CBLoL 2020: O lendário Draven de brTT, Vivo Keyd perto dos playoffs e muito mais na semana 07

Campeonato retornou de maneira online e se aproxima do final da fase de pontos.



Após pausa forçada pela pandemia do novo coronavírus, a Primeira Etapa da edição de 2020 do Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLoL) voltou com jogos online e já na super semana — rodada tripla que aconteceu na sexta, sábado e domingo. Provando o equilíbrio da competição, sete das oito equipes conquistaram, ao menos, uma vitória. A única que saiu em branco foi a Redemption, que agora amarga a última posição na tabela de classificação. Já na parte de cima, Vivo Keyd e Flamengo se revezam na liderança e a paiN vai se aproximando dos líderes. Confira, logo abaixo, o resumo de todas as partidas que acontecerem neste retorno do torneio.



paiN embalando

A Prodigy tentou surpreender a paiN logo no início da partida, com um gank na rota central que tinha tudo para terminar com o First Blood sobre o meio tinowns. No entanto, graças a uma resposta rápida, o primeiro abate acabou com o caçador SeongHwan. A vantagem conquistada na jogada permitiu que a paiN garantisse o Dragão Infernal. Para não ficar muito atrasada, a PRG derrotou o Arauto e o utilizou para derrubar a  T1 do topo.

Alguns minutos mais tarde, o confronto se intensificou em uma luta dentro da selva da Prodigy. A paiN levou a melhor na team fight, com três abates — sendo um Double Kill de tinowns —, além da demolição da T1 da rota inferior. Depois de ver mais dois dragões na conta inimiga, a PRG teve que se contentar apenas com o segundo Arauto, que rendeu a derrubada da T1 e uma cabeçada na T2 da rota inferior.

Para tentar voltar para o jogo, a Prodigy armou uma luta no meio, mas foi derrotada com três de seus integrantes eliminados. A vitória na luta abriu caminho para a paiN se fortalecer com o Barão e a desesperada PRG foi para o covil do dragão evitar que os adversários também conquistassem a alma. Porém, o resultado foi trágico para a Prodigy, que ficou com o buff, mas sofreu o Ace, com um Quadra Kill de tinowns. A paiN tinha controle total do mapa, que foi fundamental para o time adquirir a alma das Nuvens e também o segundo Barão. Energizada, a equipe invadiu a base da PRG, eliminando quem aparecesse pela frente, e demoliu o Nexus para solidificar o seu bom momento.


Prodigy — lado azul

fNb (Pantheon) — 3/6/5
Yampi (Taliyah) — 3/4/4
Aloned (Qiyana) — 1/4/5
Garo (Ezreal) — 3/3/2
Wos (Alistar) — 1/5/7

paiN — lado vermelho

Yang (Orn) — 1/4/12
SeongHwan (Jarvan IV) — 6/1/15
tinowns (Zoe) — 10/0/7
brTT (Aphelios) — 4/3/9
Key (Taric) — 1/3/17

Bans

Prodigy: LeBlanc / Kalista / Sett / Tahm Kench / Lee Sin
paiN: Elise / Syndra / Renekton / Heimerdinger / Varus
MVP: tinowns

Vitória rápida

A Vivo Keyd teve um early game melhor do que a Redemption, pressionando em todas as rotas, garantindo o primeiro dragão (Nuvens) e também o Arauto — que derrubou a T1 da rota inferior e deu outra cabeçada na T2. A RDP estava mais concentrada na parte superior do mapa, tentando adquirir recursos com as barricadas e alguns abates, por isso, não se preocupou em contestar o segundo dragão da equipe adversária. Com isso, o buff Infernal acabou com os Guerreiros, que também levaram mais um Arauto — usado no meio e que ajudou a iniciar uma team fight.

