Vem aí

Prévia: Call of Duty: Vanguard (Multi) promete novas e incríveis batalhas para a famosa franquia de tiro

Ambientado na Segunda Guerra Mundial, o lançamento tem tudo para ser um dos melhores títulos da série.


Contando com um novo título a cada ano desde 2005, a série FPS mais popular da atualidade em breve receberá mais um lançamento. Call of Duty: Vanguard revisita um período histórico bastante famoso para oferecer seus tiroteios, sejam eles em campos de batalha ou contra hordas de zumbis. Nesta matéria especial, vamos conferir alguns dos maiores atrativos que esse game trará para os jogadores.

Novo ano, novo CoD

Com data de lançamento marcada para 5 de novembro, o novo título é o décimo oitavo da franquia. Ele será situado durante a Segunda Guerra Mundial, que ocorreu entre os anos de 1939 e 1945. Portanto, podemos esperar ambientes antigos e armas mais simples, além de tópicos como campos de concentração e armas bombas nucleares.
Call of Duty: WWI (Multi) trouxe muita ação inspirada nesse marcante período da humanidade
Call of Duty: Vanguard será lançado para PC, PS4, PS5, XBO e XSX. Essa separação é importante, pois o game receberá versões específicas para cada console e não somente opções via retrocompatibilidade. Em outras palavras, cada geração receberá versões otimizadas, sendo que a mais nova terá acesso a resolução e taxas de quadro mais altas, além de tempos de carregamento menores. No caso da Sony, também teremos uma interação aprimorada com o controle DualSense.
 
Os visuais prometem ser muito bonitos e bem acabados, mesmo nos consoles da geração anterior. As várias localidades disponíveis parecem incríveis no material que foi liberado até agora, inclusive na versão beta do game. Tive a oportunidade de jogá-la e posso afirmar que o game está bem fluido e detalhado. Resta esperar para ver se as boas impressões continuarão na versão final.

Tal como nos seus predecessores, Vanguard será dividido em quatro modos principais: campanha, multiplayer, zumbi e Warzone. O primeiro contará com histórias em meio ao conturbado período de guerra, enquanto o segundo trará os tradicionais combates entre jogadores. Já o terceiro será mais um capítulo da eterna luta contra os mortos-vivos e o último modo consistirá em uma integração com jogos anteriores.
 
Afinal, Call of Duty: Warzone já está disponível há dois anos e continua firme como um dos battle royales mais populares do mercado. Por isso, o novo lançamento da Activision, tal como o seu predecessor, Call of Duty: Black Ops – Cold War (Multi), será integrado ao título mais antigo. Assim, recompensas e itens poderão ser adquiridos e administrados de forma livre entre os dois jogos.

Campanha e Modo Zumbi

Call of Duty: Vanguard terá um modo história dividido em quatro frentes de batalha situadas na Segunda Guerra Mundial. Cada uma dessas campanhas contará com protagonistas diferentes: os sargentos britânicos Arthur Kingsley e Richard Webb, o piloto americano Wade Jackson, o soldado australiano Lucas Riggs e a atiradora soviética Polina Petrova. Como é possível notar, teremos um elenco bem heterogêneo, que poderá oferecer enredos bastante interessantes.
Os protagonistas de Vanguard
O vilão principal da campanha será um interrogador alemão chefe da SS e da Gestapo, Hermann Wenzel Freisinger. Ele também será o mentor do Projeto Phoenix, um misterioso e perigoso plano que precisará ser impedido pela Força-Tarefa Um, uma equipe que unirá os protagonistas do game. É uma proposta diferente de Black Ops – Cold War, que tinha estrutura mais linear, e que tem tudo para ser uma das melhores campanhas recentes da franquia.
 
Jogadores acostumados com o gênero FPS sabem que a Segunda Guerra Mundial já foi amplamente utilizada, inclusive na própria franquia, sendo a última delas foi Call of Duty: WWII, em 2017. Mais uma razão para uma campanha variada e com ideias novas, de forma que a experiência seja única em relação a um tema bem popular em jogos eletrônicos.
 
