Blast Test

Impressões: Grand Chase Classic (PC) segue o título à risca e mantém a jogabilidade praticamente intacta

O clássico das lutas online em plataforma está voltando, veja nossas impressões sobre os testes fechados


Uma grande paixão dos brasileiros está de volta! Grand Chase Classic é uma versão reformulada de Grand Chase, um jogo online de ação em plataformas que fez muito sucesso no Brasil entre 2006 e 2015. A KOG Studios e a Good Game Productions prometem manter a jogabilidade clássica, que estará disponível de forma gratuita a todos os jogadores em agosto de 2021. Antes do seu lançamento, o jogo teve um período de testes fechados, dos quais tive a oportunidade de participar, e relatarei aqui as minhas impressões.

Estima-se que 41 mil jogadores participaram dos testes fechados, atingindo um pico de 9.140 jogadores simultâneos no dia 16 de julho, fazendo Grand Chase Classic ficar entre os 100 jogos mais jogados do Steam no período.
Como é bom estar de volta!


Long Love The Chase!

De cara, a primeira diferença que notei ao abrir o jogo é a ausência de carregamento das telas de anti-cheat que Grand Chase utilizava, o que sugere que a versão reformulada deve estar usando os sistemas da Valve para evitar trapaças. Isso faz com que eventuais banimentos façam com que o infrator arrisque perder sua conta no Steam.

Nos testes fechados apenas as três personagens iniciais Elesis, Lire e Arme estavam disponíveis. As personagens contam com todas as classes que possuíam originalmente, mas os testes de obtenção de classe foram ligeiramente alterados, algo comum em reformulações do Grand Chase.

O jogo continua totalmente localizado em português e manteve as dublagens clássicas. Não houve uma redublagem para Grand Chase Classic, algo que me agradou bastante e que considerei muito positivo.

A jogabilidade das personagens está praticamente igual ao que era no original

Falando em manter a tradição, exceto em alguns detalhes pontuais, Grand Chase não mudou praticamente nada na jogabilidade desde seu fechamento em 2015. Por um lado isso deixou parte da comunidade preocupada, já que antigos bugs não foram trabalhados; por outro, significa que a experiência clássica e nostálgica do jogo que amamos foi mantida à risca.

Em cada personagem notamos algumas pequenas diferenças de balanceamento, vindas do servidor coreano em 2015. Para citar alguns exemplos: Elesis não possui o movimento de cambalhota, Arme não faz o pentagrama que comba os monstros, e a Caçadora (segunda classe da Lire) dá uma pausa a cada 5 dardos disparados. Mas a maior parte das mecânicas, jogabilidade e até bugs de colisão e frames de invulnerabilidade foram mantidos intactos.


As reformulações mais perceptíveis aconteceram na interface de usuário. Agora existe uma barra inferior com ícones de atalhos rápidos, um design mais contemporâneo e adaptado ao público atual. Os menus estão mais minimalistas e as telas de inventário agora são mais visuais e práticas. Se você é um veterano, vai se atrapalhar um pouco no começo, mas em poucos dias estará completamente ambientado. 

Separação de Bens

Falando no inventário, infelizmente ele está individualizado por personagem, o que gerou muita crítica entre os jogadores. Segundo as desenvolvedoras KOG Studios e a Good Game Productions, esta separação de inventário é necessária para garantir a escalabilidade do jogo; ou seja, se a quantidade de jogadores crescer muito, não haverá necessidade de soluções improvisadas no código para garantir o acesso ao aumento da demanda nos bancos de dados.

O sistema de Cash foi substituído por uma moeda similar, o VP, que pode ser obtido ao completarmos certas tarefas, como jogar no Modo Heróico, criar itens ou equipar visuais. Acredito que no futuro exista algum sistema para comprar ou converter dinheiro real em VP, sendo essa a forma mais provável para a monetização de Grand Chase Classic. O GP, a moeda comum que é ganha ao se jogar normalmente, ainda existe, mas seu uso no teste beta era limitadíssimo, ficando restrito à compra de poções e outros itens de uso comum.

O inventário é separado para cada personagem. Itens para outros personagens aparecem escurecidos

No beta, o suporte a controles ainda não estava funcionando, mas já havia uma tela de opções para configurá-los, portanto é extremamente provável que até o lançamento definitivo esta função já esteja disponível. O sistema de residência não estava presente e não sabemos se esta mecânica voltará na versão final.

A presença diária diminuiu de 90 para 30 minutos, mas você precisa ficar logado continuamente em um único personagem para completá-la. Ao contrário da versão antiga, trocar de personagem reinicia a contagem de tempo.

Outra novidade que gostei foi o sistema de Coleção de Heróis. No antigo Grand Chase, você ganhava bônus em atributos ao desbloquear uma nova classe, mas estes bônus ficavam restritos à personagem que estava atrelada àquela classe. Agora os bônus são globais; ou seja, desbloquear uma classe dá bônus a todos os seus personagens. Upar a Elesis dá um bônus de HP; já upar a Lire aumenta o Crítico, enquanto a Arme aumenta o Ataque Especial. Isso é uma grande sacada e um incentivo ao jogador para experimentar e evoluir todos os personagens e classes.
Claro que não aceito encerrar o Grand Chase!


Love Forever, Chase. Go for the lost world!!

Embora tenha muita coisa para polir e consertar, Grand Chase Classic continua sendo o jogo divertidíssimo que sempre foi. Exceto por algumas novidades pontuais, a parte realmente importante, que é a jogabilidade, mantém-se praticamente intocada, o que se por um lado é ruim por mostrar que o jogo não evoluiu, por outro mostra que ele cumpre plenamente sua proposta de oferecer a experiência clássica. 

Muita coisa mudou nos últimos anos, excelentes títulos do gênero foram desenvolvidos, mas nenhum deles tem o charme e a jogabilidade prazerosa de GC. Meu palpite é que ainda há muito potencial para atrair público e mesmo não fazendo o mesmo sucesso que fazia há uma década, Grand Chase Classic sempre terá sua legião de fãs ardorosos, grupo do qual eu orgulhosamente faço parte.

Grand Chase Classic estará disponível a todos os jogadores via Steam em agosto de 2021 (a data exata ainda não foi confirmada).

Revisão: Davi Sousa
Texto com impressões produzido com cópia digital disponível no Closed Beta no Steam


é engenheiro eletrônico e tem uma filha fofinha que tenta morder os controles do papai. Curte jogos de luta, corrida e ação.


Disqus
Facebook
Google