas a música final foi alterada por um mix da trilha sonora escutada durante a jogatina. No vídeo acima, a cena foi retirada dos créditos da versão de PS3, mas a música é a de PS2 mesmo — uma boa sacada do BlueYoshi211.


Além de Reset ser uma das músicas mais bonitas que eu já escutei em um videogame, ela tem uma mensagem muito positiva para o jogador. Ela nos passa que se algo bom já se foi, não devemos lamentar, mas apreciar as boas recordações deixadas, seguir com a vida e aproveitar o presente. Da mesma forma, pensando pelo lado gamer, não é raro, ao terminarmos um jogo que consideramos épico, sentirmos um pouco de tristeza e até um vazio. Okami, ao ser finalizado pela primeira vez, desbloqueia o “New Game +”, que permite que o título seja jogado novamente, mas com as mesmas estatísticas conseguidas até então, além de boa parte dos itens e poderes. Não é exatamente um recomeço, portanto, já que não começaremos do zero, mas sim uma nova partida, com a experiência adquirida. A música encoraja justamente que o jogador deixe aquele sentimento negativo de lado e jogue novamente.

Reset pode ser encontrada tanto no quarto disco da trilha original de Okami (faixa 31), quanto no quarto álbum da cantora, Ayaka Hirahara, entitulado 4つのL4tsu no L, Yottsu no Eru — (faixa 4).
Alberto Canen é formado em Direito pela UFRN. Joga videogame desde os tempos do Atari e sempre acompanha as novidades na indústria de jogos. Está no Facebook e no Twitter.

Comentários

Google+
Facebook


Podcast

Ver mais

No Facebook

Ver mais