Nesta luta, a Keyd aplicou o Ace, com dois Double Kill — um do meio NOsFerus e outro do caçador Grell. A vitória permitiu que a equipe derrubasse a T2 do meio e também abatesse o seu terceiro dragão, um da Montanha. A superioridade dos Guerreiros era tamanha que a alma da Montanha foi apenas questão de tempo. Com o buff dos dragões, a Keyd nem precisou do Barão para invadir a base adversária, castigar a RDP com mais algumas eliminações e derrubar o Nexus aos 26 minutos de partida.


Vivo Keyd — lado azul

Robo (Orn) — 3/2/10
Grell (Trundle) — 4/0/10
NOsFerus (LeBlanc) — 7/0/9
Klaus (Varus) — 4/1/7
Professor (Thresh) — 0/1/9

Redemption — lado vermelho

Glowcore (Sylas) — 0/2/1
Sephis (Sejuani) — 1/4/3
Krastyel (Zoe) — 2/3/0
Patrick (Aphelios) — 1/6/2
BocaJR (Braum) — 0/3/3

Bans

Vivo Keyd: Sett / Kalista / Senna / Yasuo / Ekko
Redemption: Renekton / Irelia / Olaf / Karthus / Jarvan IV
MVP: NOsFerus

Domínio dos objetivos

A FURIA Uppercut sofreu com as boas chamadas da INTZ no começo do jogo. Primeiro, foi um teleporte na rota inferior que garantiu dois abates para os Intrépidos e depois um dive na parte superior do mapa que resultou em outra eliminação. A vantagem facilitou a conquista do Dragão da Montanha e do primeiro Arauto. Os Panteras tentaram diminuir o placar de objetivos com o buff do dragão, porém, em uma team fight ao redor do covil, a INTZ garantiu o bônus e mandou três adversários para a base.

Crescendo muito rápido e dominando as ações, a INTZ usou a imensa vantagem para conseguir o segundo Arauto — usado para derrubar a T2 da rota inferior e abrir espaço para que o time pegasse o seu terceiro dragão. Ciente de seu bom momento, os Intrépidos foram para o Barão, enquanto o topo Tianci distraia três jogadores da FURIA na rota inferior. O buff do Na'Shor foi para a INTZ, mas uma grande luta teve início logo na sequência, em que os Panteras deixaram somente dois adversários vivos e com o bônus.

Apesar de ter evitado um prejuízo maior, a FURIA tomava algumas decisões estranhas, por exemplo, mandando três jogadores para a rota topo eliminar e derrubar a T2, enquanto a INTZ empurrava o meio e conquistava a alma das Nuvens. Sem realmente serem ameaçados em nenhum momento, os Intrépidos apenas esperaram o segundo Barão surgir para se fortalecerem e demolir o Nexus rival.


INTZ — lado azul

Tianci (Sett) — 2/2/4
Shini (Jarvan IV) — 1/1/8
Hauz (Syndra) — 7/1/5
micaO (Varus) — 4/1/5
RedBert (Thresh) — 1/0/9

FURIA Uppercut — lado vermelho

Tyrin (Aatrox) — 1/3/1
Minerva (Karthus) — 3/2/0
Anyyy (Azir) — 1/3/2
Alternative (Aphelios) — 0/2/2
Damage (Braum) — 0/5/3

Bans

INTZ: Renekton / Senna / Zoe / Lucian / Nautilus
FURIA Uppercut: Gragas / Kalista / Camille / Irelia / Olaf
MVP: Hauz

No limite do equilíbrio

O duelo entre Flamengo e KaBuM! começou acelerado. Em uma boa movimentação, o meio Goku garantiu o First Blood na rota superior, mas a resposta veio na parte inferior do mapa, com os Ninjas ficando com o Dragão da Montanha. O time Rubro-Negro tomou a dianteira ao levar o Arauto, o Dragão Infernal e, alguns minutos mais tarde, o Dragão do Oceano. Porém, a KaBuM! voltou para o jogo em um excelente engage do caçador Wiz na rota do meio, dando início a uma team fight que acabou com três jogadores do Flamengo eliminados e as portas abertas para o Barão.

