CBLoL 2020: Aphelios imoral, Keyd na liderança, 0-2 do Flamengo e muito mais na semana 05

Vivo Keyd aproveita o tropeço duplo do Flamengo e assume a ponta da tabela.



A Primeira Etapa da edição de 2020 do Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLoL) tem novo líder. Após vencer o Flamengo e ver o ex-primeiro colocado tropeçar no dia seguinte, a Vivo Keyd assumiu a ponta da tabela. O final de semana em Summoner's Rift contou ainda com a estreia da estratégia da Fasting Senna e um inacreditável ultimate de Aphelios que ajudou os Guerreiros na vitória sobre os Rubro-Negros. Confira, logo abaixo, o resumo de todas as partidas que acontecerem no sábado e domingo.


Fugindo da lanterna

Ocupando as últimas posições na tabela, KaBuM! e Redemption brigavam para fugir da lanterna. A partida começou com as atenções divididas: enquanto os Ninjas construíam vantagem com o topo Parang e conquistavam o primeiro Arauto, a RDP estava mais atenta na metade inferior do mapa, se fortalecendo com o buff da Montanha. A estratégia da KaBuM! se mostrou mais eficiente quando o segundo dragão pousou em Summoner's Rift. Parang brilhou com um Double Kill e viu sua equipe levar o bônus Infernal.

A pressão da KaBuM! se tornava cada vez mais insustentável e quando a Redemption se organizou para derrubar a T1 do topo, acabou punida em uma team fight em que Parang saiu com um Triple Kill. Enquanto a ação se desenrolava, o caçador Wiz derrotava o segundo dragão e adquiria o buff do Oceano para os Ninjas. O domínio da KaBuM! era imenso e o terceiro dragão, outro do Oceano, também foi abatido sem contestação.

A RDP apostou suas últimas fichas em um possível roubo de Barão, porém, na luta que estourou ao redor do covil, a equipe sofreu o Ace. Sem mais obstáculos, a KaBuM! garantiu o buff do Na’Shor e a alma do Oceano, depois bastou invadir a base inimiga, colecionar alguns abates e demolir o Nexus para jogar a Redemption na última posição.



KaBuM! — lado azul

Parang (Hecarim) — 10/0/4
Wiz (Olaf) — 3/1/9
Tutsz (Zoe) — 3/0/8
Disave (Ezreal) — 1/3/7
Ceos (Yummi) — 0/0/15

Redemption — lado vermelho

Nyu (Sett) — 1/4/0
BalKhan (Elise) — 1/3/2
Krastyel (Azir) — 0/3/1
Patrick (Aphelios) — 0/4/4
BocaJR (Karma) — 2/3/2

Bans

KaBuM!: Yasuo / Renekton / Rumble / Volibear / Kennen
Redemption: Orn / Senna / Lucian / Jayce / Aatrox
MVP: Parang

Clássico apertado

Ainda buscando afirmação, a paiN tinha o clássico contra a INTZ pela frente e começou sendo apertada. Os Intrépidos ficaram com o Dragão do Oceano e também conseguiram evitar que o Arauto parasse nas mãos inimigas, impedindo que os adversários coletassem o olho do monstro recém-abatido. A INTZ ditava o ritmo e adquiriu mais dois dragões, um das Nuvens e um Infernal, enquanto isso, a paiN ficou apenas com o segundo Arauto. O rumo do jogo mudou quando os Intrépidos foram encaixotados em uma luta dentro da selva, perdendo quatro de seus jogadores.

Alguns minutos mais tarde, após pick off sobre o caçador Shini, a paiN levou o seu primeiro dragão, um Infernal. Para tentar retomar a dianteira, a INTZ atraiu os adversários para uma armadilha no covil do Barão. No entanto, a team fight não estourou e o topo Yang usou essa brecha para ir empurrando a rota inferior sozinho, até destruir o inibidor. Aproveitando a pressão dos Super Minions, a paiN derrotou o Barão e usou o buff para encurralar os Intrépidos contra a parede.

