Blast Test

Impressões: Gas Station Simulator (PC) é um simulador inusitado e divertido

Depois de gerir dezenas de estabelecimentos em outros simuladores, você está pronto para tentar tocar o negócio de um posto de gasolina?




No coração dos Estados Unidos reside a história de almas intrépidas que aceitaram desafios e deles prosperaram. Um deserto, a rodovia conhecida como rota 66 e todos os transeuntes que passam por ali com suas histórias e sonhos. Você não é tão diferente deles, mas o que te difere de cada viajante é que você decidiu comprar um posto de gasolina abandonado no meio desse cenário. Não é tarefa fácil, mas pode valer o risco.


Gas Station Simulator (PC) é um jogo do gênero de simulação, criado pelo estúdio polonês Drago Entertainment. Nesse simulador, você pode customizar um posto de gasolina situado na beira de uma grande rodovia norte-americana. Recolher entulho, pintar paredes, abastecer carros, lidar com crianças travessas e até administrar uma lojinha de conveniência são apenas algumas das coisas que podem ser feitas. Contudo, o jogo não parece se prender apenas na parte da simulação, envolvendo um enredo por trás. 

A versão beta permite que o jogador tenha uma visão preliminar do que o jogo se propõe. Essas impressões pretendo expor e discutir abaixo.



Um drama para todos os postos de gasolina

Seu personagem estava passando pela rota 66. Entre a areia do deserto e a estrada lisa que se ergue feito tapete, a mente empreendedora trabalhava. Um posto de gasolina deixado às traças e pouco dinheiro no bolso não vão te impedir de ver um futuro ali. O problema, contudo, é que você não tem insumos suficientes para comprar e gerir o local no início, e para isso entra a figura de um tio misterioso que te faz um empréstimo.

A informação que vem junto do dinheiro é simples, e essa parte serve como tutorial para entender algumas mecânicas do jogo. Esse parente sabe que você não conseguiu dinheiro suficiente para gerir o posto, mesmo vendendo seu carro e utilizando as suas economias. Ele fornece a quantia necessária e explicará, durante o jogo, por e-mails e telefonemas, tudo o que você precisará saber para tocar seu negócio.

Dinheiro nunca é assunto fácil e, durante todo o prólogo, é difícil fazer caixa, mesmo que você deixe o posto aberto 24 horas por dia e se desdobre entre reparos e vendas. Ao fim do prólogo, o telefone do posto toca e é o seu tio cobrando parte do que te forneceu. Você tem pouco tempo para devolver 10 mil dólares, o que num prazo maior não seria problema. Ao fim, tenha dado parte do dinheiro ou não, um sujeito visita seu estabelecimento para cobrar. As ameaças de seu parente não são vazias e o conteúdo disponibilizado na versão beta se encerra com algumas perguntas. O protagonista recebe um soco de um motoqueiro e assim se encerra o prólogo.



Mãos na massa

Gas Station Simulator é um jogo em primeira pessoa com câmera controlável. A maioria das atividades que há de fazer dentro do jogo envolvem mecânicas simples, porém criativas. Você pode adquirir itens comprando-os pelo computador e, posteriormente pegando-os no seu inventário. O material de limpeza e reparo não é extravagante: há rolo para pintura, vassoura e sacos de lixo. 

As atividades no posto de gasolina envolvem desde seu reparo, limpeza e manutenção. Inicialmente, é necessário retirar o entulho e recolher lixo, atividades que podem ser feitas clicando sobre os objetos e levando-os até a caçamba de lixo. No caso de objetos pequenos como latinhas e garrafas, é possível recolhê-las e colocá-las dentro de um saco de lixo que cairá automaticamente no chão, já fechado, quando estiver cheio.

Sobre a limpeza, é importante ficar alerta para quando as caçambas de lixo atrás do posto ficarem cheias. Com elas lotadas, será necessário acessar o computador e solicitar que a empresa de limpeza recolha o lixo, o que pode demorar um pouco.




Todo o entorno do posto de gasolina está pendente de reformas. Com um pequeno trator, será possível tirar montes de areia que ficam pelo caminho e que impedem o acesso de carros e clientes.