Os Ninjas usaram o bônus para derrubar toda a linha T1 e conquistar o buff do Oceano. Depois disso, a partida esfriou, até o momento em que o Na'Shor retornou para Summoner's Rift. Desta vez, foi o Flamengo que se fortaleceu com ele e o utilizou para mandar para o chão a T3 do meio. Os dois times estavam muito cautelosos e trocaram objetos alguns minutos mais tarde: o Flamengo ficou com o dragão do Oceano, enquanto a KaBuM! levou o Barão, que permitiu a demolição do inibidor da rota central.

Quando o sétimo dragão surgiu, as equipes se organizaram para tentar a alma. O bônus ficou com os Rubro-Negros, que já haviam dominado a região em torno do covil e depois partiram para o Barão, derrotado sem contestação. Com o Na'Shor, o Flamengo derrubou o inibidor do topo e recuou para sua própria base. Quando voltou para o mapa, a equipe encontrou uma ótima luta dentro da selva adversária, que acabou com três Ninjas eliminados. Com isso, ficou fácil focar o Nexus da KaBuM! e garantir a vitória.


Flamengo — lado azul

WooFe (Orn) — 0/4/14
Ranger (Jarvan IV) — 0/5/17
Goku (Syndra) — 9/3/6
Absolut (Aphelios) — 11/2/4
Jojo (Blitzcrank) — 2/3/13

KaBuM! — lado vermelho

Parang (Jayce) — 4/7/9
Wiz (Lee Sin) — 4/4/9
Tutsz (Azir) — 4/2/10
Disave (Varus) — 5/3/9
Ceos (Thresh) — 0/6/15

Bans

Flamengo: LeBlanc / Senna / Elise / Olaf / Ekko
KaBuM!: Kalista / Sett / Renekton / Rek’Sai / Irelia
MVP: Jojo


Em busca dos playoffs

Vendo os principais concorrentes pela vaga nos playoffs vencendo, a Prodigy precisava pontuar contra a Redemption para manter seu lugar entre os quatro primeiros da tabela de classificação. A meta começou a ser alcançada logo no início da partida, em uma jogada que terminou com Double Kill para o meio Aloned, além do Dragão do Oceano na conta da PRG. A vantagem construída cedo permitiu que a equipe também ficasse com o Arauto e o Dragão Infernal.

Em um momento melhor, a Prodigy marchou para o covil do Arauto em busca de mais um bônus e teve que se defender de uma contestação da RDP. Ainda longe do seu pico de poder, a Redemption perdeu o objetivo e ainda sofreu duas eliminações de brinde. O jogo parecia encaminhado, até que a PRG tentou garantir o Barão e teve que encarar uma sangrenta team fight, que terminou com nove eliminações e somente o caçador Sephis vivo. A RDP mostrou que estava viva logo na sequência, quando roubou o Dragão da Montanha e evitou que a alma fosse para as mãos adversárias.

No entanto, a esperança da Redemption durou pouco. A PRG novamente partiu para o covil do Barão e, desta vez, conseguiu o bônus. Fortalecida, avançou pela rota do meio e derrubou o inibidor. Depois, bastou recuar para capitalizar de vez a vantagem e fazer a última investida contra a base inimiga. Colecionando alguns abates antes, a Prodigy focou o Nexus e saiu vitoriosa.


Redemption — lado azul

Glowcore (Sett) — 2/4/3
Sephis (Lee Sin) — 3/3/4
Krastyel (Corki) — 3/3/3
Patrick (Varus) — 1/3/8
BocaJR (Thresh) — 0/3/9

Prodigy — lado vermelho

fNb (Neeko) — 6/3/5
Yampi (Trundle) — 0/2/8
Aloned (Azir) — 7/1/6
Garo (Aphelios) — 2/1/9
Wos (Tahm Kench) — 1/2/8

Bans

Redemption: Elise / Renekton / Kalista / Aatrox / Nautilus
Prodigy: Yasuo / Orn / Rumble / LeBlanc / Ekko
MVP: Aloned

Hora da "zebra" 