Tendo controle total do mapa, a paiN esperou o segundo Barão nascer e se fortaleceu com o bônus para o avanço final. Sem muito que fazer, a INTZ sofreu o Ace dentro da selva e apenas assistiu o Nexus sendo destruído.



paiN — lado azul

Yang (Sett) — 4/3/4
SeongHwan (Elise) — 3/0/5
tinowns (Azir) — 5/0/7
brTT (Kalista) — 0/0/6
Key (Blitzcrank) — 1/1/5

INTZ — lado vermelho

Tay (Vladimir) — 1/2/1
Shini (Olaf) — 0/4/2
Envy (Syndra) — 2/2/2
micaO (Miss Fortune) — 1/2/3
RedBert (Thresh) — 0/3/3

Bans

paiN: Gragas / Aphelios / Senna / Nautilus / Yummi
INTZ: Orn / Zoe / Gangplank / Alistar / Taric
MVP: Yang

A força da Fasting Senna

Na partida contra a Prodigy, a FURIA Uppercut estreou uma estratégia no CBLoL que vem rendendo bons resultados em outras ligas: a Fasting Senna. Nela, o atirador não farma e apenas coleta almas para ir fortalecendo a campeã Senna, enquanto isso, o suporte vai adquirindo recursos ao abater os minions. Falando na dupla da rota inferior, foi exatamente neste ponto do mapa onde os Panteras começaram a construir a vitória, após um dive totalmente mal executado que terminou com três jogadores da PRG eliminados.

A FURIA crescia de maneira muito rápida, dominando todas as lutas. Por outro lado, a Prodigy via suas chances reduzidas e cada vez mais era dominada no quesito objetivos: enquanto os adversários se fortaleciam com a alma do Dragão Infernal e já haviam demolido cinco torres por Summoner’s Rift, a PRG tinha derrubado apenas uma T1.

Muito superior e sem ser realmente ameaçada, a FURIA organizou o cerco à base da PRG e veio demolindo todas as estruturas que estavam pela frente. Colecionando abates pelo caminho, os Panteras não tiveram dificuldades para focar o Nexus e garantir a vitória.



FURIA Uppercut — lado azul

Tyrin (Renekton) — 4/2/6
Sting (Taliyah) — 3/1/14
Anyyy (LeBlanc) — 7/2/9
Alternative (Senna) — 6/0/13
Damage (Tahm Kench) — 3/1/13

Prodigy — lado vermelho

fNb (Aatrox) — 2/4/2
Yampi (Jarvan IV) — 0/5/6
Aloned (Zoe) — 2/5/2
Garo (Aphelios) — 2/3/1
Wos (Nautilus) — 0/6/2

Bans

FURIA Uppercut: Ezreal / Elise / Sett / Lee Sin / Pantheon
Prodigy: Orn / Syndra / Lucian / Rek’Sai / Sejuani
MVP: Alternative

O jogo da semana (e o Aphelios imoral)

A partida mais aguardada da semana colocou frente a frente o líder Flamengo e a segunda colocada Vivo Keyd. A expectativa foi recompensada pelo melhor duelo do CBLoL até agora, que começou com os Guerreiros encontrando alguns abates pelo mapa e também conseguindo o primeiro dragão, um da Montanha. Os Rubro-Negros responderam com o Arauto, usado para demolir a T1 do topo. Enquanto isso, o atirador Klaus conseguia recursos para fortalecer seu Aphelios ao derrubar sozinho as barricadas da T1 na rota inferior — algo que se revelaria vital no final do jogo.

Se a Vivo Keyd teve o early game melhor, aos poucos, o Flamengo crescia e equiparava as forças. Porém, os Guerreiros voltaram a ter vantagem após uma luta dentro da selva, em que aplicaram o Ace, ficaram com o seu terceiro dragão, um Infernal, e ainda tiveram espaço para adquirir o buff do Barão. A Keyd usou o bônus para aumentar a pressão e liberar espaço para que tentassem a alma infernal. No entanto, o caçador Ranger roubou o dragão e o Flamengo venceu a luta ao redor do covil.

Bastante equilibrado, qualquer erro podia definir o jogo e o deslize veio do suporte Professor, que acabou pego em um pick off. Com a vantagem numérica, o Flamengo conquistou o buff do Barão e parecia que tinha a partida encaminhada. Porém, outra tensa team fight estourou próximo do covil do dragão e, melhor organizada, a Keyd saiu com a vitória e a alma infernal. Mesmo com maior poder de fogo, os Guerreiros foram surpreendidos na rota inferior e tiveram dois de seus integrantes eliminados.

Já na porta da base adversária e com mais jogadores, o Flamengo partiu para garantir a vitória quando o impensável aconteceu. Klaus acertou um belíssimo ultimate com seu Aphelios e garantiu dois abates, forçando o Rubro-Negro a recuar e dando mais alguns minutos de esperança para seu time. Os Guerreiros usaram muito bem essa sobrevida, conquistando o buff do Barão e invadindo a base inimiga. Depois de algumas lutas ao redor do Nexus, bastou a Vivo Keyd focar no objetivo máximo para alcançar o sétimo triunfo consecutivo.



