Vem aí

Prévia: Ghost of Tsushima: o que esperar do último grande exclusivo para o PlayStation 4

O novo título da Sucker Punch promete dar um honroso fim ao legado do PS4 nesta épica aventura.

Estamos prestes a ver a nova geração começar, mas o PlayStation 4 ainda tem uma boa lenha pra queimar antes que o seu sucessor chegue às prateleiras e comece a entrar na casa dos jogadores. Dizem que um dos melhores momentos para se aproveitar um console é justamente no final de sua geração, pois a maior parte dos desenvolvedores já sabe como aproveitar ao máximo o que ele tem a oferecer, além de uma generosa biblioteca de jogos à disposição.




Mesmo com o grandioso legado do PlayStation 4 começando a mostrar sinais de que está começando a deixar o papel de protagonista, antes de passar o bastão para o PlayStation 5 ele ainda tem o que oferecer. E hoje vamos conhecer um pouco do que podemos esperar de Ghost of Tsushima, o título que vai carregar o peso de ser o último grande exclusivo do PS4.

Ilha de Tsushima, Japão, 1274

A Sucker Punch apresenta Ghost of Tsushima como uma história ficcional baseada em fatos históricos. No jogo assumimos o papel do nobre Jin Sakai, nativo da ilha de Tsushima, localizada no Estreito da Coreia, entre a atual Coreia do Sul e a parte sul do arquipélago que compõe o Japão. A trama tem curso durante as invasões do império mongol no fim do século XIII, entre 1274 e 1281.
Invasões mongóis ao Japão entre 1274 e 1281
Jin é criado por seu tio na ilha, onde aprende com ele o honrado e difícil caminho do samurai. Anos depois, em 1274, Jin e um pequeno grupo de guerreiros samurais são a única linha de defesa contra a massiva força de invasão do exército mongol à ilha, aqui lideradas pelo fictício Khotun Khan.

Tendo milagrosamente sobrevivido a investida que dizimou a defesa japonesa, Jin é consumido por uma sede de ódio e vingança, fazendo-o questionar-se sobre o caminho do samurai, e se é este o correto para que sua luta por justiça tenha êxito. Sua jornada o apresentará a um caminho desonroso, despertado durante sua difícil luta contra os invasores mongóis.

A natureza é seu guia

Um dos pontos que chama a atenção em Ghost of Tsushima é a forma como exploramos a ilha. Diferente de outros jogos de mundo aberto, não existem ícones na tela indicando objetivos ou pontos de interesse. A Sucker Punch optou por criar um mundo onde nossa interação com a natureza seja fundamental para nos guiar pelos diversos panoramas e cenários da ilha de Tsushima.
O vento é o guia de Jin pela ilha de Tsushima
Ao marcar um ponto de interesse no mapa, ao invés de usar algum recurso visual característico, o jogador faz com que uma rajada de vento seja invocada por um breve período de tempo, soprando na direção que marcou em seu mapa e agindo como guia. Animais como pássaros e raposas também são importantes para revelar a existência de um ponto de interesse, como pequenos santuários, para que Jin possa interagir e receber alguma recompensa.
Animais ajudam Jin a encontrar pontos de interação espalhados pela ilha
Fumaça, gerada por fogueiras, também são indicadores de pontos de interação com nativos da ilha, provavelmente para acionamento de missões secundárias e outras atividades. A ilha está repleta de vida, convidando o jogador a explorá-la da melhor forma possível durante a jornada de Jin. A ambientação da ilha contará ainda com ciclos de dia e noite e um clima dinâmico, criando diferentes situações durante as abordagens contra os mongóis e na viagem de Jin por Tsushima.

O honrado samurai e o desonroso Ghost

Uma das marcas registradas da Sucker Punch é a dualidade e suas produções. Na série inFamous sempre tivemos um enredo marcado por escolhas e como elas moldam o jogador durante a história, fazendo com que elas tenham efeito direto na forma como o personagem principal evolui e é construído, acarretando em desfechos diferentes em suas narrativas. Isso dá ao jogador a livre opção de ser um herói ou o pior dos vilões.

Em Ghost of Tsushima temos isso novamente ao escolher como realizar as missões de Jin. É possível agir dentro do caminho do samurai, de forma honrosa e disciplinada, enfrentando seus inimigos de forma justa e sempre encarando seus adversários mortos nos olhos.
O samurai deve dominar sua espada para ser capaz de derrotar seus inimigos com velocidade e precisão.
Por outro lado, o caminho do Ghost faz com Jin caminhe por um lado obscuro, fazendo uso de armas que lhe dão vantagem estratégica durante os embates, como kunais, bombas de fumaça e ganchos para acessar locais altos e transpor obstáculos. O visual intimidador também é um artifício usado para usar o medo dos inimigos como aliado para derrotar de forma vil os soldados do exército mongol.
O Ghost é traiçoeiro, usa de artimanhas e do medo para intimidar e matar seus inimigos
Em matéria publicada no PlayStation Blog, Nate Fox, da Sucker Punch, revelou que Ghost of Tsushima não contará com o sistema de karma, uma das principais características de inFamous.
Quanto ao jogador poder escolher, queremos ser claros que não se trata de uma escolha binária para o jogador, é sobre a liberdade do jogador de poder encarar cada desafio da maneira que preferir, usando a armadura que curtir, ou misturando pedaços de conjuntos diferentes. As suas ações também não são limitadas à sua armadura [...] Como mostramos durante o State of Play, aquele cenário no estaleiro terminou de maneiras bem diferentes dependendo da abordagem do jogador à situação.

