Steam Deck: Valve ainda não encontrou um jogo que não rode no dispositivo

A proposta é de que o dispositivo possa rodar todos os jogos disponíveis no Steam.


Revelado no último dia 15, o Steam Deck é um PC desenvolvido para ser usado como se fosse um console portátil. A ideia central do dispositivo é ser capaz de rodar praticamente toda a biblioteca disponível no Steam. A Valve já informou também que o aparelho não terá uma restrição do software, permitindo que o usuário possa instalar qualquer outro sistema operacional, como Windows ou Linux, e usar o portátil da forma que achar melhor.


Por ter como objetivo principal ser capaz de rodar qualquer jogo disponível na loja da Valve, a equipe de desenvolvimento do Steam Deck revelou em uma nova entrevista ao portal IGN que o modelo revelado na semana passada é o resultado de uma série de protótipos testados que culminaram na configuração que consegue atender este propósito, segundo o desenvolvedor Pierre-Loup Griffais, da Valve.
“Temos visto vários jogos nos últimos anos no catálogo anterior, mas o verdadeiro teste para nós foram os jogos que foram lançados no ano passado. Eles simplesmente não funcionavam muito bem nos tipos anteriores de protótipos e arquiteturas que estávamos testando.

Esta é a primeira vez que alcançamos o nível de desempenho necessário para realmente rodar a última geração de jogos sem problemas. Todos os jogos que queríamos que fossem jogáveis ​​são — na verdade, toda a biblioteca do Steam. Não encontramos realmente algo que pudéssemos jogar neste dispositivo que ele não pudesse controlar.

Se as pessoas começarem a favorecer fortemente a qualidade de imagem (ao invés dos quadros por segundo), então podemos estar em uma posição em que podemos ter algumas compensações, mas ainda não vimos isso."
O Steam Deck está em pré-venda e será lançado nos Estados Unidos, Canadá, países da União Europeia e Reino Unido em dezembro deste ano. O portátil começará a ser vendido em outros mercados a partir de 2022.

Fonte: VG24/7

Tecnólogo em Gestão Ambiental, produtor do BlastCast e sincero até demais. Jogador casual de muitos e hardcore em poucos. Adora jogos que acabam em discórdia e fogo no parquinho. @XelaoHerege


Disqus
Facebook
Google