Vivo Keyd — lado azul

Robo (Poppy) — 4/5/8
Grell (Pantheon) — 4/2/9
NOsFerus (LeBlanc) — 8/1/11
Klaus (Aphelios) — 8/4/10
Professor (Thresh) — 2/4/17

Flamengo — lado vermelho

WooFe (Kayle) — 4/4/12
Ranger (Jarvan IV) — 3/4/13
Goku (Lucian) — 2/8/7
Absolut (Varus) — 6/3/4
Jojo (Braum) — 1/7/11

Bans

Vivo Keyd: Elise / Lee Sin / Senna / Sejuani / Gragas
Flamengo: Orn / Yummi / Sett / Taliyah / Karthus
MVP: NOsFerus

Alegria que dura pouco

Após se livrar da lanterna, a KaBuM! encarou a INTZ para se manter afastada da última colocação, mas viu os adversários com um início de jogo mais ativo. Com um abate na rota inferior e o Arauto, usado para derrubar a T1 do topo, os Intrépidos também ficaram com um Dragão do Oceano — o segundo do jogo. Os Ninjas tentavam se manter próximos no placar, com um Dragão do Oceano e o segundo Arauto, aproveitado para dar o máximo de recursos possível para o topo Parang.

Porém, a situação desandou após bom engage da INTZ no meio, que resultou em dois jogadores da KaBuM! abatidos e abriu as portas para que os Intrépidos derrotassem o Barão. Com o bônus, a INTZ foi aos poucos entrando na base adversária e destruiu os inibidores do meio e rota inferior, resetando na sequência para capitalizar o ouro. Desesperada, a KaBuM! tentou usar essa janela para iniciar o Na’Shor, mas o resultado não poderia ter sido mais desastroso.

A INTZ também foi para o covil e aplicou um Ace na team fight. Sem ninguém vivo para defender a base, os Intrépidos demoliram as estruturas pelo caminho e conquistaram a tão esperada vitória, acabando com a alegria da KaBuM! que voltou para a última posição da tabela de classificação.



INTZ — lado azul

Tay (Sett) — 1/1/3
Shini (Gragas) — 6/0/3
Hauz (Tristana) — 3/0/5
micaO (Aphelios) — 1/0/6
RedBert (Nautilus) — 0/0/8

KaBuM! — lado vermelho

Parang (Vayne) — 1/3/0
Wiz (Olaf) — 0/2/0
Tutsz (Orianna) — 0/3/0
Disave (Xayah) — 0/2/0
Ceos (Rakan) — 0/1/0

Bans

INTZ: Zoe / Yummi / Elise / Syndra / Cassiopeia
KaBuM!: Orn / Senna / Camille / Lucian / LeBlanc
MVP: Shini

Final de semana para esquecer

O Flamengo encarou a Prodigy para tentar superar a derrota de sábado, e a partida começou agitada, com os Rubro-Negros garantindo o First Blood e o primeiro Dragão das Nuvens. Aproveitando o bom momento, o Fla iniciou o Arauto e viu todos os cinco adversários vindo contestar. Em um belíssimo combo de ultimates de Qiyana e Pantheon, que atordoou todos os jogadores do Flamengo, o atirador Garo garantiu o Double Kill e sua equipe levou o Arauto.

A partir deste ponto, a Prodigy passou a colecionar objetivos pelo mapa e se organizar melhor, vencendo praticamente todas team fights. A complicada situação do Flamengo ficou ainda pior após uma armadilha na rota do meio, que terminou com muitos abates para os dois lados, mas com a PRG levando a melhor. Logo depois, a Prodigy executou bom pick off, que resultou em três abates, um Dragão da Montanha e o Barão.

A PRG estava imparável e encaixou mais uma bela team fight na selva, que resultou em dois Double Kill — um para Garo e outro para Aloned  —, além da alma da montanha. Sem muitas opções, o Flamengo foi para o covil do Na’Shor e até conquistou o buff, porém, na luta que estourou na sequência, a Prodigy não perdoou e garantiu mais quatro eliminações, com outro Double Kill para Garo. Com a vitória, a PRG invadiu a base adversária, aplicou o Ace e destruiu o Nexus.



