Jogamos

Análise: QRD Spark N5 Controller é um controle sólido e com muitos recursos

Opções avançadas e compatibilidade com diferentes dispositivos são os destaques deste controlador.


Em um universo com tantos dispositivos disponíveis, é difícil encontrar um controle com recursos adicionais sem gastar muito. Nesse sentido, o controle QRD Spark N5 é uma opção versátil e com boa proporção de custo versus benefício. O periférico oferece ótimo equilíbrio entre qualidade dos componentes e recursos disponíveis, resultando em um produto interessante, apesar de algumas ressalvas.

O básico bem-feito

Visualmente, o QRD Spark N5 é uma mistura de controle de PlayStation e Xbox: o formato tem pegadores mais robustos e alavancas no mesmo nível. Além disso, ele conta com touchpad, alto-falantes e entrada para fone de ouvido. O controlador é pensado para PlayStation 4, mas também funciona perfeitamente com vários outros dispositivos, como PC e dispositivos móveis.

Ao segurá-lo pela primeira vez, eu fiquei surpreso com o quão leve ele é, o que é ótimo para longas sessões em pé, por exemplo. Porém, a composição física não me agradou muito: o plástico liso do corpo do controle é claramente de qualidade inferior em relação a outros produtos similares, trazendo a sensação de que ele é frágil ou simples. Além disso, a consistência dos botões também deixa a desejar com encaixes que passam a sensação de que estão meio soltos.


Apesar disso, o controle se revelou confortável e sólido após algum tempo de uso. Os botões e alavancas respondem com precisão, sendo agradáveis ao toque. A envergadura do corpo o torna fácil de segurar, encaixando bem nas mãos. Mesmo assim, particularmente, a falta de firmeza dos botões superiores não me agradou, e é difícil fazer comandos diagonais no direcional em cruz. Com o tempo me acostumei a isso, mas são detalhes que acredito que poderiam ser diferentes.

Muitas opções para usar na hora de jogar

De longe, o maior destaque do QRD Spark N5 é a variedade de recursos que costumam figurar em dispositivos premium, sendo o grande destaque a inclusão da tecnologia Hall Effect nas alavancas e nos gatilhos. No caso das alavancas, são utilizados ímãs no lugar de conectores físicos, evitando o desgaste dos componentes — os movimentos-fantasma, também conhecidos como drift, surgem justamente quando os dispositivos internos sofrem modificações por causa de falhas. Já nos gatilhos, a tecnologia promete maior precisão.


No campo prático, o controle oferece uma função turbo com diferentes níveis de intensidade, o que se revela muito útil em jogos em que precisamos apertar repetidamente algum botão. Outro recurso é o macro: é possível gravar uma sequência de comandos que podem ser mapeados a dois botões localizados na traseira do controle. A opção é muito fácil de usar e consegui registrar combinações complicadas sem problemas.

Fora isso, o dispositivo também permite customizar alguns aspectos técnicos, como intensidade da vibração, modo de entrada ao conectar ao PC via cabo (D-input e X-input). Um detalhe legal é que as alavancas e os botões principais são iluminados por anéis de led, o que deixa o controle com uma aparência agradável. As cores podem ser alteradas com um simples comando, trazendo um aspecto de personalização. Todas as configurações são feitas diretamente no controle, sem a necessidade de utilizar algum software ou dispositivo para isso.



Um dispositivo para vários sistemas

Versatilidade é uma qualidade notável do QRD Spark N5. O controle é pensado para o PlayStation 4, mas é compatível com outras plataformas via cabo USB ou bluetooth sem necessidade de configuração adicional. Nos meus testes, o dispositivo funcionou perfeitamente no PlayStation 5 (como controle de PS4), PC e celular Android, com suporte completo a todos os recursos nativos, como macro e turbo.

O pacote acompanha um suporte para celulares para prender no topo do controle. Apesar de um pouco difícil de encaixar, achei o acessório muito prático, facilitando utilizar o controlador para curtir jogos mobile. No entanto, é necessário cuidado no manuseio: por ser muito leve, o controle acaba virando caso seja apoiado em alguma superfície com um celular acoplado.


A autonomia prometida da bateria é de aproximadamente oito horas. Nos meus testes, a carga durou por volta de sete horas de uso intenso com a vibração no máximo, o que é um bom tempo.

O QRD Spark N5 tem preço médio de R$250 e pode ser adquirido na loja online da QRD.

Uma ótima alternativa para curtir os jogos

QRD Spark N5 se destaca como um controle versátil e acessível, oferecendo uma gama de recursos interessantes, como tecnologia Hall Effect e funções de macro e turbo. Apesar de algumas limitações, como a qualidade do plástico e a consistência de alguns dos botões, o controle se mostrou confortável e eficaz durante o uso prolongado. Além disso, a compatibilidade com várias plataformas e a facilidade de configuração o tornam  uma opção atraente. No mais, QRD Spark N5 é um controle com ótima relação custo-benefício.

Prós

  • Componentes básicos sólidos e precisos;
  • Boa gama de recursos e customizações adicionais, como turbo e macro;
  • Compatibilidade com diversos dispositivos.

Contras

  • O material do corpo do controle traz sensação de fragilidade;
  • Alguns dos botões têm consistência estranha ao toque.
QRD Spark N5 Controller — Nota: 8.0
Revisão: Vitor Tibério
Análise produzida com dispositivo cedido pela QRD Game

é brasiliense e gosta de explorar games indie e títulos obscuros. Fã de Yoko Shimomura, Yuzo Koshiro e Masashi Hamauzu, é apreciador de roguelikes, game music, fotografia e livros. Pode ser encontrado no seu blog pessoal e nas redes sociais por meio do nick FaruSantos.
Este texto não representa a opinião do GameBlast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.


Disqus
Facebook
Google