Sempre que o líder enfrenta o lanterna, a tendência é que a vitória fique com a equipe que está na primeira posição. Mas, neste equilibrado CBLoL, essa regra não existe. A KaBuM! pressionou a Vivo Keyd desde os primeiros minutos. Enquanto os Guerreiros tentavam um gank no topo, os Ninjas aproveitaram a janela para derrotar o Dragão Infernal. Mais tarde, uma grande luta estourou nos arredores do covil do Arauto, em que a KaBuM! ficou com o objetivo e mais três eliminações. Não satisfeita, a Keyd tentou voltar para a batalha assim que seus jogadores reviveram e acabou sofrendo outros dois abates.

O forte early game da KaBuM! permitiu que a equipe também levasse o segundo Arauto e mais três dragões. As coisas davam totalmente certo para os Ninjas até mesmo quando eram os Guerreiros que tentavam a jogada, como aconteceu em uma luta na selva iniciada pela Keyd em que a KaBuM! aplicou o Ace e removeu todos os obstáculos do caminho para o Barão.

Com a força do Na’Shor, a KaBuM! levou para o chão toda a linha de T2 e também garantiu a alma das Nuvens. Sem mais como parar os adversários, a Keyd tentava de tudo para proteger sua base. Mas, os Ninjas vinham como um terremoto, colecionando abates e demolindo estruturas por todo o mapa. Aos 28 minutos de partida, com 30 eliminações no placar — mais de uma por minuto —, a KaBuM! focou o Nexus e derrubou o líder.


KaBuM! — lado azul

Parang (Rumble) — 7/5/12
Wiz (Olaf) — 7/2/12
Tutsz (Ekko) — 8/0/13
Disave (Aphelios) — 8/2/6
Ceos (Thresh) — 0/2/17

Vivo Keyd — lado vermelho

Robo (Maokai) — 0/7/8
Grell (Pantheon) — 4/6/4
NOsFerus (Camille) — 6/7/4
Klaus (Syndra) — 0/4/4
Professor (Blitzcrank) — 1/6/5

Bans

KaBuM!: LeBlanc / Varus / Orn / Irelia / Karthus
Vivo Keyd: Elise / Kalista / Sett / Renekton / Jayce
MVP: Tutsz

De volta ao topo

A derrota da Vivo Keyd era o que o Flamengo precisava para reassumir a liderança, e a equipe começou acelerando para cima da INTZ. Com jogadas que sempre envolviam o caçador Ranger, o Rubro-Negro já acumulava seis eliminações aos seis minutos de partida. Com tamanha vantagem, o Dragão das Nuvens e o Arauto foram facilmente conquistados pelo Flamengo. Por outro lado, os Intrépidos tentaram um pick off na parte superior do mapa para eliminar o topo WooFe e voltar para o jogo, porém viram os adversários respondendo na rota inferior, com a derrubada da T1 e o Dragão Infernal.

A pressão do Flamengo era tão intensa que Ranger conquistou o segundo Arauto e o utilizou imediatamente na rota superior, derrubando a T1 e dando uma cabeçada na T2. Simultaneamente, os Rubro-Negros também demoliam a T1 do meio. Sem parar, o Flamengo conseguiu o terceiro dragão, um da Montanha, sem dar nem tempo de a INTZ pensar em roubar. Parecia que a vitória era questão de tempo, mas os Intrépidos encontraram uma ótima iniciação no meio, que terminou com duas eliminações e a derrubada da T1 e T2.

A boa jogada aumentou a confiança da INTZ, que venceu outra team fight no meio e partiu para o covil do Barão. No entanto, o resultado foi desastroso. Ranger roubou o Barão e o Flamengo eliminou quatro adversários. Para piorar, o Rubro-Negro também adquiriu a alma da Montanha na sequência. Com os bônus, o Flamengo derrubou a T3 da rota inferior e voltou a ter pressão no mapa. Depois, a equipe ainda conquistou o segundo Barão e o Dragão Ancião antes de invadir a base adversária, explodir o Nexus e retornar para a ponta da tabela.