Prodigy — lado azul

fNb (Pantheon) — 6/1/13
Yampi (Elise) — 4/1/10
Aloned (Qiyana) — 6/4/10
Garo (Heimerdinger) — 9/0/6
Wos (Alistar) — 0/1/21

Flamengo — lado vermelho

WooFe (Renekton) — 2/7/4
Ranger (Olaf) — 3/3/4
Goku (Viktor) — 0/4/2
Absolut (Aphelios) — 2/4/3
Jojo (Nautilus) — 0/7/3

Bans

Prodigy: Sejuani / Lee Sin / Lucian / LeBlanc / Tahm Kench
Flamengo: Orn / Sett / Senna / Yummi / Varus
MVP: Aloned

Novo líder

Com a derrota do Flamengo, bastava a Vivo Keyd vencer a paiN para assumir a liderança do CBLoL. Os Guerreiros começaram a partida com o objetivo de fortalecer o topo Robo, missão que foi cumprida após dois ganks do caçador Grell que se transformaram em abates para o seu companheiro. Esse início forte garantiu o primeiro dragão, do Oceano, para a Keyd. A paiN não deixou a vantagem adversária se distanciar graças ao Arauto, usado para derrubar a T1 do topo e ainda dar outra cabeçada na T2, e ao Dragão da Montanha conquistado logo depois.

A paiN também deu início ao segundo Arauto, porém a resposta da Keyd foi brilhante e os Guerreiros acumularam três abates. Melhor posicionada e com controle do mapa, a Keyd se organizada para que o meio NOsFerus fizesse split push e empurrasse as rotas laterais. Além disso, quando a fase é boa até mesmo quando as coisas pareciam dar errado, acabavam tendo resultado positivo: após os Guerreiros perderem dois jogadores, os outros três estavam no covil do Barão e garantiam o buff.

Para piorar a situação, a paiN fazia escolhas erradas, por exemplo, mandando três jogadores caçar Robo no topo, enquanto o restante da Keyd derrubava algumas T3. Muito mais forte, os Guerreiros ainda adquiriram a alma do Dragão Infernal e partiram como um trator para cima dos adversários. Sem forças para se defender, a paiN apenas assistiu seu Nexus ser demolido e o CBLoL receber um novo líder.



paiN — lado azul

Yang (Sett) — 3/5/2
SeongHwan (Sejuani) — 0/2/5
tinowns (Zoe) — 0/0/2
brTT (Miss Fortune) — 2/1/3
Key (Thresh) — 2/2/4

Vivo Keyd — lado vermelho

Robo (Pantheon) — 4/3/3
Grell (Karthus) — 2/0/7
NOsFerus (Ekko) — 1/1/4
Klaus (Varus) — 3/2/1
Professor (Braum) — 0/1/6

Bans

paiN: Yummi / Senna / Aphelios / LeBlanc / Gnar
Vivo Keyd: Orn / Gangplank / Elise / Leona / Nautilus
MVP: Robo

Fim do jejum

O momento da Redemption não é nada positivo, a última vitória da equipe havia sido na semana 01 e a FURIA Uppercut era a próxima adversária. Os Panteras repetiram a estratégia da Fasting Senna, que trouxe bons resultados no sábado, mas foi a RDP que começou melhor e mais focada nos objetivos, garantindo o Arauto e o Dragão Infernal.

Depois de uma longa luta no topo, a Redemption se deu melhor e conseguiu também o segundo Arauto, usado na rota do meio para destruir a T1 e ocupar o time da FURIA. Enquanto os adversários se preocupavam em defender as torres, a RDP foi para o covil do dragão conquistar o seu terceiro buff, um do Oceano.

Mais tarde, em uma boa ação ao redor do covil, a Redemption garantiu a alma do oceano e ainda coletou mais quatro abates, com um Double Kill de Krastyel. De sobra, a RDP foi para o covil do Barão para ficar com o bônus do Na’Shor. Muito superior, a equipe de Porto Alegre invadiu a base inimiga, tirou dois inibidores do caminho e focou o Nexus para garantir a vitória e encerrar o incomodo jejum.



FURIA Uppercut — lado azul

Tyrin (Gnar) — 3/2/0
Minerva (Trundle) — 0/0/2
Anyyy (Zoe) — 0/5/3
Stepz (Senna) — 0/4/1
Damage (Tahm Kench) — 0/2/3

Redemption — lado vermelho

Glowcore (Renekton) — 1/2/6
Sephis (Sejuani) — 4/0/2
Krastyel (Syndra) — 3/0/5
Patrick (Ezreal) — 5/1/4
BocaJR (Karma) — 0/0/10

Bans

FURIA Uppercut: Aphelios / Sett / Yummi / Camille / Yasuo
Redemption: Orn / Lucian / Karthus / Vladimir / LeBlanc
MVP: Patrick

É jornalista e obcecado por games (não necessariamente nessa ordem). Seu vício começou com uma primeira dose de Super Mario World e, desde então, não consegue mais ficar muito tempo sem se aventurar em um bom jogo. Diretor de Redação do Nintendo Blast.

Comentários

Google
Disqus
Facebook