Among the Stars, RPG de turnos no Pantanal brasileiro, recebe novo trailer

Um estúdio de animação une fantasia e luta social.


Na Latin American Games Showcase foi exibido o novo trailer de Among the Stars. O vídeo exibe um mundo 2D desenhado à mão e uma batalha por turnos, além de muitas cenas narrativas feitas em animação tradicional. Não é à toa, pois o game é desenvolvido pelo Split, um estúdio brasileiro de animação que já trabalhou em Ricky and Morty, Turma da Mônica e no longa metragem O Menino e o Mundo, que foi indicado ao Oscar de melhor animação em 2016, entre outros.

A história de Among the Stars segue duas irmãs indígenas em suas lutas contra a grilagem de terras no Pantanal. Pela descrição, as duas serão jogáveis, mas estão em jornadas separadas, uma em busca da outra. A menor, Ari, viajará pelo mundo espiritual com Encantado, um espírito que assume a forma de diversos animais da fauna local. Embora o trailer mostre uma batalha por turnos, os desenvolvedores também prometem ação e puzzles.

Ainda sem previsão, o título será lançado para PC (Steam), PS5, PS4, Xbox Series, Xbox One e Switch. Confira a descrição do site oficial:
• Linda animação 2D tradicional que dá vida aos personagens no jogo
• Mergulhe em cenas de animação 2D, criadas no melhor estilo Split Studio
• Uma história comovente e profundamente humana
• Personagens cativantes
• Uma visão singular do Pantanal e das ricas culturas Kadiwéu e Guarani Kaiowá
• Uma história que combina o fantástico com as lutas sociais reais do Pantanal
• Animais únicos e poderosos do Pantanal desbloqueiam novas habilidades de movimento, combate e resolução de quebra-cabeças
• Ação suave e responsiva que permite ao jogador ficar totalmente imerso na jogabilidade e na história
• Uma trilha sonora envolvente, épica e emocionante
• Uma coleção de conquistas para os jogadores aproveitarem e colecionarem
• Representação indígena tanto no tema do jogo quanto na equipe por trás do projeto
• Uma iniciativa única de formação artística para capacitar artistas indígenas com as habilidades necessárias para seguirem uma carreira em animação, com o jogo servindo como ponto de partida
• E, acima de tudo, é um jogo muito divertido de jogar!

Admiro videogame como uma mídia de vasto potencial criativo, artístico e humano. Jogo com os filhos pequenos e a esposa; também adoro metroidvanias, souls e jogos que me surpreendam e cativem, uma satisfação que costumo encontrar nos indies.


Disqus
Facebook
Google