INTZ — lado azul

Tianci (Sylas) — 3/5/3
Shini (Gragas) — 2/3/5
Hauz (Tristana) — 0/2/6
micaO (Aphelios) — 2/3/3
RedBert (Trundle) — 1/3/6

Flamengo — lado vermelho

WooFe (Orn) — 2/3/9
Ranger (Kindred) — 4/1/10
Goku (Cassiopeia) — 3/1/4
Absolut (Miss Fortune) — 5/1/7
Jojo (Nautilus) — 2/2/7

Bans

INTZ: Renekton / Elise / Varus / LeBlanc / Zoe
Flamengo: Kalista / Senna / Sett /Syndra / Thresh
MVP: Ranger

Vitória em uma jogada

A FURIA Uppercut iniciou a partida contra a paiN focada nos objetivos, ficando com o Dragão do Oceano e o Arauto. Já os adversários estavam preocupados em coletar recursos com as barricadas na parte inferior do mapa. O começo do confronto prosseguiu lento, com os times trocando buffs. Se a paiN levava o Dragão da Montanha, os Panteras garantiam o Arauto. Uma grande luta só estourou quando o terceiro dragão pousou em Summoner's Rift. As equipes se organizaram para tentar o bônus, que ficou com a FURIA, porém a paiN saiu da team fight com três eliminações no placar e foi para o Barão.

Com o Na'Shor, a paiN foi criando pressão ao derrubar toda a linha de T2. Mais forte, bastava somente aguardar o segundo Barão nascer para se abastecer com o combustível que faltava para finalizar a partida. No entanto, a FURIA aproveitou um excelente pick off na rota do meio para iniciar uma bela team fight. A luta terminou com o Ace para os Panteras, que nem deram atenção ao Barão e foram diretamente para a base inimiga.

Aproveitando a superioridade numérica, a FURIA destruiu o inibidor do meio e não recuou. O foco passou a ser as torres do Nexus e a própria estrutura principal. Conforme iam renascendo, os jogadores da paiN faziam de tudo para impedir a derrota, mas não foi o suficiente. A FURIA focou o Nexus e garantiu a vitória.


FURIA Uppercut — lado azul

Tyrin (Aatrox) — 0/1/6
Minerva (Olaf) — 3/3/3
Anyyy (Rumble) — 3/0/5
Alternative (Miss Fortune) — 2/0/5
Damage (Nautilus) — 1/4/7

paiN — lado vermelho

Yang (Gangplank) — 1/2/3
SeongHwan (Jarvan IV) — 3/2/5
tinowns (LeBlanc) — 1/2/2
brTT (Aphelios) — 3/1/4
Key (Alistar) — 0/2/6

Bans

FURIA Uppercut: Kalista / Orn / Renekton / Taric / Braum
paiN: Thresh / Senna / Sett / Zoe / Kassadin
MVP: Anyyy

Marca negativa da Redemption

INTZ e Redemption se enfrentaram com um objetivo em comum: não acumular mais derrotas do que vitórias na super semana. A ação na partida começou logo cedo, com o caçador Shini roubando o Dragão do Oceano que havia sido iniciado pela RDP. Os Intrépidos levaram ainda o Arauto e o segundo dragão nos minutos seguintes, além de colecionarem abates pelo mapa. A INTZ era muito superior e não teve problemas para garantir o seu segundo Arauto e mais um dragão, enquanto que a Redemption tentava reduzir o prejuízo com algumas eliminações.

Quando mais um dragão surgiu, a INTZ foi para o covil se fortalecer com a alma da Montanha. A RDP até tentou contestar, mas não tinha a força necessária para machucar os Intrépidos. Fazendo o que bem entendesse pelo mapa e sem ser ameaçada, a INTZ ainda ficou com o Barão e o Dragão Ancião antes de invadir o território adversário e derrubar o Nexus. Além de ter que assistir sua base caindo, a Redemption amargou a terceira derrota na super semana — sendo a única das oito equipes que não venceu nesta rodada tripla.



