Sony responde à acusação de permitir cultura machista e abusos sexuais na empresa

Ela afirma que leva "as novas declarações de forma séria".


Recentemente, a Sony foi acusada por mais oito mulheres, entre ex-funcionárias e uma ativa, de permitir que condutas machistas e abusos sexuais acontecessem na Sony Interactive Entertainment (SIE), responsável pelo PlayStation, setor onde elas exerciam suas funções. Estas acusações foram integradas ao processo movido por outra ex-funcionária, Emma Majo, contra a Sony, totalizando nove relatos de abusos.


A empresa, por sua vez, emitiu uma resposta, onde afirma levar "as novas declarações de forma séria":
"Para terem certeza, a SIE leva estas novas declarações submetidas de forma séria… Embora a maioria sejam ex-empregadas que não trabalham mais na SIE, a SIE já abordou ou abordará as reclamações citadas no tempo devido, uma vez que a SIE valoriza suas empregadas e toma passos proativos para garantir que elas tenham todas as oportunidades para crescerem e serem ouvidas."

Entre as acusações, estão relatos de piadas machistas, compartilhamento de imagens obscenas de mulheres, gerentes que se comunicavam apenas com homens, promoção de um grande número de funcionários masculinos em detrimento delas e silenciamento das reclamações internas.

Fonte: GameSpot (em inglês)


Aventurando-se pelos games desde pequeno (mais do que já sou), sempre admiro as trilhas sonoras, pois ajudam a trazer um tempero, emoções às histórias.


Disqus
Facebook
Google