Tradição moderna da série Call of Duty, a luta contra os mortos-vivos também estará presente em Vanguard. O modo seguirá a saga do Éter Negro, vista no jogo anterior Black Ops – Cold War, mas funcionará como uma espécie de prelúdio. O próprio nome de uma opção chamada “Der Anfang” indica a ligação, pois ela significa “O Começo” em alemão.
Lute contra os mortos-vivos em plena Segunda Guerra Mundial
É importante frisar que, apesar de contar com um enredo próprio, o Modo Zumbi pode ser jogado sem compromisso com os amigos. Cold War, inclusive, trouxe uma boa variedade de desafios e opções, sendo que vários elementos estarão de volta. Eles se unirão a novidades como o Altar de Pactos, que trará melhorias aleatórias aos jogadores, e uma base operacional avançada em Stalingrado (hoje Volgogrado).

Multiplayer e a integração com Warzone

Vanguard terá modos multijogador com compatibilidade completa entre todos os dispositivos, sejam eles da geração atual ou anterior. As partidas incluem clássicos, como “localizar e destruir”, “mata-mata em equipe” e “baixa confirmada”, além de novidades, como a Batalha dos Campeões, um torneio por pontos bastante dinâmico. Tanto mapas novos quanto clássicos estarão presentes durante os tiroteios.
Os cenários parecem muito bonitos e repletos de atrações
Falando neles, é importante mencionar a jogabilidade. O título atual, Cold War, possui mecânicas de jogo diferentes de Warzone, incluindo movimentação e cadência das armas, graças à sua produção técnica distinta. Isso tornou a transição entre os dois jogos um tanto estranha; mesmo a integração entre eles exigiu adaptações, como armas que funcionam bem no jogo mais novo e nem tanto no battle royale.
 
Já Vanguard utilizará o mesmo motor gráfico de Warzone, mas com algumas atualizações. Ou seja, ao contrário do título da Guerra Fria, a relação entre os dois games deverá ser mais próxima e com uma integração mais suave. Embora eu esteja na torcida para isso, visto que eu gostaria de jogar tanto o battle royale quanto o novo game, espero que questões como inovação e melhorias não sejam deixadas de lado no processo.
Lançado nos tempos de Call of Duty: Modern Warfare (Multi), Warzone hoje é referência no mercado
Afinal, isso não quer dizer que o novo game não trará novidades. Teremos cenários com elementos totalmente destrutíveis, um novo sistema de tipos de munição, mais opções para quem curte utilizar facas, fogo cego durante os tiroteios e sistemas de recompensa personalizados, com personagens recebendo mais experiência se jogarem com certos tipos de equipamentos.

Pronto para a guerra?

O novo game da franquia de tiro mais popular da atualidade tem tudo para ser mais um sucesso. Call of Duty: Vanguard manterá a fórmula recorrente da série com seus quatro modos de jogo principais, cada um repleto de diversão e desafio. Embora novidades sejam prometidas, na prática o título não deverá se afastar muito dos seus predecessores, sobretudo devido à integração com o Warzone. Ainda assim, o game deverá ser mais uma escolha obrigatória para os fãs de um bom jogo de tiro.
Mais um sucesso da franquia? Só o tempo dirá.
Call of Duty: Vanguard – PC, PS4, PS5, XBO e XSX
Gênero: FPS
Lançamento: 5 de novembro de 2021
Expectativa: 4/5
Revisão: Juliana Paiva Zapparoli

é produtor de conteúdo sobre games desde julho de 2016 e um grande fã da décima arte, embora não tenha muito tempo disponível para ela. Seus games favoritos (que formam uma longa lista) incluem: Kingdom Hearts, Guitar Hero, Zelda, Crash, FIFA, CoD, Pokémon, MvC, Yu-Gi-Oh, Resident Evil, Bayonetta, Persona, Burnout e Ratchet & Clank. @MatheusSO02


Disqus
Facebook
Google