Lollipop Chainsaw RePOP será lançado em 25 de setembro; confira o primeiro trailer do remaster

Além da data de lançamento, novas informações a respeito das mudanças promovidas na versão remasterizada também foram divulgadas.



Depois de alguns problemas velados aparentes durante o projeto e de certas falhas de comunicação — como a dificuldade do próprio time de desenvolvimento em determinar se o escopo da produção era o de um remake de um remaster Lollipop Chainsaw RePOP, remasterização do título para PlayStation 3 e Xbox 360 originalmente desenvolvido pela Grasshopper Manufacture e roteirizada por James Gunn, finalmente ganhou seu primeiro trailer e uma data de lançamento confirmada: 25 de setembro. O título, que agora está a cargo da Dragami Games, chegará para PlayStation 5, Xbox Series, Switch e PC.


Além disso, novas informações a respeito das mudanças promovidas na versão RePOP foram divulgadas, como a presença de um modo em que a violência gráfica é mais branda e de outras melhorias de qualidade de vida, como QTEs automáticos, regulagem de câmera, reorganização dos menus, além de novos colecionáveis, como as roupas que a personagem principal pode utilizar ao longo da jogatina. Versão física e preço de varejo (U$ 49,99) também foram confirmados. 

Lollipop Chainsaw conta a aventura de Juliet Sterling, uma líder de torcida que se vê como a única capaz de evitar a invasão causada por um ritual executado por Swan, um gótico recluso de sua escola que ficou cansado de sofrer chacota de seus colegas. Caçar zumbis, por coincidência, é um negócio de família, então ela se arma com sua fiel motosserra e parte nessa empreitada ao lado de seu namorado chaveirinho, que, depois de se tornar uma vítima dos mortos-vivos, agora é uma cabeça falante pendurada em sua cintura.



É jornalista formado pelo Mackenzie e pós-graduado em teoria da comunicação (como se isso significasse alguma coisa) pela Cásper Líbero. Tem um blog particular onde escreve um monte de groselha e também é autor de Comunicação Eletrônica, (mais um) livro que aborda história dos games, mas sob a perspectiva da cultura e da comunicação.