INTZ — lado azul

Tianci (Aatrox) — 6/2/3
Shini (Trundle) — 2/1/8
Hauz (Zoe) — 6/2/6
micaO (Senna) — 3/1/7
RedBert (Tahm Kench) — 1/0/10

Redemption — lado vermelho

Glowcore (Orn) — 0/3/2
Sephis (Graves) — 1/4/4
Krastyel (Kassadin) — 2/2/4
Patrick (Vel’Koz) — 1/4/2
BocaJR (Thresh) — 2/5/2

Bans

INTZ: Renekton / Varus / Kalista / Syndra / LeBlanc
Redemption: Sett / Camille / Gragas / Irelia / Sylas
MVP: Tianci

O topo é meu

A Vivo Keyd enfrentou a Prodigy querendo retomar a liderança que havia sido perdida no sábado. Os Guerreiros iniciaram a partida punindo pequenos deslizes da PRG, apesar de não terem conseguido nenhum abate. As iniciativas foram recompensadas mais tarde, com o primeiro dragão do jogo, um das Nuvens, e o First Blood sobre o meio Aloned, após ótimo dive na rota central. A Prodigy reduziu o prejuízo conquistando o Arauto, usado para derrubar a T1 do topo e dar uma cabeçada na T2.

Os Guerreiros avançavam pelo mapa inteiro, conquistando o segundo dragão na parte inferior, acumulando abates no meio e derrubando torres no topo. Após liberar o Arauto na rota central, a Keyd levou o seu terceiro dragão. A situação era bastante tranquila, até que a Prodigy encontrou uma bela iniciação, que resultou no Ace para a PRG — com um Triple Kill do topo fNb. Porém, a alegria durou pouco e os Guerreiros retomaram o controle da situação com uma team fight que terminou em duas eliminações na conta da Keyd e mais a alma do Oceano.

Os Guerreiros ainda impediram que a PRG fizesse o Barão, expulsando os adversários do covil e conquistando o Na’Shor logo depois. Com o bônus, a Keyd abriu a base inimiga, derrubando o inibidor do meio. A Prodigy teve sua última chance no covil do Dragão Ancião, que havia sido iniciado pelos adversários. Porém, a Keyd ficou com o buff e ainda aplicou o Ace. Com isso, bastou invadir a base inimiga para derrubar o Nexus e torcer contra o Flamengo para voltar para a liderança.


Prodigy — lado azul

fNb (Pantheon) — 4/5/5
Yampi (Jarvan IV) — 2/3/8
Aloned (Rumble) — 1/6/8
Garo (Miss Fortune) — 3/5/7
Wos (Nautilus) — 1/6/6

Vivo Keyd — lado vermelho

Robo (Kled) — 3/4/7
Grell (Olaf) — 3/4/15
NOsFerus (Syndra) — 5/1/13
Klaus (Aphelios) — 8/1/9
Professor (Thresh) — 6/1/13

Bans

Prodigy: LeBlanc / Karthus / Orn / Maokai / Ekko
Vivo Keyd: Elise / Sett / Renekton / Trundle / Taliyah
MVP: Professor

Saldo positivo

Animada após a vitória sobre a Vivo Keyd, a KaBuM! fechou sua participação na super semana contra a FURIA Uppercut. A partida começou da pior maneira possível para os Ninjas, que viram o Dragão das Nuvens sendo roubado pelo caçador Minerva e a luta que estourou logo na sequência terminando com três abates para os Panteras, sendo um Double Kill para o atirador Alternative. A situação somente piorava para a KaBuM!, que sofreu mais duas eliminações pouco depois e não teve como contestar o Arauto e o segundo dragão dos adversários.

A FURIA colecionava buffs, com o terceiro bônus dos dragões, e os Ninjas tentavam se manter vivos com algumas eliminações pelo mapa. A pressão dos Panteras era tão intensa que aos 20 minutos todo o time já estava batendo na T3 da rota inferior. A KaBuM! ganhou uma sobrevida ao conseguir o seu primeiro Dragão do Oceano, evitando que a alma fortalecesse ainda mais a equipe inimiga.

