Dicas e Truques

Monster Hunter Rise (PC/Switch): dicas para iniciar bem a sua jornada como caçador

Confira dicas valiosas para começar bem a sua aventura na vila Kamura.

Monster Hunter Rise
(PC/Switch) é o mais novo lançamento da lendária série da Capcom e, como vimos em nossa recente análise da versão de PC, faz jus a todas as expectativas que o nome Monster Hunter carrega, com diversas novas adições que o colocam entre os melhores títulos da franquia.


Porém, apesar de Rise prover diversas facilidades aos jogadores novatos, a jornada como caçador da vila Kamura não é exatamente um passeio no parque — e a quantidade de menus e recursos pode inclusive se provar confusa em um primeiro momento. Pensando nisso, preparamos aqui algumas dicas de ouro para que você inicie bem a sua aventura no jogo. Preparado(a)? Vamos juntos!

Com que roupa eu vou?

Apesar de ser um RPG de ação, Monster Hunter não conta com um sistema de níveis ou experiência, como é comum ao gênero. Isso significa principalmente duas coisas: 1) que a sua habilidade como caçador é muito importante para o sucesso em uma missão; e 2) que os seus stats de defesa e ataque dependem do equipamento que você está portando.

Armas e armaduras são feitas a partir de partes de monstros e recursos encontrados em cada uma das áreas do jogo, então é muito importante estar atento aos itens coletáveis, como minérios, durante suas missões. Dito isso, dois sets fáceis de serem montados logo no início de Monster Hunter Rise são os dos monstros Izuchi e Lagombi, e por suas resistências aos elementais fogo e gelo respectivamente, ambos serão grandes aliados nas primeiras lutas mais difíceis, como as contra Rathian e Barioth. 

Adicionalmente, caso você esteja jogando no PC, vale a pena conferir o set de armadura da Guilda. Presente da Capcom para celebrar o lançamento de Rise nos computadores, os stats desse set são suficientes para aguentar pelo menos até as missões de 5 estrelas, fazendo com que você não precise se preocupar com sua “roupa” por um bom tempo!

Armas e mais armas

Com nada menos que 14 opções de armas disponíveis, Monster Hunter Rise oferece um amplo leque de variações quando o assunto é a jogabilidade, podendo até mesmo confundir alguém que esteja iniciando agora na série. Desse modo, a dica aqui é, assim que possível, passar alguns minutinhos na área de treinamento experimentando cada uma das armas do título e vendo qual se encaixa melhor no seu estilo de jogo.

De fato, mesmo que você já esteja acostumado com uma arma específica, vale a pena testar os recursos de cada uma. Há quem diga inclusive que trocar o equipamento faz com que Monster Hunter se torne um jogo completamente diferente, tamanha a variação na jogabilidade.

Ah, e caso você seja iniciante na franquia, minha sugestão é que dê uma chance para o Arco e para as Duas Lâminas. O primeiro lhe permite atacar de longe, fazendo com que você consiga manter uma distância segura dos monstros enquanto pega o jeito do jogo. Já o par de lâminas se destaca por sua mobilidade, fazendo com que manobras defensivas sejam executadas mais rapidamente. De todo modo, não tenha medo de experimentar e testar até achar o que é o melhor para você!

Cab... inseto?

Uma das novas e melhores adições de Monster Hunter Rise foi o Cabinseto. Este inseto é comum nas regiões próximas à Kamura e a sua resistente seda traz uma série de recursos bem valiosos aos caçadores do título.

Inicialmente, você terá acesso a duas cargas recarregáveis dessa seda, podendo expandir temporariamente para três caso encontre um Cabinseto selvagem. O grande X da questão aqui é que você pode usar os Cabinsetos de diversas formas: viu um grande rochedo e precisa escalá-lo? Use a seda para obter um forte impulso vertical. Foi arremessado para cima por um grande monstro? Evite a queda com um impulso da seda na hora certa. Em certos aspectos, dá até para brincar de Homem-Aranha enquanto deixa os adversários tontos te procurando devido à tamanha agilidade nos movimentos.