No lixão dos fundos, há um mini-game no qual você controla um carrinho de controle remoto e deve percorrer um circuito. Nessa corrida, os checkpoints são sinalizados por argolas e precisamos desviar de entulho e outros obstáculos. Caso seu tempo de todo o percurso seja menor que 1 minuto, você pode ganhar prêmios.

Há outros dois edifícios no terreno além do posto em si, contudo no prólogo eles não são bem explorados. O foco é no imóvel onde você realizará atividades administrativas e posteriormente pode expandir para uma loja de conveniência.




Além de limpar e retirar entulho, também é preciso pintar as paredes deste imóvel. A mecânica é parecida com a de varrer: basta selecionar o rolo de pintura e mover o cursor, buscando deixar o cursor dentro da área selecionada. A pintura do lugar abre espaço para um evento, no qual às vezes um garotinho chamado Dennis vai aparecer e pichar suas paredes. É sempre bom ter algo em mãos quando ele surgir, você só conseguirá espantá-lo arremessando algo contra ele mais de uma vez.

Manter o lugar limpo e organizado é a melhor forma de atrair mais clientes. Haverá um indicador na tela mostrando a satisfação dos visitantes com o lugar. Quanto menos sujo e quanto melhor seu atendimento, mais clientes visitarão o lugar.

Controlar as demandas do Posto de Gasolina também envolve ligar e desligar a placa que indicará se ele está aberto ou fechado. Na minha experiência, é possível deixá-lo aberto 24hs, já que inicialmente não há um grande fluxo de clientes. Porém, lembre-se de não deixar os clientes esperando muito tempo. Você precisará encomendar gasolina quando a reserva acabar, da mesma forma que precisará comprar mais insumos para a conveniência.




Há mecânicas bastante divertidas, como a de abastecer os carros. Nessa ação, caso você consiga parar o ponteiro da bomba no ponto exato que o cliente pedir, você poderá ganhar uma gorjeta. Outra atividade divertida é da venda dos produtos da loja de conveniência: você precisa acionar a esteira, pegar o produto, passar no leitor de código e colocá-lo dentro da cesta para o cliente. Caso faça algo errado, o produto sai de graça.

A ambientação do jogo e a trilha sonora são bastante convidativas. É possível sentir o ar interiorano com músicas antigas do gênero country americano e até falas com sotaque característico do interior. Esse universo faz o jogo ser bastante agradável e compõem a cena promovida pelo cenário. No fim das contas, você tem um posto de gasolina no meio de um deserto no interior do Texas.



No fim do expediente

No fim, o jogo parece promissor e convenhamos que não há muitos simuladores de postos de gasolina disponíveis. Cada pequeno detalhe, por mais trivial que pareça, desde ter que varrer a sujeira das pegadas dos clientes até planificar seu terreno, dão características muito próximas das reais. Esse cuidado faz a experiência ser muito mais dinâmica e a quantidade de coisas a fazer deixa o jogo menos repetitivo.

A jogabilidade corre leve, e se você estiver com tempo de sobra, é capaz de gastar horas e horas sem se dar conta. Particularmente, achei que há poucos modelos de carros disponíveis e poucos visuais de npcs, porém isso é algo que os desenvolvedores parecem ter se atentado, dadas as últimas notas que emitiram em seus portais.

Gas Station Simulator está disponível em duas versões gratuitas na Steam. Ambas servem como beta, sendo elas a versão Prologue e a versão Demo. A versão jogada por mim foi a Prologue, e pelo o que está disponível no site da empresa, essa versão é uma aprimorada da Demo, na qual mecânicas foram alteradas e mais conteúdo foi implementado.




Gas Station Simulator ainda não tem uma data definida para ser lançado. Contudo, a previsão de lançamento ainda é para o ano de 2021.

Revisão: Farley Santos
Texto de impressões produzido com versão gratuita disponibilizada na Steam Store.


É formada em Arquivologia pela UNIRIO. Amante de RPGs antigos e que quase enfartou com Fatal Frame, é fã assumida da série Red Dead e sempre se pergunta quando farão um crossover de Jurassic Park e Dino Crisis.


Disqus
Facebook
Google