Porém, com toda a vantagem que tinha, a FURIA derrotou o Barão e se fortaleceu ainda mais para a team fight decisiva do game, que aconteceu no covil do dragão. Os Panteras iniciaram o bônus e a KaBuM! tentou contestar, porém viu a FURIA ficar com a alma do Oceano e mais quatro abates. Sem mais ninguém pelo caminho, os Panteras invadiram a base adversária e explodiram o Nexus.


FURIA Uppercut — lado azul

Tyrin (Sett) — 3/3/8
Minerva (Olaf) — 4/0/11
Anyyy (Zoe) — 3/0/14
Alternative (Senna) — 7/0/10
Damage (Tahm Kench) — 2/1/12

KaBuM! — lado vermelho

Parang (Aatrox) — 2/6/2
Wiz (Trundle) — 1/4/2
Tutsz (Ekko) — 0/1/2
Disave (Aphelios) — 1/5/1
Ceos (Nautilus) — 0/3/2

Bans

FURIA Uppercut: Kalista / Lee Sin / Braum / Kassadin / LeBlanc
KaBuM!: Rumble / Renekton / Orn / Vladimir / Azir
MVP: Alternative

O Draven de brTT

O duelo entre Flamengo e paiN foi a melhor maneira de terminar a super semana, ainda mais com o atirador brTT utilizando o seu lendário Draven. O jogo começou bem equilibrado, com os Rubro-Negros levando uma pequena vantagem nos objetivos ao conquistarem o Dragão do Oceano e o Arauto. Porém, a paiN foi invertendo a situação com abates e garantindo também o seu primeiro dragão. A partida era totalmente igual, se a paiN derrotava o Arauto, o Flamengo descontava com mais um dragão.

Uma grande team fight explodiu quando o Rubro-Negro foi tentar o buff das Nuvens e viu os adversários se organizando para a contestação. A paiN até conseguiu ficar com o bônus, porém teve quatro de seus integrantes abatidos. Sem o dragão, mas com a vantagem numérica, o Flamengo foi para o covil do Barão e conseguiu tranquilamente o bônus. Com o Na'Shor, o Fla derrubou a T3 da rota inferior e levou o seu terceiro dragão.

A partida parecia que se encaminhava para o lado Rubro-Negro, mas a paiN renasceu em uma sangrenta luta no rio, que terminou com oito eliminações — quatro para cada lado — sendo um Triple Kill de brTT. Pouco mais tarde, o Flamengo tentou uma iniciação no meio, mas a paiN encaixotou os adversários e os castigou com quatro abates, sem ter perdido ninguém. A desastrosa luta do Flamengo abriu caminho para a paiN invadir a base adversária, demolir tudo pelo caminho e garantir a vitória.


Flamengo — lado azul

WooFe (Rumble) — 3/1/6
Ranger (Jarvan IV) — 0/4/9
Goku (Zoe) — 3/4/6
Absolut (Varus) — 3/2/7
Jojo (Sett) — 2/3/6

paiN — lado vermelho

Yang (Renekton) — 2/1/8
SeongHwan (Lee Sin) — 2/2/8
tinowns (Azir) — 6/2/7
brTT (Draven) — 4/2/9
Key (Thresh) — 0/4/10

Bans

Flamengo: LeBlanc / Orn / Aphelios / Jhin / Miss Fortune
paiN: Elise / Kalista / Syndra /Blitzcrank / Nautilus
MVP: brTT

Foto de capa: LoL Esports BR

É jornalista e obcecado por games (não necessariamente nessa ordem). Seu vício começou com uma primeira dose de Super Mario World e, desde então, não consegue mais ficar muito tempo sem se aventurar em um bom jogo. Diretor de Redação do Nintendo Blast.


Disqus
Facebook
Google