Mas é na parte ofensiva que os Cabinsetos realmente brilham, na minha opinião.  Após certo ponto do jogo, você poderá utilizar as suas cargas para realizar ataques especiais com sua arma. Acerte um bom número desses movimentos e os monstros entrarão em um estado “montável”, no qual você poderá controlá-los por um breve período. Aproveitar o máximo desses recursos significa tornar as suas caçadas mais ágeis, dinâmicas e empolgantes, portanto vale a pena dedicar um tempinho para aprender a usar bem os seus Cabinsetos!

Amigos para sempre

Outra adição bem legal de Monster Hunter Rise são os Amicães — Palamutes em inglês. Após anos contando somente com companhias felinas, finalmente temos amigos caninos para nos ajudar nas caçadas, e a verdade é que há diversos motivos para manter um Amicão ou dois do seu lado a todo momento.

Além de atacarem e distraírem monstros, Amicães próximos podem ser montados ao segurar o botão B ou a tecla F, fazendo com que seja muito mais rápido se locomover (ou fugir, em caso de emergência) pelas áreas do jogo. Também é possível coletar recursos e utilizar itens como poções e a pedra de amolar enquanto  está montado em seu amigo, fazendo com que você não precise mais ficar parado para realizar essas tediosas ações — uma mão na roda e tanto!

Por fim, a partir de certo ponto do jogo, também é possível adquirir mais Amicães e Amigatos para diversificar as suas companhias. Amigos que não estejam lhe acompanhando em uma missão podem ser utilizados para coletar itens em trajetos pré-determinados ou negociar recursos valiosos em terras distantes, adquirindo experiência e níveis no processo. Gerencie bem os seus companheiros e colha os frutos em sua jornada!

Um passo de cada vez

Fazendo jus às tradições da série, a progressão em Monster Hunter Rise é dividida entre as missões da Vila e as da Área de Encontro. É comum que isso crie certa confusão para os novos jogadores, que não saberão qual priorizar. 

Embora aqui a resposta certa não exista, é recomendado priorizar as missões da Vila inicialmente, pois elas equivalem em tese à parte single player de Rise, com as quests da Área de Encontro funcionando na verdade como um hub pro multijogador. A boa notícia é que, se você estiver com um rank na Vila muito acima do da Área de Encontro, você receberá um “teste de licença especial”, que lhe permitirá avançar seu rank na Área de Encontro sem necessariamente fazer as missões anteriores!

E, em tempo, lembre-se de conversar com todos os habitantes de Kamura, especialmente após uma missão. Desse modo, você poderá aceitar missões secundárias ou atender a pedidos que lhe concederão uma série de benefícios dentro do jogo. Ah, e caso esteja perdido, é uma boa usar a nova opção “Mover-se pela Aldeia” no menu, que lhe mostrará pontos de interesse no assentamento!

Diversão em conjunto

Por fim, apesar de ser completamente possível se divertir (e muito) sozinho em Monster Hunter Rise, vale lembrar que a franquia Monster Hunter tem uma vocação natural ao multiplayer. Em missões cooperativas, a saúde total dos adversários escala conforme o número de jogadores, provendo sempre um desafio justo e uma experiência inigualável no quesito multijogador.

Portanto, não se esqueça de dar uma chance ao multiplayer do título! Logo após o tutorial, já é possível encontrar e criar lobbies, além de criar sessões abertas para uma quest específica ou responder a chamados aleatórios. O único problema aqui é a ausência de cross-play com a versão de Switch, mas fica a esperança de que a Capcom reveja essa decisão e implemente tal possibilidade em um patch futuro, unindo as comunidades de console e PC. Certamente agradeceríamos!

E esta foi a nossa seleção de dicas para iniciar bem a sua jornada como caçador em Monster Hunter Rise. O que achou, caro leitor? Concorda com as sugestões? Tem alguma dica que não foi abordada aqui? Não se esqueça de comentar! Boa caçada!
Revisão: Juliana Paiva Zapparoli

é bacharel em Produção Cultural pela UFF e estudante de Comunicação Social pela FSMA. Na infância, ganhou um Super Nintendo dos pais e, desde então, nunca mais deixou o mundo dos games. Ainda sonha em ser um Mestre Pokémon.


Disqus
Facebook
Google