Top 10

X-Men: uma viagem pelos melhores jogos dos mutantes

A equipe do Professor X protagonizou jogos de diversos gêneros ao longo dos anos.


Com o hype para Marvel's Avengers crescendo cada vez mais, principalmente após o período de teste, resolvemos abordar a história de outro grupo da Marvel nos videogames: os desajustados e heróicos X-Men.


A equipe de Charles Xavier (cujos quadrinhos abordam bastantes assuntos como inclusão e preconceito) já recebeu diversos jogos nos últimos anos, desde títulos de ação até luta e RPGs. Separamos aqui alguns dos mais famosos e bem recebidos games do grupo de mutantes.

X-Men Arcade (1992)

A equipe do Professor X se aventurou, lá em 1992, em um gênero que estava virando febre: o famoso beat ‘em up! Neste arcade divertido e desafiador, até seis jogadores poderiam jogar simultaneamente, podendo escolher entre Wolverine, Ciclope, Colossus, Noturno, Tempestade e Cristal. O título chegou a ganhar uma versão digital para Xbox 360 e PS3, mas já não está mais disponível.

X-Men (1993 - Mega Drive)

Em 1993 os mutantes já contavam com alguns títulos lançados para consoles, mas nenhum havia emplacado o sucesso de "X-Men" no Genesis. O jogo de plataforma e ação podia ser jogado em até dois jogadores, que poderiam escolher entre Wolverine, Ciclope, Gambit e Noturno, além de ter o auxílio de outros heróis para liberar caminhos nas fases, por exemplo.

O visual do game seguia o mesmo da famosa série animada dos anos 90, o que ajudou bastante em sua divulgação, além de surpreender por ser o primeiro jogo da franquia na era 16 bits. Porém, o jogo autointitulado ficou mais conhecido pela sua absurda dificuldade. Após derrotar um dos chefões, era preciso pressionar levemente o botão de reset do console para prosseguir. Bastava apertar com um pouco mais de força para reiniciar o jogo e perder seu progresso.

X-Men Mutant Apocalypse (1994 - SNES)

No ano seguinte a “X-Men”, a equipe se aventurou em Mutant Apocalypse, onde cinco membros do grupo viajam à Genosha para salvar mutantes mantidos em cativeiro por Apocalipse, enquanto Magneto planeja mais uma de suas maldades em sua estação espacial. O título, que contava com Wolverine, Ciclope, Psylocke, Fera e Gambit como personagens jogáveis, foi elogiado pelos desafios, design de níveis e trilha sonora.

X-Men: Children of the Atom (1994 - Arcade/PS1/PC/Saturn)

Também em 1994, foi lançado o primeiro jogo de luta da equipe: Children of the Atom. Assim como Mutant Apocalypse, o título foi desenvolvido e publicado pela Capcom. Os personagens tinham seus visuais no mesmo estilo do desenho animado dos anos 90, os quais foram reaproveitados em X-men vs. Street Fighter, predecessor de Marvel vs. Capcom.

X-Men 2: Clone Wars (1995 - Mega Drive)

Sucessor do jogo de 1993, Clone Wars evoluiu em diversos quesitos. O título possuía gráficos melhorados em comparação com seu antecessor, novos personagens jogáveis (como Fera, Psylocke e Magneto), controles melhorados, além de uma dificuldade muita mais realista e agradável de se jogar. Uma continuação, intitulada X-Women, chegou a entrar em produção, mas foi cancelada.

Marvel vs. Capcom 2: New Age of Heroes (2000 - Dreamcast/Arcade/PS2/Xbox)

Após o lançamento de X-Men vs. Street Fighter em 1996, que conquistou fãs das duas franquias, a Capcom, que também havia produzido Children of the Atom, uniu forças mais uma vez com a Marvel para criar Marvel vs. Capcom, misturando diversos personagens das duas empresas. Mas foi a segunda versão do jogo, chamada New Age of Heroes, que fez maior sucesso e conta com campeonatos até hoje.

Marvel vs. Capcom foi o jogo que criou a moda dos “tag teams” nos jogos de luta, em que o jogador seleciona dois ou três personagens para usar em batalha. New Age of Heroes foi o escolhido para entrar na lista por contar com nada menos que 17 personagens dos X-Men, sendo a maioria entre os quase 60 personagens jogáveis.

X-Men: Mutant Academy 2 (2001 - PS1)

Mutant Academy 2, bastante superior ao seu antecessor, é um jogo de luta com gráficos em 3D, mas com jogabilidade em 2.5D. O título, que foi muito bem recebido se comparado com o primeiro título, conta com diversos lutadores, entre heróis e vilões, das histórias dos mutantes, quatro modos de jogo, vários conteúdos extras de personagens e, até mesmo, a participação do Homem-Aranha.

X-Men Legends (2004 - PS2/Xbox/GameCube)

Um dos mais famosos títulos do grupo para os consoles, Legends é um jogo de RPG e ação lançado em 2004 para PS2, Xbox e GameCube, em um sistema de equipe nunca antes visto na história da franquia. Nesta inédita aventura, os X-Men devem, mais uma vez, impedir os planos de Magneto enquanto ensinam uma nova mutante a controlar seus poderes.

Contando com um elenco de 15 personagens e multiplayer local, o jogo te coloca no controle de até quatro membros da equipe para viajar a diversas localidades para descobrir o que Magneto está tramando. O jogo, que conta com sistema de upgrades, customização de personagens e jogabilidade única, serviu de base para a criação de outra grande franquia da Marvel, a famosa Ultimate Alliance.

X-Men Legends II: Rise of Apocalypse (2005 - PS2/PSP/Xbox/GameCube)

Com o sucesso do primeiro título, a Activision garantiu a continuação da franquia com Rise of Apocalypse, trazendo um dos maiores inimigos da equipe como principal antagonista. Lançado em 2005 para PS2, Xbox, GameCube e PSP, um ano após seu antecessor, o jogo apresenta uma parceria entre os X-Men e a Irmandade de Mutantes, os aliados de Magneto, para derrotar uma força maior.

Em questões gráficas e de jogabilidade, poucas foram as mudanças no título em relação ao primeiro. Entre as principais novidades estão o cooperativo online, um elenco mais extenso de personagens e cutscenes com qualidade bastante superior. Legends II: Rise of Apocalypse é considerado um dos melhores jogos dos X-Men.

X-Men Origins: Wolverine (2009 - PS2/PSP/Xbox 360/Wii/DS)

Os jogos baseados em filmes carregam uma fama de péssimas adaptações, e raramente fazem jus à sua inspiração. Mas este não foi o caso de Origins: Wolverine, que teve foco no mutante das garras de adamantium e que foi muito melhor recebido que sua versão das telonas.

Origins: Wolverine é um jogo de ação e hack ‘n slash com forte inspiração em God of War, e trazia uma violência e uma versão do personagem muito mais fiel a sua essência se comparado com qualquer outra adaptação do herói para os consoles. Apesar da recepção mista da mídia, o jogo foi positivamente criticado pelos fãs de Wolverine.



E você, caro leitor, sentiu falta de algum jogo em nossa lista? Comente abaixo qual título dos mutantes merece uma menção honrosa!

Revisão: Ives Boitano

Escreve para o GameBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.


Disqus
Facebook
Google