The Last of Us Part 1 (PS5): desenvolvedor garante que jogo foi bem construído e vale o seu preço

Polêmica começou com a divulgação do preço do remake.


De acordo com o desenvolvedor Robert Morrison, The Last of Us Part 1 não será um jogo produzido somente para "ganhar dinheiro". As críticas surgiram quando o valor de 70 dólares foi anunciado, considerado alto para um remake, ou seja, um game que não foi produzido do zero. Segundo o profissional, que já trabalhou em títulos como God of War (2018), Resident Evil 7, e Injustice 2, o título é "o projeto mais meticulosamente construído e elaborado que eu já vi ou fiz parte em toda a minha carreira".


The Last of Us Part 1 será lançado no dia 2 de setembro exclusivamente para o PlayStation 5.

Fonte: Twitter oficial do desenvolvedor


é produtor de conteúdo sobre games desde julho de 2016 e um grande fã da décima arte, embora não tenha muito tempo disponível para ela. Seus games favoritos (que formam uma longa lista) incluem: KH, Borderlands, Guitar Hero, Zelda, Crash, FIFA, CoD, Pokémon, MvC, Yu-Gi-Oh, Resident Evil, Bayonetta, Persona, Burnout e Ratchet & Clank. @MatheusSO02


Disqus
Facebook
Google