Vem aí

Prévia: Trials of Mana (Multi), um RPG memorável, retornando em sua melhor forma

A clássica história dos heróis para salvar a Deusa será recontada em 2020 para reconquistar veteranos e emocionar a nova geração de jogadores.


É válido dizer que uma grande injustiça está sendo finalmente reparada com a vinda oficial de Seiken Densetsu 3 para o ocidente. A espera parece ter valido a pena, pois não se resumindo apenas a uma localização oficial disponível na coletânea Collection of Mana (Switch), ele retornará como um belíssimo remake pela própria Square Enix em 24 de abril para PC e a atual geração de consoles.

A clássica história de seis heróis, cada um com suas próprias intenções mas com um destino em comum, será recontada em Trials of Mana, remake do RPG lançado em 1995 para o Super Nintendo.

A Deusa, os Benevodons e os Heróis

A trama de Trials of Mana coloca seis heróis como responsáveis por defender o mundo de uma ameaça causada por uma força de puro mal que deseja libertar os oito Benevodons, criaturas malignas que foram aprisionadas em Pedras de Mana pela própria Deusa em diferentes locais do mundo. As pedras ficaram sob vigilância de espíritos mágicos que representam os oito elementos da vida.


Quando o mal começa a agir, estes seis jovens heróis são vitimados de alguma forma por vilões diretamente ligados às intenções malignas que desejam trazer o mal de volta ao mundo. Com suas próprias motivações, e com a ajuda de Faerie, uma fada emissária, surge a necessidade de encontrar o Santuário do Mana, e usar o poder da espada sagrada cravada na raiz da árvore onde a Deusa adormece para fazerem sua justiça e banir o mal.



O destino reúne os heróis em uma gigantesca aventura, que vai moldá-los para as grandiosas e difíceis batalhas para encontrar os oito espíritos guardiões e o Santuário onde a Deusa e a espada sagrada descansam, e para defender o mundo do mal que deseja dominá-lo outra vez.

Um mundo renovado

O remake é um prato cheio para os jogadores veteranos que já eram apaixonados por Seiken 3. Saindo do clássico estilo visual dos jogos de RPG da época do SNES, agora somos apresentados a um mundo mais rico e vivo neste RPG de ação, mas ainda mantendo o charme de sua essência original.

A ambientação nas várias localidades do vasto mundo de Trials of Mana se mostram exuberantes e belíssimas sob essa nova perspectiva. Chega a ser emocionante a ideia de correr livremente pelas cidades que já conhecíamos bem no original, agora com mais detalhes e locais para explorar. Somando-se a isso que agora temos também diálogos dublados em dois idiomas (inglês e japonês), é certo que nossa viagem por este mundo renovado será excelente.



Esta nova ambientação adiciona também uma verticalidade na exploração e nas batalhas. No original a ação de pulo não existia, se mostrando muito útil e necessária nesta releitura para a exploração, onde novos caminhos se revelam, e nos combates, que agora exigirão muito mais habilidade do jogador.

O combate evoluiu, levando as batalhas para o ar e proporcionando novas táticas de combate com ataques fracos, fortes e até carregados, além de adicionar a nova ação de esquiva e sem esquecer dos movimentos especiais únicos de cada herói, característica já presente no game original. Batalhas mais fluidas, ágeis e precisas com certeza conquistarão novos jogadores e farão os veteranos abrirem um imenso sorriso, pois agora teremos mais agilidade em um controle que não era tão bom na versão original.




Mas um dos pontos que deve agradar mais os jogadores, principalmente os veteranos, vem do departamento musical. As composições de Hiroki Kikuta continuam embalando o ritmo de aventura e potencializando os momentos climáticos da história, contando agora com o próprio como supervisor neste departamento.

As trilhas de Trials of Mana serão apresentadas totalmente refeitas, possibilitando ainda que o jogador possa desfrutar o game com as músicas originais, se assim preferir. Confira algumas:

Meridian Child
Powell

Meridian Child
Powell

Os ciclos de tempo continuarão presentes com uma semana dividida em dias e períodos diurnos e noturnos, e provavelmente ainda contando com suas respectivas particularidades, como os dias de oferta nas lojas, os que determinadas magias ficam mais poderosas, e a forma bestial de Kevin, o homem-fera, que só é acessível durante a noite.

Heróis mais elaborados

Se o sistema de combate evoluiu, o mesmo pode ser dito para a forma como os heróis crescem no remake.

No original, quando um dos personagens sobe de nível, o jogador recebe um ponto que deve ser imediatamente atribuído a um atributo, como força, defesa ou inteligência. Nesta nova versão, além de ter seus status base aprimorados, cada herói receberá pontos de treinamento e o jogador administrará como distribuí-los entre os diferentes atributos, desbloqueando bônus individuais (bônus de força, de resistência etc) ou mesmo compartilhados com outros integrantes do grupo.



O sistema de classes dos heróis continua presente em Trials of Mana, também trazendo novidades. Além das sete classes para cada um dos seis heróis, como no original, uma classe final para cada alinhamento – Luz ou Trevas – foi adicionada, tornando ainda mais interessante a forma como o jogador vai evoluir seu grupo de personagens.



Como o jogador tem que escolher 3 personagens para sua aventura, matematicamente temos 20 combinações diferentes de grupos para montar e partir em nossa aventura. Juntando isso com as várias classes disponíveis para os heróis, é fácil perceber como jogar a aventura apenas uma vez não será suficiente para aproveitar ao máximo o que Trials of Mana terá para oferecer.

Você aceita o convite?

Quando o original foi lançado em 1995 uma série de empecilhos não deixaram o game sair do Japão, nos deixando a mercê de traduções não oficiais mas ainda permitindo que pudéssemos viver essa aventura. Após 25 anos, renovado e ainda aclamado, Trials of Mana, assim como outros remakes, apresenta uma nova abordagem de uma obra que agora conta com tecnologia e competência para mostrar sua verdadeira visão.



Uma versão de demonstração está disponível para PC, PS4 e Switch, permitindo que você possa experimentar o início da história e, quem sabe, criar o clima que você precisa para embarcar nesta épica jornada.

É um título que merece nossa atenção não só pela sua história como produto, mas também pela ótima experiência que Seiken Densetsu 3 apresentou em 1995 e agora renasce em 2020 para se consagrar como um dos melhores RPGs da história dos videogames.

Trials of Mana: PC/PS4/Switch
Desenvolvedor: Square Enix
Gênero: RPG/Ação
Lançamento: 24 de abril de 2020
Expectativa: 5/5
Revisão: Thiago Monte

Tecnólogo em Gestão Ambiental, produtor do BlastCast e sincero até demais. Jogador casual de muitos e hardcore em poucos. Adora jogos multiplayer que causam discórdia e fogo no parquinho. @XelaoHerege


Disqus
Facebook
Google