Jogamos

Análise: The Magnificent Trufflepigs (PC/Switch): objetos que contam histórias

Reencontre o passado usando um detector de metais em uma zona rural inglesa nesta caça ao tesouro reveladora.



Em um campo na zona rural inglesa, The Magnificent Trufflepigs (PC/Switch) nos possibilita revisitar o passado de uma moça chamada Beth através de diálogos despretensiosos e objetos envelhecidos pela ação do tempo e da natureza. Na intenção de encontrar um brinco perdido, Beth convida seu amigo de infância, Adam, a juntar-se a ela em uma caça ao tesouro depois de anos sem se falarem. A retomada do contato revira não só a terra durante as escavações, mas também sentimentos e lembranças que há muito estavam enterrados.

Reencontros




Quando Beth decide retornar aos campos que serviram de cenário para sua infância, a jovem liga para sua irmã pedindo para que ela seja sua companhia durante a aventura. Com suas expectativas frustradas, a protagonista decide buscar por um amigo de longa data no qual, por algum motivo obscuro, suas outras amizades não confiavam.

Adam atende ao apelo da amiga, mas logo nos primeiros minutos do jogo já se percebe que algumas pendências pairam sobre o relacionamento. Os diálogos entre os dois demonstram uma relação íntima, embora alguns eventos do passado possam ter estremecido o vínculo.

A partir das histórias compartilhadas, essa relação vai se revelando pouco a pouco. A princípio, algumas coisas podem transparecer uma determinada impressão, mas só é possível compreender mais a respeito do tipo de interação que a dupla tinha conforme Beth e Adam compartilham memórias e conversam sobre os atuais acontecimentos em suas vidas.

Cavando histórias

Usando o detector de metais antigo de Beth, o jogador assume a posição de Adam e sua missão é varrer os campos a fim de encontrar o brinco. Alguns objetos surgem como pequenos tesouros que revelam um pouco da história do local e provocam conversas nas trocas de fotos, de modo que o passado seja cada vez mais revelado.

Usando um walkie talkie, os dois amigos conversam durante sua caçada e contam um ao outro sobre suas descobertas. Nesse aspecto, The Magnificent Trufflepigs lembra bastante Firewatch, outro simulador de caminhada com belas paisagens compartilhadas por dois personagens que passam boa parte do tempo em seus rádios e estreitando laços.

Caminhando pelos campos


Embora a paisagem que ambienta The Magnificent Trufflepigs seja convidativa e provoque a sensação de conforto de quando se caminha pelos campos sob o sol morno das manhãs, tive a impressão de que ela foi pouco explorada. Não há interações com o meio, o que seria muito interessante para trazer mais dinamicidade e vida à aventura. Além disso, a jogabilidade limitada acaba não sendo tão recompensadora diante de uma movimentação pouco ágil e de diálogos longos e frequentes.

Apesar da ideia de trazer a narrativa a partir de objetos descobertos, o jogo acaba colocando o jogador muito mais em uma posição de espectador do que de alguém que tem alguma agência na interação com o meio. A história é interessante e constrói personagens com personalidades bem-elaboradas, mas acaba sendo um pouco cansativa pelo excesso de detalhes que parecem ir além do necessário para seu desenvolvimento e pela baixa fluidez do gameplay.

É um título pouco convencional e talvez não agrade àqueles que esperam ação em suas aventuras, mas pode ser uma boa aposta para quem não tem pressa e gosta de saborear histórias em ambientes encantadores.

Prós

  • Personagens bem-desenvolvidos;
  • Paisagem agradável e encantadora.

Contras

  • Jogabilidade limitada, com pouca interação com o meio e quase nenhuma variação de ações;
  • Locomoção pouco ágil;
  • Excesso de diálogos que comprometem a fluidez do gameplay.
The Magnificent Trufflepigs  - PC/Switch - Nota: 6.5
Versão utilizada para análise: PC
Revisão: Davi Sousa
Análise produzida com cópia digital fornecida pela AMC Games



Escreve para o GameBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.


Disqus
Facebook
Google