Jin começa como um samurai, perito em combate com espadas. Conforme desenvolve mais maneiras de lutar, começa a ser conhecido como o Ghost, mas ele nunca perde suas habilidades com a espada. Esta é uma história sobre como Jin cresce e se torna um novo tipo de guerreiro, que usa todas as armas à sua disposição para salvar seu lar. Não importa qual seu método preferido de ataque, espada ou furtividade, a lenda do Ghost crescerá.


Nate Fox, Diretor de Ghost of Tsushima
Outros aspectos comuns no gênero de mundo aberto presentes nele serão a customização visual de Jin, fazendo uso de itens coletáveis pela ilha para criar diversas modificações para suas vestes e armas, e a obtenção de itens para liberar e aprimorar suas técnicas de mobilidade e combate.
O jogador é o responsável por moldar as características e habilidades de Jin durante a história

Uma homenagem ao gênero samurai

A Sucker Punch revelou durante a apresentação do dia 14 de maio que Ghost of Tsushima contará com várias opções para aqueles que são fãs do cinema samurai, marcado pelos eternos clássicos de Akira Kurosawa.

Um filtro de imagem em preto e branco poderá ser ativado antes mesmo do jogo começar para que você possa experimentar o título como se fosse um verdadeiro filme, contando ainda com uma opção de áudio totalmente em japonês, dando mais autenticidade para o título. E, assim como os demais exclusivos do console, ele também terá a opção de jogo totalmente dublado em nosso idioma.
Transforme seu jogo em um verdadeiro filme de samurais
O popular modo foto, feature que está se tornando praticamente obrigatório em muitos títulos, também estará disponível, oferecendo uma generosa gama de opções de filtros, camadas e customizações para criar belas imagens e até vídeos curtos com a trilha do jogo para compartilhar os grandes momentos de sua aventura com seus amigos.

Ilan Eshkeri e Shigeru Umebayashi são os responsáveis pela marcante trilha sonora do game, que contará com faixas cheias de emoção que vão acompanhar o jogador durante a jornada de Jin na ilha de Tsushima. Confira as declarações e algumas prévias do que nos aguardam a partir de 17 de julho no jogo e também nas plataformas digitais de música.
Desde a nossa primeira reunião, percebi que Ghost contava uma forte jornada emocional. As equipes da Sucker Punch e da PlayStation foram inspiradoras e generosas com sua criatividade, então soube na hora que adoraria trabalhar no jogo.

O tema de Jin, “The Way of the Ghost,” foi uma das primeira peças que escrevi. [...] É sobre como o povo de Tsushima o enxerga. Ele é seu heróis: forte, infalível, inspirador e cheio de esperança, mas o que realmente me fascinou sobre Jin é o contraste do que está acontecendo dentro dele. Para salvar seu lar e o povo que ele ama, ele deve ir contra tudo que foi ensinado a acreditar, e quebrar o código dos Samurai. Pelo jogo, Jin é um, personagem em conflito emocional, e acima de tudo, foi isso que me atraiu à Ghost.


Ilan Eshkeri

Nasci na cidade de Kita-Kyushu, que fica próxima da ilha de Tsushima. Entretanto, nunca estive lá pessoalmente, e não era familiar com a história de Tsushima antes de trabalhar neste game. Agora que faço parte do projeto, acho que seria uma ótima oportunidade para visitar.

Quando estava compondo músicas para o game, me inspirei na natureza, clima, estilo de vida e música clássica japonesa. As minhas composições usam vários instrumentos japoneses, como Shakuhachi, Koto, e o Taiko japonês. Mas os instrumentos não são nada sem quem os toca. Para mim, vejo músicos como avatares de mim mesmo. Materializam a música que conceitualizei, e a entregam aos ouvintes. Sem essa colaboração, seria apenas um músico de rua que todos ignoram.

Quando as pessoas ouvem a música do jogo, espero que sintam o coração das pessoas de Tsushima – aqueles que amam a terra, vivendo com as dádivas da terra, e dos guerreiros que aprendem a usar suas katanas e seguem o caminho do samurai.


Shigeru Umebayashi

Uma tempestade se aproxima

Ghost of Tsushima foi desenvolvido pela Sucker Punch, a mesma que lançou inFamous: Second Son em 2014, um dos primeiros grandes exclusivos do início da vida do PlayStation 4. Coincidentemente, agora cabe a ela a honra de desenvolver o jogo que pode ser “o último samurai” do console antes do lançamento do PlayStation 5. É uma grande responsabilidade para a empresa, dado o tempo entre os dois trabalhos.

Nossa expectativa é que Ghost of Tsushima seja sim um título memorável, tendo a honra de nos agraciar com uma das melhores aventuras que o PS4 ainda pode nos oferecer. Estamos ansiosos para a chegada desta verdadeira tempestade. Não deixe de conferir nossas impressões em nossa análise na próxima semana.

Ghost of Tsushima: PS4
Desenvolvedora: Sucker Punch
Gênero: Ação, Aventura
Lançamento: 17 de julho de 2020
Expectativa: 5/5
Revisão: José Carlos Alves

Tecnólogo em Gestão Ambiental, produtor do BlastCast e sincero até demais. Jogador casual de muitos e hardcore em poucos. Adora jogos multiplayer que causam discórdia e fogo no parquinho. @XelaoHerege


Disqus
Facebook
Google